Objetivos para o desenvolvimento sustentável: o que são os ODS?

eCycle

Países membros da ONU adotaram políticas para fomentar o desenvolvimento sustentável do mundo

Objetivos para o desenvolvimento sustentável - ODS - ONU

Os 193 países membros da ONU (Organização das Nações Unidas) têm orientado suas decisões seguindo uma nova agenda: são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Lançada em setembro de 2015, durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, na Assembleia Geral da ONU, a agenda é composta por 17 itens - tais como erradicar a pobreza, a fome e assegurar educação inclusiva - que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.

Os Estados e a sociedade civil discutiram seus papéis para atingir os 17 novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS foram baseados nos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que estabeleciam metas para o período entre 2000 e 2015 e obtiveram avanços consideráveis na redução da pobreza global, no acesso à educação e à água potável. A ONU considerou os Objetivos do Milênio um sucesso e propôs dar continuidade ao trabalho já realizado, traçando novas metas para os próximos 15 anos. Surgiram assim os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Saiba quais são os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

Sim, é uma meta ambiciosa. Desde 1990, o número de pessoas em extrema pobreza já diminuiu mais da metade, passando de 1,9 bilhão em 1990 para 836 milhões em 2015. Mas ainda há muito a ser feito: cerca de uma em cada cinco pessoas em regiões em desenvolvimento vive com menos de 1,25 dólar por dia, a maioria delas estão no sul da Ásia e na África Subsaariana.

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

A má nutrição, que causa 45% das mortes de crianças abaixo dos cinco anos de idade, é um dos focos deste ODS. Uma em cada quatro crianças do mundo sofre crescimento atrofiado e a proporção aumenta de uma para três em países em desenvolvimento. 66 milhões de crianças em idade escolar primária vão às aulas passando fome, sendo 23 milhões apenas na África. A agricultura, por sua vez, é a maior empregadora única no mundo, sustentando 40% da população global. 500 milhões de pequenas fazendas no mundo todo, a maioria ainda dependente de chuva, fornecem até 80% da comida consumida em grande parte dos países em desenvolvimento.

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

O terceiro objetivo para o desenvolvimento sustentável tem como eixos de atuação as saúdes infantil e materna e o combate ao HIV/Aids. Estima-se que seis milhões de crianças morrem a cada ano, antes do seu quinto aniversário, e apenas metade das mulheres em regiões em desenvolvimento recebe a quantidade recomendada de assistência médica. Além disso, no final de 2013 havia cerca de 35 milhões de pessoas vivendo com HIV.

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

A matrícula na educação primária em países em desenvolvimento chegou a 91% em 2015, mas 57 milhões de crianças permanecem fora da escola, sendo que mais da metade delas vivem na África Subsaariana. O mundo conquistou a igualdade na educação primária entre meninas e meninos, mas poucos países alcançaram essa meta em todos os níveis de educação.

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

Na África Subsaariana, Oceania e Ásia Ocidental, meninas ainda enfrentam barreiras para entrar tanto na escola primária quanto na escola secundária. Mulheres na África do Norte ocupam menos de um a cada cinco empregos pagos em setores que não sejam a agricultura. Há apenas 46 países em que as mulheres ocupam mais de 30% das cadeiras no parlamento nacional em pelo menos uma câmara - o Brasil não é um deles.

Veja a palestra da escritora Chimamanda Ngozi Adichie sobre o tema da igualdade de gêneros.

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos

Este objetivo para o desenvolvimento sustentável busca ajudar os 2,5 bilhões de pessoas que não têm acesso a serviços de saneamento básico, como banheiros ou latrinas. Diariamente, uma média de cinco mil crianças morre de doenças evitáveis relacionadas à água e ao saneamento.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos

No mundo, uma em cada cinco pessoas ainda não têm acesso à eletricidade moderna - um total de 1,3 bilhão. São 3 bilhões os que dependem de madeira, carvão, carvão vegetal ou dejetos animais para cozinhar e obter aquecimento, sendo que a energia é o principal contribuinte para as mudanças climáticas, sendo responsável por cerca de 60% das emissões globais totais de gases do efeito estufa. A energia renovável constitui atualmente apenas 15% do conjunto global de energia.

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos

O desemprego global aumentou de 170 milhões em 2007 para cerca de 202 milhões em 2012, sendo aproximadamente 75 milhões mulheres ou homens jovens. Há por volta de 2,2 bilhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza e a erradicação do problema só é possível por meio de empregos bem pagos e estáveis.

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

Cerca de 2,6 bilhões de pessoas no mundo em desenvolvimento têm dificuldades no acesso à eletricidade. 2,5 bilhões de pessoas no mundo todo não têm acesso a saneamento básico e quase 800 milhões não têm acesso à água. Entre 1 e 1,5 milhão de pessoas não têm acesso a um serviço de telefone de qualidade. Em muitos países africanos, principalmente os de baixo rendimento, os limites na infraestrutura afetam em cerca de 40% na produtividade das empresas.

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

Apesar de todos os avanços, a desigualdade de renda aumentou em média 11% nos países em desenvolvimento entre 1990 e 2010. São mais de 75% das famílias vivendo em sociedades onde a renda é pior distribuída do que na década de 1990. Apesar do declínio na mortalidade materna na maioria dos países desenvolvidos, mulheres na área rural são três vezes mais suscetíveis à morte no parto do que as que vivem nos centros urbanos.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

Até 2030, cerca de 60% da população mundial viverá em áreas urbanas - atualmente são 3,5 bilhões, o que representa metade da população. 828 milhões de pessoas vivem em favelas e o número continua aumentando. As cidades ocupam somente 2% do espaço da Terra, mas usam entre 60 e 80% da energia produzida e provocam 75% das emissões de carbono.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis

Este objetivo para o desenvolvimento sustentável busca conter estatísticas nada alentadoras: 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas todos os dias, 120 bilhões de dólares são perdidos todo ano com o uso de lâmpadas de alto consumo, mais de 1 bilhão de pessoas ainda não têm acesso à água potável. Além disso, a população global deve chegar a 9,6 bilhões de pessoas até 2050 - seriam necessários cerca de três planetas para prover os recursos naturais que sustentam os estilos de vida atuais.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos

O ODS reconhece que a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC) é o fórum internacional intergovernamental primário para negociar a resposta global à mudança do clima. Conter o aquecimento global e o derretimento das calotas polares são dois dos focos.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

É preciso cuidar dos nossos oceanos: eles cobrem três quartos da superfície da Terra, contém 97% da água do planeta e representam 99% da vida terrestre em termos de volume. Os níveis de captura de peixes estão próximos da capacidade de produção dos oceanos, com 80 milhões de toneladas de peixes sendo pescados por ano. São os oceanos que absorvem cerca de 30% do CO2 produzido por humanos, amortecendo os impactos do aquecimento global. Eles são também a maior fonte de proteína do mundo, com mais de 3 bilhões de pessoas dependendo dos oceanos como fonte primária de alimentação.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

Treze milhões de hectares de florestas estão sendo perdidos a cada o ano, sendo que cerca de 1,6 bilhão de pessoas dependem delas para sua subsistência - isso inclui 70 milhões de indígenas. Além disso, as florestas são o lar de mais de 80% de todas as espécies de animais, plantas e insetos terrestres.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis

O ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados) registrou em 2014 cerca de 13 milhões de refugiados. Os países em desenvolvimento perdem todos os anos por volta de 1,26 trilhão para corrupção, suborno, roubo e evasão de impostos. A taxa de crianças que deixam a escola primária em países em conflito alcançou 50% em 2011, o que soma 28,5 milhões de crianças. São números que precisam ser contidos.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

Este ODS busca a continuidade de importantes conquistas, como no caso da Assistência Oficial ao Desenvolvimento (OAD), que levantou aproximadamente 135 bilhões de dólares em 2014. O número de usuários da internet na África quase dobrou entre 2011 e 2015 e, em 2015, 95% da população mundial tinha cobertura de sinal de celular.

O vídeo (em inglês, com legendas em português) mostra como foi a assinatura dos ODS na ONU.


Fonte: ONU Brasil

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail