Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Confira como fortalecer a musculatura do assoalho pélvico com exercícios do pompoarismo, técnica milenar indiana

Pompoarismo é uma técnica milenar que inclui exercícios para o fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico. A prática nasceu no sul da Índia e foi aperfeiçoada no Japão e na Tailândia. Seu nome (“pompoar” significa “chupar com a vagina”) vem do Tamil, uma língua falada no Sri Lanka.

No Ocidente, o pomporismo chegou através de Arnold Kegel, um ginecologista que estava procurando uma solução para a incontinência urinária de suas pacientes grávidas. É por isso que, no meio médico, as práticas mais simples de pompoarismo são chamadas de exercícios de Kegel.

A técnica se popularizou graças aos benefícios que proporciona para a libido e o aumento do prazer durante as relações sexuais, mas suas vantagens vão muito além disso. Na verdade, os exercícios do pompoarismo ajudam a combater a incontinência urinária e fecal, a flacidez vaginal e as hemorroidas.

Além disso, são excelentes para mulheres que têm dificuldade de chegar ao orgasmo, auxiliam na lubrificação da vagina, reduzem os sintomas da menopausa, aliviam cólicas menstruais e previnem infecções do trato do urinário, vaginismo e até prolapso.

Para fazer os exercícios, é possível recorrer a acessórios, como Ben-Wa – as famosas bolinhas tailandesas –, ou realizar repetições simples de contração e relaxamento do assoalho pélvico, sem necessidade de equipamento.

Explicando o pompoarismo

O assoalho pélvico é um conjunto de músculos e ligamentos que sustentam a pelve e os órgãos da região: intestinobexiga, uretra, útero e ânus.

Quando a musculatura da área perde sua força, ela também perde sua capacidade de se sustentar. Daí aparecem problemas como a incontinência urinária. Três razões principais para esse afrouxamento são:

  • Gestação: além do parto normal, o peso que a mulher carrega durante nove meses também afrouxa a musculatura;
  • Idade avançada;
  • Menopausa.

O pompoarismo é uma técnica de exercícios que fortalece o assoalho pélvico, devolvendo a elasticidade natural e a força perdida pelo afrouxamento da região. Especificamente, os exercícios pélvicos fortalecem o músculo pubococcígeo, que se estende do osso púbico ao cóccix e forma o assoalho. As sequências consistem basicamente em contrair e relaxar essa musculatura.

Benefícios do pompoarismo

A prática do pompoarismo proporciona muitos benefícios sexuais! Primeiro, leva a uma melhor familiaridade e conforto com seu próprio corpo. O conhecimento e o controle podem ajudá-lo a visualizar e vocalizar seu desejo.

Os exercícios levam ainda ao aumento da força muscular, fornecendo maior sensibilidade e mais atrito durante o sexo e, consequentemente, facilitando o orgasmo. O pompoarismo também pode prolongar o seu prazer e o do seu parceiro. Confira mais alguns benefícios da técnica não só para a prática sexual, mas para o bem-estar geral do corpo:

  • Diminui a dor da penetração causada por vaginismo ou dispareunia;
  • Pode ajudar a mulher a ter orgasmos múltiplos;
  • Torna sua vagina mais elástica, impedindo que você se machuque durante o sexo;
  • Pode impedir seu parceiro de ter um orgasmo muito rápido, embora prolongue o prazer;
  • Aumenta a lubrificação e a libido;
  • Prepara a gestante para o parto e auxilia no pós-parto;
  • Melhora significativamente a função intestinal;
  • Diminui os sintomas causados ​​pela menopausa;
  • Aumenta o controle dos músculos vaginais;
  • Diminui e combate a flacidez vaginal;
  • Reduz as cólicas e os sintomas da TPM;
  • Trata a incontinência urinária.

Mulheres de qualquer idade podem praticar e obter alguns dos benefícios do pomparismo. No entanto, se você estiver grávida ou no puerpério, é recomendável buscar orientação médica antes de tentar.

Exercício de pompoarismo sem equipamento

Deite-se ou se sente em um local confortável, respirando profundamente por alguns segundos, inspirando pela boca e soltando o ar pelo nariz. Em seguida, contraia a musculatura do assoalho pélvico, fechando o ânus e a vagina, e mantenha a contração por dois segundos.

Relaxe e descanse por oito segundos. Repita o processo de contração e relaxamento de 8 a 10 vezes e, por fim, faça uma última contração, com duração de 8 a 10 segundos ininterruptos.

Exercício com Ben-Wa

Primeiro, insira uma bolinha na vagina, tentando sugar as outras bolinhas para dentro somente com a força da contração da musculatura vaginal. Depois de introduzir as bolinhas, inicie o processo de expulsão, expelindo-as uma a uma através do relaxamento da musculatura do assoalho pélvico.

Se possível, pratique esse exercício diariamente, até que consiga inserir e expelir as bolinhas da vagina apenas com os movimentos musculares.

Cuidados e precauções

Se você tiver qualquer tipo de infecção ou inflamação na região íntima, será necessário tratar o problema antes de iniciar uma rotina de pompoarismo, para prevenir possíveis complicações. Isso é especialmente recomendado caso você utilize as bolinhas tailandesas para praticar os exercícios, porque inserir objetos estranhos no corpo pode propagar a infecção.

Você pode fazer exercícios de pompoarismo durante a menstruação. No entanto, é melhor fazer os exercícios sem o uso de acessórios, por uma questão de higiene e para prevenir infecções.

Se você nunca fez sexo vaginal com penetração e deseja preservar o seu hímen, pode evitar o uso de acessórios durante os exercícios.