Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Documento foi lançado no dia 18 de junho, segundo o Vaticano

Em 18 de junho, o Papa Francisco apresentou a primeira encíclica dedicada à ecologia e ao cuidado do meio ambiente, de acordo com informações do Vaticano.

A carta papel tem o título de “Laudato sii” (“Louvado seja”), que são as palavras que iniciam o Cântico das Criaturas de São Francisco de Assis, considerado o primeiro texto ecológico da história, escrito antes da morte do santo considerado defensor da natureza, em 1226.

O texto foi escrito em italiano e aborda a chamada “ecologia humana” e o “cuidado da criação”, subtítulo da encíclica.

Papa Francisco, de acordo com o Vaticano, consultou muitos especialistas e cientistas e espera que o documento sirva de referência aos presentes na conferência internacional contra o aquecimento global que será realizada em Paris (França) em dezembro.

Formado em química, Papa Francisco pede para que se limite o máximo do uso de recursos não-renováveis, moderando o consumo e maximizar o uso como a reutilização e reciclagem; trata sobre a educação ambiental, dos valores dos seres humanos, chama a atenção também para a crescente falta de água potável “Indispensável para a vida humana e para sustentar os ecossistemas terrestres e aquáticos.” 

Assim como São Francisco, o papa latino-americano se referirá no texto ao “Irmão Sol, à Irmã Lua, à Irmã Terra”, para pedir a detenção das mudanças climáticas, do desmatamento, mas também da fome, da desigualdade e da pobreza.

Francisco se dirigiu aos poderosos da terra, aos grupos de poder, em particular às grandes multinacionais, que se converteram nos verdadeiros depredadores do planeta, aumentando assim o abismo entre pobres e ricos, nas palavras do pontífice.

Confira a versão em português da nova Encíclica

Veja também:
Novo “papamóvel” será movido a pedaladas e terá células fotovoltaicas