Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A rapadura é um doce derivado das raspagens do caldo de cana-de-açúcar que sobra nos engenhos

A rapadura é um doce produzido a partir do caldo de cana-de-açúcar muito conhecido por ser uma sobremesa típica da região Nordeste do Brasil. Algumas pessoas utilizam a rapadura como uma alternativa saudável ao açúcar branco refinado por ser um alimento mais rico em nutrientes.

Origem da rapadura

Acredita-se que a rapadura surgiu nas Ilhas Canárias, pertencentes à Espanha, lá pelo século XVI. Foi apenas no ano de 1532 que ela chegou ao Brasil, em pleno século XVII, ainda sem a intenção de ser produzida para fins comerciais.

Na verdade, a rapadura era um produto usado para alimentar os escravizados. Como ela é produzida a partir das raspagens de camadas de açúcar, que ficam presas nas paredes das máquinas do engenhos — característica que leva ao nome “rapadura” — os senhores de engenho deixavam esses restos para que os escravizados pudessem comer.

Na época, ainda não existiam tecnologias avançadas que ajudassem na produção. Por isso, a rapadura era confeccionada em moendas de madeira, movidas por água, bois e cavalos. Atualmente, o consumo e preparação desse doce é tão comum no país, que a rapadura é servida como merenda escolar em diversas regiões do Nordeste.

Para além do Brasil, outras regiões da América Latina também são conhecidas por sua produção de rapadura. Países como Colômbia, Venezuela, México, Equador, Bolívia, Peru e Chile são especialistas da sobremesa feita de cana, sendo a Colômbia a principal produtora do alimento na América do Sul, gerando cerca de 1 milhão de toneladas todo ano.

Diferença entre rapadura e açúcar

Tanto a rapadura quanto o açúcar são produtos feitos a partir da cana-de-açúcar. Porém, os dois diferem mais de acordo com o tipo de açúcar em questão. O açúcar branco refinado passa por um processo longo de refinamento, que tira suas impurezas e o melaço, e faz com que ele tenha uma cor mais clara. Nesse processo, ele perde uma grande quantidade de nutrientes e é menos saudável que a rapadura.

No caso do açúcar mascavo, a rapadura tem muitos atributos em comum. A sua cor é a principal semelhança, afinal, os dois passam pelo mesmo processo de produção. A diferença é que o açúcar mascavo tem esse processo interrompido um pouco antes de se tornar massa dura, o que faz com que ele tenha uma consistência mais mole.

Benefícios

A rapadura é rica em nutrientes como cálcio, magnésio, ferro e potássio. Outro fator importante para a saúde humana é que ela contém vitaminas do complexo B, como a B1, B2 e B3, que são benéficas para o sistema nervoso.

Outros benefícios presentes são:

  • Prevenir anemias, devido à presença de ferro e vitamina B;
  • Ajudar nos sintomas de cãibra e osteoporose, graças a sua quantidade de cálcio e fósforo;
  • Gerar mais energia para o corpo durante treinos, em decorrência da grande quantidade de calorias;
  • Ser uma alternativa saudável para o açúcar refinado;
  • Gerar saciedade depois de uma refeição completa, em pequenas quantidades.

Alguns estudos apontam que a rapadura ajuda a prolongar a energia corporal durante treinos de mais de uma hora, o que pode beneficiar atletas. Isso porque especialistas de nutrição indicam o consumo de alimentos ricos em carboidratos e alto índice glicêmico, para que as pessoas tenham forças de fazer mais exercícios.

Rapadura engorda?

Se você está preocupada com a possibilidade de engordar comendo rapadura, a verdade é que isso é possível. Cada porção de 20g (aproximadamente uma colher de sopa) tem pelo menos 70 calorias. Ou seja, se você comer uma grande quantidade desse doce, é bem provável que ganhe peso.

Para evitar que isso aconteça, é só reduzir seu consumo de rapadura para no máximo duas colheres de sopa por dia. Outra forma de reduzir o impacto do consumo do alimento é ingerir depois de uma refeição completa, pois isso pode causar saciedade, e impedir que você sinta vontade de comer mais. 

Tipos de rapadura

O mundo da rapadura é diversificado, não existe apenas um único tipo de doce. A produção do doce de cana evoluiu tanto que hoje em dia é possível encontrar rapadura de doce de leite, de amendoim, de laranja, goiaba, jaca, abacaxi, coco, gengibre, gergelim, leite em pó e até mesmo de queijo.

Apesar de ser conhecida como um algo duro de comer — já dizia o ditado popular “rapadura é doce mas não é mole não” —, já existem receitas de rapadura mole para quem não quer correr o risco de quebrar os dentes.

Receita de rapadura de amendoim vegana

  • 1 1/2 xícara de amendoim 
  • 1 xícara de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa de amido de milho

Modo de preparo

  1. Coloque o amendoim para torrar em uma assadeira;
  2. Depois que torrar, descasque e triture;
  3. Adicione o açúcar mascavo em uma panela até virar caramelo, misture o amendoim e o amido de milho;
  4. Despeje a mistura em uma forma, faça marcações cortando a massa e espere esfriar e ficar dura.