Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Mundo BANI é uma nova forma de caracterizar o mundo: frágil, ansioso, não-linear e incompreensível.

Mundo BANI é a maneira como o mundo tem sido descrito, sobretudo a partir do ano de 2020. Nesse período, o termo BANI foi sugerido pelo antropólogo Jamais Cascio como uma alternativa ao antigo mundo VUCA. Segundo Cascio, o momento de caos político, desastres climáticos e pandemia global demonstra a necessidade de uma forma de dar mais sentido ao mundo e entender essa era do caos.

BANI é, na verdade, um acrônimo que evoca as primeiras letras de quatro palavras: frágil (brittle), ansioso (anxious), não-linear (nonlinear) e incompreensível (incomprehensible). Diferente do VUCA, o BANI indica que o mundo não é só volátil, incerto, complexo e imprevisível, mas sim caótico, imprevisível e incompreensível.

O que significa cada palavra?

Frágil

A fragilidade, segundo Jamais Cascio, é uma força ilusória. As coisas que são frágeis, muitas vezes parecem fortes, mas acabam desmoronando. Além disso, coisas frágeis não são resilientes.

Como exemplo da fragilidade, o antropólogo cita as monoculturas. O ato de cultivar uma única safra parece algo forte, porque significa produção máxima. Mas, ao chegar um inseto que afeta a espécie específica, o campo todo pode ser destruído. Há um único ponto de dependência que, se passar por falha, destrói o sistema.

Se o sistema envolver interconexões entre diferentes fatores, uma falha pode significar uma sequência de falhas. E pensar sobre essas questões leva à ansiedade.

Ansioso

Um mundo ansioso está sempre à espera de algo. A hiperconectividade e a quantidade de informações estão diretamente relacionadas à ansiedade. Espera-se sempre por uma atualização das notícias, por exemplo, sendo que, entre elas, há fake news elaboradas com más intenções. Em resumo, há uma série de fatores contribuindo para que o mundo se torne mais ansioso.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ao redor do mundo, há cerca de 264 milhões de pessoas sofrendo com transtornos de ansiedade (dados de 2020). No Brasil, 9,3% da população são ansiosos.

Não-linear

No mundo que é não-linear, de acordo com Jamais Cascio, causa e efeito são coisas desconectadas ou desproporcionais. As mudanças climáticas, por exemplo, mostram-se uma questão não-linear, pois há um longo intervalo entre a causa e o efeito total, isto é, as consequências da degradação ambiental não se manifestam imediatamente. 

O antropólogo aponta que “poderíamos parar de emitir gás carbônico na atmosfera agora e ainda veríamos o planeta aquecer por pelo menos mais uma geração e temperaturas elevadas por séculos. O cérebro humano simplesmente não evoluiu para pensar nessa escala”.

Essa não-linearidade das situações e sistemas se torna, grande parte das vezes, incompreensível – que é a última palavra do termo mundo BANI.

Incompreensível

Houve eventos e situações tão ilógicos que, mesmo que insistamos em tentar encontrar respostas, elas não fazem sentido. É desafiador entender o funcionamento das tecnologias emergentes, os comportamentos complexos e outras peculiaridades da humanidade.

Nesse contexto, muitas coisas parecem incompreensíveis. Mas, segundo Cascio, não são incompreensíveis para sempre. Os mistérios certamente serão descobertos em um futuro próximo.