Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Se você tem uma caixa de medicamentos sem uso em sua casa e não sabe o que fazer, aprenda como fazer o descarte correto de medicamentos

Você já deve ter se perguntado como fazer o descarte correto de medicamentos, afinal, todas as pessoas têm contato com esses produtos no dia a dia. Antes de sair jogando sua cartela ou caixa de medicamentos no lixo comum, é preciso saber mais sobre o descarte incorreto de medicamentos e os seus impactos socioambientais.

Entender o impacto ambiental de medicamentos descartados de forma irresponsável é um dos primeiros passos para aderir a um estilo de vida consciente.

Qual a importância do descarte correto de medicamentos?

O descarte de medicamentos no lixo comum, privada ou pia pode afetar o meio ambiente e a vida humana. O tópico descarte de medicamentos e seus impactos socioambientais ainda precisa ser disseminado entre a população. Isso porque muitas pessoas não sabem o que fazer com seus remédios vencidos, ou com as embalgens desses medicamentos, o que acaba resultando no descarte inadequado e intervenções nocivas no meio ambiente.

Descarte de medicamentos e seus impactos socioambientais

Impacto social

Quando você descarta o medicamento no lixo, os catadores entram em contato com esses materiais. Caso a embalagem primária esteja contaminada, o profissional também pode ser afetado. A embalagem primária de um medicamento é aquela que tem contato direto com o produto — pode ser um blister, que protege comprimidos em cartelas, ou frascos. Ela não pode ser descartada no lixo comum ou reciclável devido a sua relação com o medicamento, que pode causar a contaminação dos coletores de lixo. Para saber mais sobre confira a matéria “Tipos e descarte de embalagem de medicamentos“.

Além disso, em alguns cenários, o catador reaproveita o remédio. Ao entrarem em contato com esse medicamento descartado, esses profissionais podem achar uma boa ideia reaproveitar o produto para o uso pessoal, ou até mesmo repassá-lo para alguém de seu ciclo social, o que não é recomendado, pois acarreta em problemas à saúde.

Impacto ambiental dos medicamentos

A contaminação do solo e recursos hídricos por medicamentos pode causar alterações no sistema endócrino e na fisiologia de espécies de animais. Um exemplo comum é a feminização de peixes, que acontece principalmente quando eles têm contato direto com anticoncepcionais, ou outros medicamentos, descartados incorretamente. Entretanto, vale ressaltar que o descarte incorreto não é o único responsável pela contaminação ambiental por fármacos, visto que os medicamentos também chegam ao meio ambiente por meio das excretas humanas e de animais.

Outro impacto do descarte de remédio no meio ambiente, geralmente de antibióticos, é o surgimento de superbactérias. Esses organismos se tornam mais resistentes ao medicamento, e logo, são mais difíceis de combater. 

O descarte de medicamentos com agentes mutagênicos, que estão presentes nos antineoplásicos e imunossupressores usados no tratamento quimioterápico, afetam a vida de diversos micro-organismos no meio ambiente.

O que diz a legislação sobre o descarte de medicamentos?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na Resolução nº306, de 7 de dezembro de 2004, dá uma breve ideia sobre o gerenciamento dos resíduos de serviços da saúde. Segundo a resolução, todo e qualquer serviço relacionado ao atendimento à saúde humana ou animal deve elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS).

O descarte de medicamentos, feito pelas empresas de saúde e pelos consumidores, precisa garantir o manejo e a destinação ambientalmente correta dos resíduos. No Brasil, o Decreto nº 10.388, de 5 de junho de 2020, é o responsável pela regulamentação do sistema de logística reversa que coleta a embalagem de medicamentos e os remédios, com a participação e a responsabilidade dos fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores. 

Logo, por lei, as empresas do ramo farmacêutico são obrigadas a:

  • Administrar a implementação, operacionalização da logística reversa e os cuidados com os medicamentos domiciliares, desde a coleta à destinação final destes;
  • Divulgar informações do sistema de logística reversa aos consumidores; 
  • Encaminhar um relatório anual ao Ministério do Meio Ambiente sobre o descarte de medicamentos;
  • Os fabricantes e importadores de remédio são os que deverão custear a destinação ambientalmente adequada.

Por fim, o decreto nº 10.388/2020, estabelece um cronograma adequado para o funcionamento de pontos fixos de recebimento desses produtos. Além disso, também ressalta o papel importante do consumidor nesse processo. Quando se trata do descarte correto de medicamentos, os consumidores são responsáveis pelo cuidado de levar os resíduos até os pontos de coleta, separá-los de maneira adequada e disseminar informação sobre o assunto.

Como deve ser feito o descarte correto dos medicamentos?

Como descartar remédio vencido? Se você precisa fazer o descarte de medicamentos vencidos, ou daqueles que estão dentro do prazo mas estão em desuso, mas não sabe onde entregar, que tal aderir ao processo a seguir?

Confira e organize sua “farmacinha”

A caixa de primeiros socorros, ou farmácia doméstica, costuma ser uma caixa organizadora que as pessoas usam para armazenar os medicamentos que são usados no dia a dia. É preciso que ela seja checada com certa frequência, pelo menos duas vezes no mês, para garantir que todos os remédios armazenados estão dentro do prazo de validade ou ainda podem ser utilizados.

Certifique-se de realizar essa limpeza sempre que possível, para que possa, finalmente, partir ao processo de descarte dos medicamentos. Confira mais informações sobre a caixa organizadora de remédios em “Caixa de medicamentos: tudo sobre“.

Medicamentos vencidos e fora de uso

Agora que você organizou sua caixa, e retirou todos os medicamentos vencidos — e aqueles que estão dentro do prazo, mas fora de uso — é hora de descartar. Os remédios vencidos não podem ser reproveitados e causam problemas de saúde no caso de ingestão. Desta forma, precisam ser levados para pontos de descarte de medicamentos, que fazem a lógistica reversa do produto para um local adequado.

Esses pontos de coleta de medicamentos vencidos costumam ser farmácias e drogarias ou unidades básicas de saúde (UBS) da sua região.

Para saber onde entregar medicamentos dentro do prazo é preciso, antes, entender como fazer o descarte consciente de medicamentos. Existem projetos sociais de farmácia solidária e instituições que recebem doações desses produtos, desde que não tenham passado da data de validade e estejam em bom estado de conservação. No entanto, quando esses locais não estiverem disponíveis, entre em contato com os pontos de coleta de medicamentos.

Embalagem de remédio

Você aprendeu a descartar aqueles medicamentos vencidos há 2 meses e a doar o remédio dentro do prazo, agora falta saber onde jogar a embalagem do produto. As caixas de remédios e a bula não têm contato direto com o fármaco, diferente das cartelas e frascos, por isso podem ser descartadas no lixo reciclável. O nome dado a essas embalgens é embalagem secundária ou terciária, que são as caixas com informações do medicamento ou as que fazem o transporte do produto através do delivery.

Já as embalagens primárias, mencionadas anteriormente, devem ser descartadas junto com os medicamentos vencidos em pontos de descarte. Afinal, elas tem contato direto com o remédio, e muitas vezes acabam contaminadas com a substância.

descarte correto de medicamentos

DESCARTE DE MEDICAMENTOS

  1. Guarde seus medicamentos em lugar seguro

    Mantenha os medicamentos em lugar separado e seguro, longe da luz, umidade e do alcance das crianças. Uma caixa de remédios, do tipo “farmacinha” ou “armário de medicamentos”, ajuda na organização deles.

  2. Separe os medicamentos vencidos e em desuso

    Periodicamente revise sua caixa de remédios, separando os medicamentos em desuso e aqueles com prazo de validade vencido, dos outros.

  3. Doe, se possível

    No caso de existirem farmácias solidárias em sua região, uma boa prática é doar aqueles medicamentos em desuso, mas dentro do prazo, para estas instituições.

  4. Lixo comum, pia ou vaso sanitário, nunca!

    Em hipótese alguma descarte seus medicamentos na pia, no vaso sanitário ou lixo comum. Há severos riscos de impactos ambientais e sociais nessa atitude.

  5. Pontos de descarte são o destino

    Pesquise por “pontos de descarte de medicamentos” próximos de sua localização no buscador do eCycle . Há muitas opções de farmácias e unidades de saúde que recebem estes produtos com a garantia de um descarte ambientalmente correto.

  6. Vigilância sanitária também é solução

    Caso não encontre pontos de descarte de medicamentos próximos à sua localidade, procure a vigilância sanitária. Possivelmente poderão lhe auxiliar na solução do problema.

Projeto de descarte de medicamentos

Empresas especializadas na destinação e coleta de medicamentos vencidos conceberam o projeto de descarte de medicamentos. A ideia é cuidar do planejamento e execução para que os produtos sejam coletados nos varejistas, concetrados em um local secundário, para depois serem encaminhados à destinação final, de acordo com as determinações legais estipuladas tanto pela PNRS e pelo decreto nº 10.388.

A importância dessas instituições se dá pela responsabilidade ambiental para designar um local apropriado para os fármacos. Além da disponibilização de contêineres de descarte, divulgação de dados sobre os programas e o planejamento de todo esse processo.

Mas, o que as empresas fazem com os medicamentos vencidos?

Quando o consumidor faz o descarte correto, as transportadoras fazem a coleta dos medicamentos e oferecem o destino adequado para os produtos. Nesse destino, os remédios são incinerados, coprocessados e levados a disposição final, em aterros de classe I, para resíduos perigosos.

Caso tenha interesse em estabelecer o contato com uma dessas empresas especializadas, preencha o formulário abaixo:

Pontos de coleta de medicamentos

Agora que você sabe onde jogar medicamento vencido, é essencial ter em mente a importância dos pontos de descarte. Nesses locais, é feita a coleta de medicamentos vencidos, e, a partir daí, eles são destinados a um ambiente apropriado. Ao chegarem ao seu destino final, eles passam por incineração, coprocessamento ou disposição final em aterros de classe I, onde ficam produtos perigosos.

Exemplos de pontos de descarte de medicamentos fora da validade: Drogasil, Droga Raia e Drogaria São Paulo.

Para saber onde doar remédios na sua cidade, entre em contato com organizações que trabalham com saúde e pergunte se elas aceitam receber esses tipos de medicamentos.