Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Inclua erva-doce no dia a dia e aproveite de seus diversos usos e benefícios

A erva-doce (Pimpinella anisum) é uma importante erva, que é usada na medicina alternativa para o tratamento de algumas complicações. Por seu efeito calmante, o uso mais comum é na forma de chá de erva-doce, para aliviar as cólicas em bebês, dor de cabeça e auxiliar o tratamento de distúrbios do sono.

No entanto, há outros benefícios que a erva-doce proporciona e que não são conhecidos, como é o caso de seu valor em tratamentos medicinais alternativos e seu uso pela indústria de cosméticos no cuidado da pele. Além disso, a erva-doce é utilizada nos mais variados pratos e como aromatizadora de ambientes.

Benefícios medicinais da erva-doce

As propriedades alcalizantes, e o ácido málico, presentes na erva-doce, ajudam a controlar resfriados, distúrbios da menopausa, inflamações, gases e problemas diuréticos. Além de melhorar a digestão. Sua semente também tem propriedades que reduzem as bactérias presentes na boca, diminuindo o mau hálito.

E não para por aí, a erva-doce é indicada para reduzir os sintomas da labirintite, se associada ao cravo-da-índia e ao alecrim. Quando utilizada em conjunto com a mostarda e a canela, ela ajuda a proteger contra os radicais livres, tornando-se um ótimo antioxidante. Entenda os benefícios dos antioxidantes no vídeo abaixo:

Cosmético

Na fabricação de cosméticos, o óleo essencial de erva-doce pode ser utilizado para produzir sabonetes, hidratantes e perfumes, que ajudam a remover as impurezas da pele e a tratar rugas.

Outro uso da erva é sua aplicação sobre as pálpebras para reduzir marcas da idade, proporcionando o rejuvenescimento da pele na área expressiva dos olhos.

Erva-doce para rejuvenescimento facial

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de sementes de erva-doce;
  • 250 mil de água fervente.

Modo de uso

Acrescente as sementes de erva-doce na água e deixe ferver por três minutos. Assim que a água esfriar, molhe um algodão com o chá e aplique sobre as pálpebras.

Culinária

Na culinária, a erva-doce pode ser usada em saladas (para trazer frescor), em pães e até mesmo como tempero para carnes. No entanto, a utilização em bolos, principalmente nos de fubá, se destaca devido à peculiar combinação de sabores – essa mistura é muito conhecida Brasil afora.

Aromatizante

Em razão de seu aroma natural agradável e de suas propriedades calmantes, a erva-doce pode ser usada como aromatizante de ambientes. Quando colocada no interior de travesseiros, estimula o relaxamento de todo o corpo, melhorando a noite de sono, o que pode ser de grande ajuda no combate à ansiedade. A erva-doce também pode ser usada como aromatizante de produtos de limpeza, dando maior frescor ao ambiente.

  1. Ingredientes
    Ingredientes

    • 200 ml de álcool de cereais;
    • 50 ml de essência de erva doce;
    • 100 ml de água;
    • Palitos de churrasco;
    • 1 frasco.
  2. Modo de usar
    Imagem

    Misture todos os ingredientes (menos os palitos), feche e deixe o conteúdo guardado por três dias longe da luz. Coloque o palito de churrasco dentro do frasco com o líquido do aromatizador e, se quiser, acrescente uma folha de erva-doce para decorar.

Contraindicações

Apesar de não apresentar muitos efeitos colaterais quando consumida em na quantidade correta, a erva-doce pode causar náuseas, vômitos e reações alérgicas quando consumida em excesso.

Mulheres grávidas também devem evitar tomar chá de erva-doce em excesso, pois ele estimula a menstruação e tem efeitos abortivos.