Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O thali é um conjunto de diversos tipos de receitas diferentes posicionadas em potes sobre um grande prato

Thali é uma palavra hindu que em português significa “um prato grande”. O thali faz parte de tradições antigas da Índia, no entanto, segue até hoje na dieta moderna da população indiana. Com o passar do tempo, o termo “thali” deixou de se referir a apenas a  um prato, e começou a ser uma expressão usada para se tratar de um estilo de alimentação no país do sul asiatico.   

Segundo o cientista alimentício, K.T. Achaya, o thali é consumido na Índia desde os tempos pré-históricos. De início, o thali era composto apenas por folhas de bananeira ou de palmeiras costuradas. Em regiões do sul da Índia, a folha de bananeira ainda é muito usada na produção de thali para templos e festivais.

Já o uso de thali feito de folhas de palmeiras ainda acontece com frequência no norte e na região central do país asiatico. O thali também acompanha alguns katoris, que são pequenos potes que armazenam as comidas separadas dentro do grande prato. 

O thali é uma refeição pronta, o que significa que não se escolhe os alimentos que vão no prato. A pessoa responsável por escolher o que vai dentro do thali é o cozinheiro, ou o indivíduo que está encarregado de organizar uma festa. Outro fator importante é que o thali é considerado uma refeição “coma tudo que puder”. Ou seja, os garçons vão continuar servindo thali até você ficar cheio.

Tradição do thali 

O consumo de um prato de thali é realizado de um jeito totalmente diferente. Ao comer um thali você precisa misturar cada alimento em sua boca, pegando um pouco de arroz ali, depois um pouco de berinjela e então um pedaço de outros vegetais. Essa tradição do thali permite que cada indivíduo crie sua própria sinfonia de sabores. 

Apesar de poder ser produzido por famílias em suas casas, é mais comum encontrar o thali sendo servido em grandes festivais e templos. A refeição feita nos templos é uma tradição realizada na Índia, onde grupos de pessoas se sentam de pernas cruzadas no chão com os pratos de thali em sua frente.

Ao redor desses indivíduos, existem outras pessoas que passam com grandes panelas de arroz, lentilhas, vegetais ressecados e chutney (um molho agridoce feito com frutas e legumes). Esses “serventes” são responsáveis por servir o prato, thali, de cada convidado toda vez que ele esvazia. 

Ao final da refeição, é servido um prato chamado payasam, um pudim doce preparado com arroz e leite de coco. Dependendo da celebração, o thali pode se tornar mais rico e recheado, com as mais diversas iguarias. 

Importante frisar que o consumo de thali não é feito apenas em celebrações, durante os funerais o povo indiano também tem uma forte tradição de servir o prato. 

Ingredientes comuns no thali 

Grão: arroz ou biscoitos feitos com trigo e painço;

Lentilhas: pratos de dahl ou sambar;

Vegetais: vegetais da estação;

Chutney: um molho preparado com frutas, ervas, especiarias, vegetais e peixes;

Raita: coalhada misturada com um tipo de vegetal;

Conservas: frequentemente feitas com manga crua;

Papadum: um salgado frito preparado com arroz, farinha ou lentilhas;

Observação: o thali pode ser preparado totalmente com ingredientes vegetarianos. Porém, isso não é regra, algumas pessoas optam por adicionar carne ao prato. Com a preparação correta, o thali pode agradar tanto o público vegetariano e vegano quanto as pessoas que consomem derivados de animais.

Valor nutricional do thali 

Se preparado de forma correta, o thali é uma refeição que promove a quantidade necessária de carboidratos, vitaminas, minerais, fibras e proteínas que o corpo humano precisa. O leite também tem papel importante na produção do thali e é usado em coalhadas, manteiga ghee e queijos.

A combinação de ingredientes do thali leva em consideração os ensinamentos da medicina Ayurveda, uma prática medicinal indiana antiga. Segundo a Ayurveda, é necessário a presença de seis sabores diferentes para se ter uma dieta rica em nutrientes. A ordem usada leva em consideração que o sabor adocicado vem primeiro, e o adstringente por último, e que isso ajuda na digestão. 

Os seis sabores da Ayurveda presentes no thali são:

Madhura: doce (grãos, frutas como manga, banana, litchi, uvas, tâmaras, açúcar natural, jaggery)

Amla: sal (sal marinho, sal grosso, frutos do mar, algas marinhas, folhas verdes como espinafres)

Lavana: azedo (cítricos, tamarindo, kokum, alimentos fermentados, conservas, manga crua)

Katu: picante (pimenta, cebola, alho, gengibre)

Tikta: amargo (abóbora amarga, neem/limão indiano, café, chocolate, feno-grego)

Kashaya: adstringente (a maioria dos vegetais, frutas como abacaxi, romã, jaca, banana crua)

Como preparar seu thali 

O thali não é preparado usando apenas um tipo de ingrediente, não existem muitas regras para fazer este tipo de prato indiano. Na verdade, até mesmo na Índia, existem diversas variações do thali. Algumas regiões preferem que sua refeição com thali seja totalmente vegetariana, enquanto outras adicionam peixes ou outros tipos de carne.

A única regra que precisa ser seguida na produção de um thali são as dos seis sabores Ayurveda. Isso consequentemente também implica que para preparar seu thali você provavelmente vai usar um dos sete ingredientes comuns citados acima. Mas a escolha de preparação e de gostos depende totalmente de você.

O mais importante é que o thali seja servido em um grande prato, com outros katoris (potes) dispostos sobre sua extensão — o katori vai ser o utensílio usado para armazenar a comida. 

Se você gosta de comer carne, é possível preparar uma receita que lhe agrade para agregar ao thali. Porém, se você é vegetariano, o consumo da carne não é obrigatório e você pode preparar quaisquer receitas que sejam de seu gosto. Por fim, se você for vegano, basta trocar alguns ingredientes na preparação para substituir os derivados de animais e então deliciar o seu thali