Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda o conceito, conheça os tipos de remédios e qual a diferença entre medicamento e remédio com vários exemplos

Remédios são produtos terapêuticos utilizados com a finalidade de promover a saúde e o bem-estar, ajudando a aliviar sintomas indesejados. Remédios não precisam passar pelas etapas de regularização de um medicamento. Apesar disso, muitos remédios possuem efetividade perceptível imediatamente por seus usuários.

Qual a diferença entre medicamento e remédio? Exemplos?

Apesar de algumas pessoas utilizarem os termos “medicamento” e “remédio” como sinônimos, na farmacologia, eles têm significados distintos. Os medicamentos são produtos fabricados em laboratórios regularizados para serem comercializados por farmácias, enquanto os remédios são qualquer tipo de produto utilizado com a finalidade de promover a saúde, incluindo os remédios naturais como chás, massagem, compressas e óleos vegetais

O que é classificação dos medicamentos?

Os três tipos de medicamentos que existem no Brasil, de acordo com a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária – reguladora), são os de referência, similar, ou genéricos. Esses três tipos também são conhecidos popularmente como “medicamentos controlados”. Os medicamentos de referência são produtos aprovados pelo órgão federal, cuja eficácia, segurança e qualidade foram devidamente comprovadas cientificamente.

Eles também são chamados vulgarmente como “medicamentos originais”. Os medicamentos podem ser injetáveis, tomados via oral, inseridos como supositório, aplicados na pele ou intravaginal. Eles podem atuar como analgésicos, antibióticos, entre outras funções, dependendo de sua finalidade. 

Dentro da classificação dos medicamentos de referência existem outras três classes: homeopáticos, que tratam o paciente com pequenas doses que produzem os mesmos sintomas da doença, estimulando o corpo a se recuperar; fitoterápicos, obtidos de raízes, cascas, folhas e sementes; e alopáticos, os mais comuns entre pacientes, a substância química age diretamente sobre os sintomas – eles podem ser industrializados ou manipulados. O similar é igual ao de referência em suas características, podendo apenas mudar o tamanho, forma, prazo de validade, embalagem e rotulagem. 

Qual é a diferença entre fármaco e droga? 

Um fármaco é qualquer tipo de substância capaz de promover alterações fisiológicas com a finalidade de melhorar uma condição de saúde. Nesse sentido, remédios e medicamentos são considerados fármacos. Entretanto, nem todo fármaco é considerado como uma droga. Uma droga é uma substância capaz de promover efeito psicoativo, alterando o estado de consciência. O termo faz referência tanto às substâncias regulamentadas por órgãos sanitários quanto àquelas comercializadas de forma ilícita. 

Tipos de medicamentos analgésicos

Os diversos tipos de medicamento analgésico, também conhecidos como “remédio para dor” são aqueles que interrompem as vias de transmissão nervosa diminuindo a percepção da dor. Entre eles, os principais tipos incluem os anti-inflamatórios não esteroides, o paracetamol, os inibidores da enzima COX 2 B, os opioides, os anticonvulsivantes, os antagonistas de receptor NMDA, a lidocaína, os antidepressivos e os canabinoides. 

Tipos de medicamentos injetáveis

Diferente do medicamento em comprimido (que pode ser ingerido via oral, inserido na vagina ou usado como supositório no ânus, dependendo da profilaxia), os medicamentos injetáveis são aqueles utilizados por meio de injeções. Os principais tipos de medicamentos injetáveis são os intramusculares, os intravenosos, os subcutâneos e os intradérmicos. Cada tipo depende da finalidade da aplicação. 

“Aqui tem remédio”

Aqui tem remédio” é o nome de um programa de assistência farmacêutica da Secretaria de Saúde de São Paulo lançado em dezembro de 2015. Ele foi criado com a finalidade de facilitar a distribuição da informação a respeito das farmácias da rede municipal nas quais se encontram os medicamentos buscados pela população. 

Remédios naturais populares

Remédio para emagrecer

Um dos remédios mais buscados pela população é o remédio para emagrecer. Produtos termogênicos como o gengibre e diversos tipos de pimentas, podem ser coadjuvantes no processo de emagrecimento, assim como alguns inibidores de apetite como o chá verde e o café. Mas, não existe um único remédio sozinho capaz de promover o emagrecimento saudável. O emagrecimento saudável é um processo que depende de vários fatores, pois o excesso de peso, muitas vezes, é resultado de hábitos não saudáveis, como sedentarismo e uma alimentação não equilibrada. Em alguns casos, o sobrepeso está relacionado à doenças, como gastrite, diabetes e hipertensão. Por isso, se você está buscando saber como emagrecer, procure um profissional da saúde para auxiliá-lo. 

Remédio para dor de cabeça (cefaleia) ou enxaqueca

A cefaleia, mais conhecida como dor de cabeça, pode ser causada por muitos motivos. Há mais de 200 tipos de dor de cabeça catalogados. Ela pode denunciar estresse ou ser sintoma de outras doenças, como gripe e sinusite. Entretanto, alguns tipos de remédio para dor de cabeça acessíveis podem ser eficazes. Exemplos incluem técnicas da medicina chinesa, como massagem e acupuntura. Outros tipos de remédio para enxaqueca incluem inalação de óleo essencial de hortelã-pimenta e consumo de gengibre e pimenta.

Remédio para dor muscular

A dor muscular, muitas vezes resultante de hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos, pode ser tratada com remédio caseiro. Para isso, esquente em banho maria meia xícara de óleo de coco com duas colheres de chá de cera de carnaúba, mexendo bem. Ao final, adicione 20 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta ou eucalipto. 

Remédio para dor de garganta

Existem várias opções de remédio para dor de garganta. Entre as principais, estão gargarejo com bicarbonato de sódio, consumo de pimenta-caiena e chocolate amargo

Remédio para cólica durante a menstruação

A cólica menstrual pode ser reduzida com a prática de técnicas da yoga que exijam abertura das pernas e descompressão da pelve. A aplicação de compressas quentes nos pés, na pelve e na lombar também atua como remédio para cólica. Além disso, consumir uma mistura de chá de canela, gengibre, camomila e lavanda pode ajudar. Também é importante evitar alimentos pesados e calóricos durante o ciclo menstrual. 

Remédio para dormir

Praticar yoga, evitar a exposição à luz azul durante a noite e tomar suplemento de valeriana são algumas dicas que funcionam como remédio para dormir. Também é importante a prática de exercício físico, pois ele melhora a saúde como um todo. Pode fazer bem para o humor, dar mais energia e ajudar na perda de peso, além de atuar como um remédio para dormir.

Remédio para gripe

Os chás para gripe podem ser ótimos aliados na hora de enfrentar os sintomas indesejados, como dor de garganta, dor muscular e congestionamento nasal. Além disso, é reconfortante saborear uma bebida quente quando estamos precisando de cuidado. Entre os principais remédios para gripe no estilo caseiro estão o chá de limão, chá de sabugueiro, chá de equinácea e chá de gengibre

Remédio para sinusite, remédio para coriza e remédio para rinite

O jala neti é um dos principais remédios eficientes para a sinusite, rinite e coriza. Jala neti é uma técnica milenar utilizada há séculos pelos iogues indianos para limpar e descongestionar as vias nasais. Em hindu, jala significa água e neti, purificação. A prática, que faz parte do Hatha Yoga e da antiga medicina ayurverda, consiste em lavar o nariz com uma solução de água morna e sal. Os efeitos do jala neti, além de relaxantes, previnem e aliviam rinite, sinusite, enxaqueca, resfriado, coriza e outros problemas. Mas, para ajudar, você pode iniciar uma dieta anti-inflamatória eliminando do seu consumo diário leite, queijo, glúten e álcool.

Remédio para tosse

O abacaxi é indicado para tratar a tosse por conter uma enzima chamada bromelina, que elimina o muco da garganta. Ela também alivia a sinusite e os problemas relacionados a alergias. O sal também  pode ser um ótimo remédio caseiro para tosse. Embora pareça relativamente simples, um gargarejo de água e sal pode ajudar a aliviar a tosse por infecção bacteriana, pois funciona como um bactericida. Misturar 1/4 a 1/2 colher de chá de sal em um copo de água morna pode ajudar a aliviar a irritação. Mas evite utilizar essa técnica em crianças com menos de 6 anos. É melhor experimentar outros remédios para esse grupo etário.

Remédio para infecção de urina

A infecção de urina é uma doença séria que pode evoluir para quadros graves. Não deixe de procurar orientação médica se este for o seu caso. Mas é possível reduzir os sintomas diluindo duas colheres de café de bicarbonato de sódio em 500 ml de água e tomar duas vezes ao dia no máximo durante três dias, pois o sódio aumenta a pressão arterial.

Remédio para a febre

A febre é um mecanismo de proteção do corpo contra microrganismos nocivos que vivem a temperatura de 37 graus Celsius. Quando o organismo chega a uma temperatura de 38 ou 39 graus Celsius, esses microrganismos não sobrevivem e nos recuperamos mais rápido, por isso, se a febre não está causando incômodos severos, evite reduzir a temperatura do corpo. Mas você pode consumir suco de laranja ou limão e aplicar compressas frias na cabeça como remédio para febre para reduzir incômodos.

Remédio para dor de estômago

O remédio para dor de estômago pode ajudar muito a aliviar os sintomas e o desconforto gástrico, se ele for eventual. Mas vale ressaltar que, se você sofre com o problema de forma recorrente, é fundamental buscar auxílio médico. Você pode aplicar compressa quente na região local da dor ou consumir batata cozida com sal, chá de erva-doce ou camomila.

Remédio para diarreia

As propriedades do gengibre o tornam um remédio para diarreia muito eficaz. O gengibre aquece o estômago e é um tônico para o sistema digestivo. Ele também tem propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antibacterianas que ajudam na cura de doenças do estômago. Seus efeitos antioxidantes têm um efeito positivo na saúde geral do estômago. Você pode mastigá-lo cru ou consumir na forma de chá.

Saber como preservar os medicamentos é um dos principais cuidados com medicamentos tomados para manter seu uso seguro. Para isso, mantenha-os em lugares altos, ao abrigo da luz e umidade e longe das crianças. Também é importante que você os mantenha  sempre na embalagem original com a bula, caso seja preciso consultar informações.