Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Adaptógenos são vegetais com propriedades medicinais capazes de diminuir os impactos negativos do estresse crônico

Os adaptógenos são usados desde tempos remotos na medicina tradicional chinesa e ayurvédica. Eles são plantas não tóxicas que auxiliam o corpo a lidar com fatores estressores, sejam eles físicos, químicos ou biológicos.

O cortisol, hormônio liberado em situações estressantes, ajuda o corpo a responder a esse tipo de evento. No entanto, níveis elevados de cortisol por longos períodos podem ser prejudiciais. Um dos principais malefícios é a fadiga adrenal, responsável por causar dificuldades de concentração, problemas para dormir e dores no corpo.

Para que servem os adaptógenos?

As plantas adaptógenas são usadas na fitoterapia. Seu impacto positivo no sistema nervoso humano foi mostrado em diversos estudos. Uma pesquisa, publicada pela Biblioteca Nacional de Medicina do Reino Unido, revelou que as plantas adaptógenas, além de auxiliarem no alívio do estresse, podem ajudar no tratamento de doenças neurodegenerativas e cardiovasculares.

A ciência por trás disso ainda está sendo investigada, mas o que se descobriu é que essas plantas medicinais favorecem o equilíbrio do eixo hipotálamo-pituitário-adrenal (HPA), o que contribui para a harmonia entre o cérebro e o sistema hormonal. 

O eixo HPA desempenha diversas funções no corpo, como o controle de emoções, do metabolismo, da energia e da libido. Por isso, o uso dos adaptógenos pode ser muito benéfico para a melhora desses e de muitos outros aspectos.

Confira abaixo cinco plantas adaptógenas e seus benefícios:

Ginseng indiano

Imagem de formulatehealth está disponível em Wikimedia e licenciada sob CC BY 2.0

Também conhecido como Ashwagandha ( de nome científico Withania somnifera), este adaptógeno é um poderoso antioxidante que contém propriedades anti-inflamatórias. Ele é capaz de melhorar o desempenho do sistema imune e das funções cerebrais. Além disso, o ginseng é um ótimo aliado na luta contra o câncer e a fadiga, e também ajuda na diminuição do açúcar no sangue.

Raiz de ouro

Imagem de Roland.aprent disponível em Wikimedia e licenciada sob CC BY-SA 4.0

A Rhodiola rosea apresenta diversos benefícios acerca dos níveis de estresse corporal. Ela também ajuda a evitar a sensação de fadiga e aumenta a resistência durante as atividades físicas. Além do mais, a raiz de ouro se mostrou eficaz no aumento das capacidades cognitivas.

Maca

Imagem deVahe Martirosyan está disponível no Wikipedia e licenciada sob CC-BY 2.0

A maca, também conhecida como ginseng peruano, é muito popular pelos nutrientes que podem ser encontrados em sua raiz. Ela também é um adaptógeno utilizado para tratamento dos sintomas da menopausa, ansiedade e depressão. Além disso, ela contribui para o ganho de massa muscular, aumento da energia e melhora das funções cerebrais.

Cacau

Imagem de Wikimedia está licenciada sob CC-BY 0.0

O cacau em sua forma primária é um poderoso adaptógeno, capaz de combater a fadiga e a instabilidade emocional. Ele também auxilia no rejuvenescimento da pele, melhora a digestão e as funções cognitivas e ainda reduz o risco de doenças cardiovasculares. 

Goji berry

Imagem de Wikimedia está licenciada sob CC-BY 0.0

Goji berry é uma excelente fonte de proteína. Este adaptógeno tem sido usado na China por milhares de anos para tratar diferentes doenças, incluindo problemas renais, no fígado e nos olhos. Esse vegetal também é conhecido por melhorar o desempenho do sistema imunológico, auxiliar nos níveis de açúcar no sangue e ainda por ser uma importante fonte de antioxidantes.

 Os adaptógenos podem ser consumidos de diversas maneiras, como em chás ou por meio de suplementação. A diminuição do estresse é um dos muitos benefícios proporcionados pelo consumo de adaptógenos combinado a um estilo de vida saudável, com atividades físicas regulares e boa higiene do sono.