Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O chá de melissa é conhecido por ser benéfico para o tratamento de dores, gripes e cólicas

O chá de melissa, também conhecido como chá de erva-cidreira, é obtido a partir das folhas da Melissa officinalis. A planta é originária da Europa e da Ásia, sendo uma das ervas medicinais mais cultivadas desde o século XIV. Para saber mais sobre a melissa, confira a matéria: “Melissa: o que é e usos”.

O uso e consumo do chá de melissa está historicamente ligado ao tratamento de problemas digestivos, como dor no estômago e gastrite. No entanto, ela também ganhou popularidade por tratar cólicas, dores de cabeça, ansiedade, gripe e resfriado. As propriedades medicinais da planta melissa são as grandes responsáveis pelos seus benefícios ao organismo humano.

Para o que serve o chá de melissa

Reduz ansiedade 

A ingestão de chá de melissa é feita por quem busca melhorar seus sintomas de ansiedade. Uma pesquisa, publicada em 2014, analisou os efeitos das folhas de melissa em pessoas com o diagnóstico, quando adicionada a alimentos do dia a dia. Ao fim do estudo, os participantes reportaram uma melhora significativa em sua ansiedade, junto de uma melhora no humor.

Apesar de ainda serem necessários mais estudos sobre os efeitos do chá de melissa em pessoas com ansiedade, já existem medicamentos, usados para tratar a condição, que levam o princípio ativo da planta. 

Melhora o sono 

O chá de melissa consegue melhorar o sono e reduzir sintomas de insônia graças a seu efeito sedativo. Dois estudos, realizados pela University of Michigan, apontam que, ao ingerir chá de melissa, a qualidade do sono pode melhorar. 

Isso acontece graças a uma alteração de químicos no sistema nervoso. Além disso, algumas pessoas adicionam raiz de valeriana ao seu chá de melissa, pois a mistura também se mostrou benéfica para quem quer dormir melhor. 

Promove a saúde cerebral 

Já existem estudos que mostram os efeitos do chá de melissa na melhora de quadros de doenças neurológicas, devido à ação antioxidante que reduz o estresse oxidativo. Segundo especialistas, a planta medicinal ajuda a melhorar a cognição mental e reduz os sintomas de estágios iniciais de doenças como o mal de Alzheimer. É preciso frisar que o chá não cura a condição, mas pode fazer com que seja mais fácil de administrar o quadro.

Trata infecções

Um estudo, publicado pela Phytotherapy Research, descobriu que o extrato de melissa, misturado com ácido rosmarínico, foi capaz de inibir o funcionamento do vírus da herpes. Isso mostra que a presença de taninos e polifenóis na planta pode ajudar o tratamento de infecções

Ajuda a aliviar problemas digestivos 

Se você tem problemas estomacais com frequência, o consumo de chá de melissa pode ajudar. Uma análise realizada com extrato de melissa, adicionado a uma sobremesa, mostrou que os participantes tiveram seus sintomas digestivos reduzidos com mais eficácia ao ingerirem a sobremesa com a planta. 

Minimiza dores menstruais 

Também existem comprovações científicas que apontam o consumo de chá de melissa no tratamento de dores menstruais como algo positivo. Um estudo de 2015 analisou os efeitos do chá em aproximadamente 100 jovens do ensino médio. O grupo de meninas que tomou o extrato de melissa em seu tratamento para cólicas teve uma redução significativa em seus sintomas. 

Alivia o estresse

Devido às suas propriedades calmantes, e aos antioxidantes que aliviam o estresse oxidativo, o chá de melissa pode ajudar você a relaxar. Ingerir o chá pode causar aumento na sensação de calma, e reduzir o sentido de alerta. Além de ajudar a reduzir problemas como dores de cabeça e de corpo causados pela tensão.

chá de melissa

Contraindicações do chá de melissa

O chá de melissa é considerado seguro na maior parte do tempo, mas também pode causar alguns efeitos colaterais como:

O chá de melissa não é indicado para bebês, crianças e mulheres grávidas, pois ainda não existem estudos que comprovem sua segurança para estes grupos. Se você está tomando medicamentos para diabetes, evite tomar o chá de melissa, pois ele é conhecido por diminuir naturalmente os níveis de açúcar no sangue.

Evite combinar o consumo do chá de melissa com medicamentos, sempre pergunte ao seu médico se é seguro e se pode causar algum problema ao seu tratamento. Para evitar efeitos colaterais como dores, tente ingerir a bebida depois da refeição, ou tomar no máximo duas xícaras de chá por dia.

O uso excessivo de chá de melissa pode causar problemas ao organismo, por isso tenha moderação. Se você costuma beber o chá todos os dias, certifique-se de tirar uma semana de pausa, depois de três semanas de uso direto. 

Como fazer chá de melissa

Ingredientes

  • 1 colher de folhas de melissa frescas ou secas
  • 1 litro de água fervente
  • Açúcar mascavo (opcional)

Modo de preparo

  1. Coloque as folhas de melissa dentro de uma chaleira;
  2. Cubra com água fervente, e deixe ficar por uns dez minutos;
  3. Retire as folhas com uma peneira;
  4. Sirva o chá e adicione o açúcar se achar necessário.