Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Conheça quais foram as boas iniciativas e os maus exemplos em termos de sustentabilidade dos jogos

Os Jogos Olímpicos de Londres 2012 foram anunciados como os mais ambientalmente corretos da história, antes mesmo de se iniciarem. Matérias-primas recicladas, arenas móveis e inovações tecnológicas verdes se tornaram realidade e ganharam destaque durante o evento. Mas será que isso é suficiente? Alguns grupos apontam falhas estruturais e questionam os patrocínios fechados com empresas que têm pouca preocupação ambiental.

A eCycle te mostra agora alguns dos pontos positivos e negativos do maior evento esportivo do mundo.

Pontos positivos

-Arenas recicláveis: para evitar megaconstruções que se tornam, com frequência, “elefantes brancos”, o comitê organizador dos jogos decidiu apostar em arenas que podem ser desmontadas ao final do evento. Exemplos são as arenas de basquete e de polo aquático, que foram construídas dentro dos padrões de sustentabilidade e poderão ser desmontadas e levadas para qualquer outro local do país;

-Árvore solar: são postes que estão instalados nas ruas da cidade-sede, mas que captam a luz do sol durante o dia e a transformam em energia. À noite, eles iluminam os pedestres quando os “galhos” feitos de LED e sensíveis à luminosidade, “percebem” a falta de iluminação solar;

-Embalagens biodegradáveis: a cidade apostou em embalagens biodegradáveis, principalmente no setor de alimentação. Todas as embalagens vendidas dentro do parque olímpico e nos locais de jogos são feitas com materiais compostáveis;

-Cola contra a poluição: desde o início de 2012, as ruas de Londres recebem uma solução química que “suga” a poeira do ar e a prende no asfalto. Após serem “presas”, as partículas de poeira aderem aos pneus dos carros ou são lavadas pela chuva;

Pontos negativos

-Medalhas poluentes: a maior fornecedora dos minérios usados para produção das medalhas olímpicas, Rio Tinto, é acusada de contaminar ar e água com sua atividade, além de colocar vidas humanas em risco ao não ter preocupação com os resíduos de sua produção que contaminam recursos naturais;

-Patrocinadores com práticas saudáveis questionadas: BP, Coca-Cola, McDonald’s, Dow Chemical e a própria Rio Tinto são empresas patrocinadoras oficiais e também alvos de críticas. As maiores rejeições se dão com a Dow Chemical, por conta de um acidente na Índia, e com a BP, pelo vazamento de óleo no mar em 2010;

-Energia: um relatório da WWF afirmou que não houve muito investimento em energia renovável. Somente 9% da energia produzida localmente e utilizada nos jogos é renovável. O prometido pela organização do evento em 2005 foi 20%;

-Repressão ao cicloativismo: mesmo com incentivo a transportes alternativos, a polícia londrina prendeu 182 cicloativistas no primeiro dia dos jogos, após eles terem se encontrado para uma reunião mensal nas ruas da cidade.

Veja também:
Poluição sem vez nas Olimpíadas
Coca-Cola vai reciclar todas as garrafas plásticas da marca usadas durante as Olimpíadas de 2012