Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda quando a menopausa surge e por que também pode ser um momento benéfico para a mulher

Menopausa é o nome que se dá para um período que ocorre com qualquer mulher que alcança a maturidade. Esse período começa quando a menstruação para de vir por 12 meses consecutivos. Nesse momento, a mulher deixa de produzir óvulos e se encerra o seu período fértil. Normalmente, acontece entre os 40 e 55 anos, mas há casos em que pode acontecer até mesmo aos 20 ou 30 anos de idade.

Quando os ciclos menstruais começam a se tornar irregulares significa que a menopausa pode estar chegando — esse período é chamado de perimenopausa. Já a pós-menopausa significa que chegou ao fim: sim, ela acaba!

A experiência da menopausa é única para cada mulher. Os sintomas geralmente são mais graves quando a menopausa ocorre de repente ou durante um período de tempo mais curto. Em outros casos, ela pode ser até benéfica para o bem-estar feminino.

Causas

A causa da menopausa nada mais é do que o fluxo natural da vida. Os ovários vão, aos poucos, diminuindo sua produção de hormônios. Entretanto, existem algumas condições que afetam a saúde do ovário, como câncer ou certas escolhas de estilo de vida, como o tabagismo, que tendem a aumentar a gravidade e a duração dos sintomas.

Em alguns casos, a menopausa pode ser induzida por lesão ou remoção cirúrgica dos ovários e estruturas pélvicas relacionadas, assim como pela radioterapia na região pélvica. Porém, ela pode ser uma fase muito boa da vida e vir acompanhada de boas emoções!

O lado bom

É verdade que, em muitos casos, a menopausa se torna um marco emocional e pode trazer muito desconforto, mas ela também pode carregar aspectos positivos. Alguns especialistas afirmam que, com os menores níveis de estrogênios da menopausa, as mulheres podem ter mais clareza de pensamento, autocontrole e determinação.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague mostrou que metade das mulheres menopáusicas consideram essa fase da vida benéfica. Os motivos apontados por elas foram bem-estar, alívio por não terem mais que lidar com a menstruação e maiores possibilidades de crescimento pessoal e liberdade para se concentrarem nas próprias vidas.

Algumas vezes, sintomas de depressão que chegam com a idade podem ser resultado de uma sociedade que cultua a juventude, de modo que entrar na menopausa, ou seja, envelhecer, é visto como sinônimo de se tornar inútil. Mas as mulheres que superaram a questão narcisista da autoimagem conseguem perceber aspectos positivos, como poder tornar a atividade sexual algo ainda mais libertador e prazeroso, tendo em vista a maturidade emocional e a bagagem de experiências.

Menopausa
Imagem de Tia Flow no Unsplash

Sintomas da menopausa

Apesar de ser uma fase natural na vida de toda mulher e não se caracterizar como uma doença, a menopausa pode causar sintomas desconfortáveis. Os mais comuns são ondas de calor, alterações de humor e aumento de peso. Para mais, entre os sintomas, também pode ocorrer:

  • Insônia
  • Secura vaginal
  • Ganho de peso
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Dificuldade de concentração
  • Problemas de memória
  • Redução na libido
  • Pele, boca e olhos secos
  • Dor nas mamas
  • Dor de cabeça
  • Infecções do trato urinário
  • Redução da massa muscular
  • Dor ou rigidez nas articulações
  • Perda de cabelo
  • Dor durante as relações sexuais
  • Metabolismo lento
  • Osteoporose (ossos mais fracos com massa e força reduzidas)
  • Catarata
  • Inflamação nas gengivas
  • Incontinência urinária
  • Doença do coração ou dos vasos sanguíneos

Vale a pena procurar orientação médica se estiver com sintomas de menopausa problemáticos ou incapacitantes.

Diagnóstico

Não há uma única forma de diagnosticar a menopausa. A médica ou médico poderá solicitar um exame de sangue que mede o nível de certos hormônios, como o estrogênio. Testes de saliva e testes de urina também são uma forma de diagnóstico. Entretanto, podem ser caros e não muito confiáveis.

Tratamento convencional

Para algumas mulheres, o tratamento da menopausa não é necessário. Às vezes são indicados suplementos vitamínicos. Quando os sintomas da menopausa são graves ou afetam a qualidade de vida, normalmente são indicadas formas para aliviar os sintomas, como a terapia hormonal e outros remédios para situações como perda de cabelo, secura vaginal, ansiedade e depressão.

Tratamento natural

Por outro lado, apesar da reposição hormonal ser eficaz para o alívio de alguns desconfortos, um estudo da Women’s Health Initiative de 2002 mostrou que esse tipo de tratamento para a menopausa também aumenta o risco de câncer de mama, doença cardíaca, acidente vascular cerebral e câncer de ovário.

A boa notícia é que há remédios naturais para menopausa que ajudam a passar por essa fase de transição. Para entender melhor esse tema, dê uma olhada nas matérias: “Remédio para menopausa: sete opções naturais“, “Chás para menopausa: alternativas para alívio dos sintomas” e “Óleos essenciais: alternativas no tratamento natural para menopausa“.

Além disso, há algumas práticas no período posterior à menopausa que podem evitar outros problemas de saúde. Uma pesquisa feita por Kai Triebner, um estudioso do equilíbrio hormonal feminino, revelou que as mulheres, na pós-menopausa, mais expostas à luz solar apresentam níveis mais baixos de estrogênios e mais gonadotrofinas. Segundo o pesquisador, um nível baixo de estrogênio e um nível alto de outros hormônios aumentam o risco de osteoporose, doenças cardíacas e doenças neurodegenerativas.

Assim, Triebner aponta que a exposição ao sol deve ser monitorada cuidadosamente depois da menopausa e o uso de protetor solar deve ser incluído na rotina.

Em resumo, um estilo de vida saudável, aliado a noites bem dormidas, prática de yoga, exercícios físicos, meditação, não exposição a ambientes estressantes e ao cigarro são condições que contribuem para uma transição mais favorável.