Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A jardinagem de guerrilha é um forma de trazer vegetação e arborização para regiões desamparadas das cidades

A jardinagem de guerrilha é um tipo de ativismo anarquista que tem como objetivo plantar em regiões públicas ou privadas. Essas áreas que não são propriedades do ativista nem áreas de preservação e conservação ambiental. 

As razões para a prática da jardinagem de guerrilha são as mais variadas. Alguns indivíduos simplesmente não têm onde plantar e optam por fazer isso na rua. Enquanto outros decidem praticar jardinagem de guerrilha para gerar soluções socioambientais. Como a produção de alimentos em desertos de comida, ou a criação de sombra e melhora no ar em ilhas de calor.

Desertos de comida são regiões em que seus habitantes não contam com um bom acesso a alimentos nutritivos e baratos. Essas regiões também não possuem sua própria produção local de comida, por isso geralmente são os alvos da jardinagem de guerrilha. Ilhas de calor são áreas com pouca vegetação e, por isso, são regiões com alto desconforto térmico e alvo da jardinagem de guerrilha. 

História da jardinagem de guerrilha

A jardinagem de guerrilha surgiu em 1973, em Lower East Side, Nova Iorque, nos Estados Unidos. Uma mulher que morava na região, Liz Christy, estava cansada de não enxergar verde em seu entorno. Como forma de melhorar isso, ela saiu pelas ruas lançando granadas de sementes – balões biodegradáveis recheados de sementes de tomate e fertilizante. 

Essa ação era feita em lugares abandonados, que não tinham nenhum tipo de cuidado e estavam vazios. Depois disso, ela se reuniu com uma equipe de pessoas com os mesmos ideais e encontrou um lote cheio de lixo em Bowery, também nos Estados Unidos. No local, eles tiveram a ideia de povoar o espaço com plantas, árvores e outros vegetais.

Foi desta forma que surgiu a “Bowery Houston Farm and Garden”, a primeira fazenda-jardim da região metropolitana dos Estados Unidos. Então, Liz e seus companheiros se juntaram em uma força tarefa e começaram a fazer oficinas pelo país. As oficinas tinham intuito de ensinar as pessoas práticas de jardinagem e agricultura, que mais tarde seriam chamadas de jardinagem de guerrilha. 

A importância da jardinagem de guerrilha

A jardinagem de guerrilha se tornou um ativismo importante para pessoas da periferia. Isso porque essas regiões são comumente os maiores desertos de comida e ilhas de calor. O pouco cuidado com essas regiões, contando com a presença de diversos terrenos abandonados, faz com que a jardinagem de guerrilha seja uma tática usada por pessoas que não são amparadas pelo governo.

Alguns dados sobre a arborização de periferias apontam que essas são as áreas menos arborizadas da cidade. Além da questão da jardinagem, essas regiões são mais propensas a sofrerem de insegurança alimentar, que está diretamente ligada à pobreza.

Por isso, a jardinagem de guerrilha tem papel fundamental quando se trata de criar áreas de controle de temperatura e que produzam alimentos saudáveis para a população. Afinal, sem a presença da vegetação para criação de sombras, se torna mais difícil lidar com a temperatura, principalmente em um mundo em que a mudança climática ganha mais força.

A produção de alimentos vegetais por meio da jardinagem de guerrilha é uma forma encontrada para o combate da insegurança alimentar. Assim, a comunidade consegue ter acesso a alimentos saudáveis utilizando áreas abandonadas que se tornaram improdutivas devido à falta de cuidados. 

Como praticar jardinagem de guerrilha?

Para começar a praticar a jardinagem de guerrilha, é possível trabalhar com sementes, materiais de jardinagem básicos, brotos de plantas ou plantas completamente desenvolvidas que só precisam ser realocadas. 

Uma técnica muito usada pelos praticantes de jardinagem de guerrilha é atirar bombas de sementes. Essas bombas são feitas com uma mistura de sementes, terra, adubo e uma camada de barro. Para aplicar essa técnica, basta jogar a composição na área em que você deseja, e deixar que ela se quebre e comece o processo de germinação a partir da chuva. Mas tome cuidado com áreas de preservação e conservação ambiental. Jamais plante nada nesses locais, assim você não causa nenhum desequilíbrio ecossistêmico.

A melhor região para praticar a jardinagem de guerrilha é aquela aŕea abandonada próxima a sua casa. Isso porque as plantas precisam ser regadas uma vez ou outra, então você terá que fornecer certo tipo de atenção. O melhor tipo de semente para plantar é aquela que não precisa de cuidados específicos e consegue sobreviver sozinha por um longo período.

Contar com um trabalho em equipe para a jardinagem de guerrilha também pode ser positivo. Desta forma, é possível alternar quem ficará cuidando de uma região e conseguir trabalhar em mais partes que a jardinagem de guerrilha é necessária. 

Perigos da jardinagem de guerrilha

Em algumas situações, talvez seja necessário a preparação do solo. Em caso da região estar contaminada. Para isso, adicionar um solo superficial ou adubo no caso da terra não ser propensa a drenagem. A jardinagem de guerrilha nestas situações costuma ser mais perigosa.

Isso porque se a pessoa não tiver autorização da prefeitura ou do proprietário ela pode enfrentarproblemas com a polícia. O ato de apenas jogar sementes e regá-las uma vez ou outra não chama tanta atenção quanto realmente mexer no solo. Por isso, antes de praticar este tipo de cuidado, pense se é isso mesmo que você quer e certifique-se que o proprietário do terreno irá dar autorização ou não.

Jardinagem de guerrilha pode ser ilegal 

Em algumas situações a jardinagem de guerrilha é ilegal. Isso porque ela pode ser dada como invasão de propriedade particular, caso o proprietário do lugar não concorde com a prática. 

A comunidade da jardinagem de guerrilha é dividida sobre o assunto. Alguns acreditam que ela só é considerada de guerrilha se feita sem autorização, enquanto outros preferem contar com a autorização para seguir com a prática. 

Se você encontrar uma região abandonada e sem cuidados, que serviria como um ótimo jardim de guerrilha, questione o proprietário se você pode aplicar as técnicas. Assim, você evita possíveis problemas com a polícia. Quando a região em questão for um lugar público, pode ser mais difícil conseguir aprovação do governo. 

De qualquer forma, a jardinagem de guerrilha se mostra mais como uma atividade benéfica para a natureza e a sociedade, do que algo subversivo.