Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O movimento NoFap incentiva uma vida sem consumo de pornografia e seus adeptos afirmam haver benefícios em abandonar esta prática

NoFap é um movimento que visa um estilo de vida sem pornografia e masturbação compulsiva. Ele começou em 2011, a partir de uma conversa on-line no site Reddit entre indivíduos que pararam de se masturbar. O NoFap é composto majoritariamente por homens héteros, com uma minoria bem pequena de mulheres e membros da comunidade LGBT+.

O termo “NoFap” tem origem na palavra “fap” que é uma gíria atribuída à masturbação pela comunidade internauta. O “no” nega o “fap”, dando luz ao movimento de homens que querem deixar a masturbação compulsiva de lado para garantir benefícios físicos e mentais.

Inicialmente, tratava-se apenas de uma discussão, mas passou a ser um site e um fórum da comunidade de adeptos que funciona como um grupo de apoio para quem deseja abandonar a pornografia e a masturbação. A própria organização se descreve como uma plataforma de saúde sexual.

Fora da comunidade, a discussão gira em torno dos benefícios e malefícios do estilo de vida. O NoFap é mesmo benéfico? Como? Por que? O que dizem os cientistas e estudiosos? Vamos saber mais a seguir.

Benefícios do NoFap são reais?

Os membros da comunidade NoFap apontam experienciar diversos benefícios ao desistir da pornografia. Entre os benefícios físicos, deixar de se masturbar poderia trazer níveis de energia mais altos, crescimento muscular, sono melhor, foco e concentração, mais resistência e melhor qualidade do esperma.

Para fortalecer a argumentação, normalmente, são apontados dois estudos que relacionam o aumento da testosterona à abstinência. O primeiro estudo, no entanto, foi feito com uma amostra bem pequena composta por apenas dez homens. Para os estudiosos, seriam necessárias mais pesquisas para uma comprovação.

O segundo estudo relata um aumento, depois de sete dias de abstinência, de 45% dos níveis de testosterona, o hormônio considerado um dos mais importantes para ganho de massa muscular e, por isso, desejado por boa parte dos homens. Contudo, foi um pico temporário que depois voltou aos mesmos níveis de antes. Portanto, não evidencia um efeito duradouro.

De forma análoga, os estudos que avaliam os níveis de testosterona após a autoestimulação também não mostram efeitos de longo prazo. Então, em suma, os estudos sobre as mudanças nos níveis do hormônio são limitados e até ambíguos.

Além dos benefícios físicos, os adeptos do NoFap relatam os benefícios mentais, que passam por mais felicidade, confiança, motivação e força de vontade, níveis mais baixos de estresse e ansiedade, autoaceitação e melhor atitude e apreciação em relação ao sexo oposto.

Tudo isso pode estar relacionado aos efeitos psicológicos da masturbação associada ao consumo de pornografia.

Efeitos da masturbação associada ao consumo de pornografia

A maior parte dos especialistas concordam que a masturbação é uma prática saudável e normal. No entanto, em alguns casos, ela pode se tornar algo excessivo e compulsivo, como se o comportamento tivesse saído do controle. Quando isso acontece, é comum que se denomine como vício em masturbação.

Também há situações em que algumas pessoas são consideradas viciadas em pornografia, um vício também marcado por uma compulsão incontrolável. Uma revisão de estudos de 2015 chegou à conclusão de que o vício em pornografia na Internet realmente se encaixa na estrutura de um vício e compartilha mecanismos básicos semelhantes com o vício em substâncias.

Entre as causas potenciais para o vício em masturbação, há depressão, ansiedade e dor emocional. A inclinação para o vício por causa da neurobiologia também é uma possível causa. Um estudo já mostrou que pessoas com comportamento sexual compulsivo mostraram maiores conexões entre estruturas do cérebro semelhantes às que estão envolvidas em circuitos de recompensa com drogas.

Já as causas para o vício em pornografia são mais difíceis de serem entendidas. Muitas vezes, pode envolver uma progressão no consumo que, em certo momento, foge do controle. Mas o começo pode ser justamente em um momento de tédio, solidão, ansiedade ou depressão, bem como acontece em casos de outros vícios.

A masturbação propriamente dita não apresenta nenhum efeito negativo na saúde geral e na sexual. Mas os excessos e o consumo de pornografia trazem efeitos psicológicos negativos, como sentimentos de culpa, imoralidade e infidelidade. Isso pode prejudicar a saúde mental, aumentando a ansiedade e depressão que podem abaixar os níveis de testosterona.

A pornografia também traz diversos efeitos negativos. Em muitos casos, meninos são expostos à pornografia ainda na infância. Uma extensa pesquisa mostrou que os meninos expostos à pornografia desde tenra idade são mais propensos a:

  • Ter atitudes que apoiam o assédio sexual e a violência contra as mulheres;
  • Acreditar que há justificativa para estupros, bem como ter menos empatia pelas vítimas;
  • Demonstrar piora no desempenho acadêmico;
  • Ter níveis elevados de disfunção erétil;
  • Apresentar ansiedade, depressão e baixa autoestima.

Outros estudos revelam que o consumo de pornografia está associado a maior probabilidade de cometer atos de agressão sexual verbal ou física e a atitudes de apoio à violência contra as mulheres.

As meninas, quando expostas a imagens hiperssexualizadas, segundo um estudo, também podem apresentar aumento dos níveis de ansiedade e depressão, baixa autoestima, tendência a desenvolver transtornos alimentares e maior probabilidade de abuso de drogas e alcoolismo.

Nesse sentido, o NoFap associado à pornografia pode trazer benefícios mentais aos adeptos, uma vez que os distancia desses efeitos psicológicos negativos da masturabação associada à pornografia.

NoFap feminino

A comunidade do NoFap não é feita só de homens. Estima-se que pelo menos 5% dos seguidores sejam mulheres. Uma delas, a Kristel, aderiu ao movimento para melhorar seu estilo de vida.

Kristel aponta a pornografia como um grande problema: “é onde as pessoas vão para aprender como fazer sexo e, na maioria das vezes, a abordagem do sexo na pornografia é construída em torno do prazer do homem. Mesmo como uma mulher heterossexual, a pornografia me fez sexualizar e objetificar as mulheres… Eu também comecei a me considerar um objeto sexual e a achar que meu valor vinha do meu apelo sexual.”

Ela também cita a temática de dominação masculina, padrões corporais irreais e cenas excessivamente performáticas como experiências desconcertantes para ela. Como Kristel, outras mulheres estão aderindo e indo na contramão de uma parte do movimento considerada misógina.

Ao focar na testosterona, o NoFap, muitas vezes, usou o discurso que enfatiza a possibilidade dos homens tornarem-se mais fortes e atraentes para as mulheres. Uma professora da City University of London, que estuda comunidades e subculturas on-line, descobriu uma relação entre alguns indivíduos do NoFap e grupos denominados incels, uma comunidade que prega o ódio contra as mulheres.

Nesse contexto, a comunidade NoFap introduziu medidas, como a contratação de moderadoras e a criação de mulheres em fóruns. Mas o movimento ainda falha em fornecer suporte especializado às mulheres.

Existem malefícios do NoFap?

Assim como não são evidentes os benefícios físicos do NoFap, também não existem malefícios comprovados. Os cientistas dizem que os adeptos apenas perdem os benefícios da masturbação, orgasmos e ejaculação.

Uma pesquisa mostra que, entre as mulheres, a masturbação está associada a uma autoimagem saudável e experiências sexuais positivas. Também pode melhorar o humor, o sono e aliviar o estresse, tensão e cólicas menstruais. Cientistas também têm buscado possíveis relações entre a masturbação e menor chance de câncer de próstata. Por isso, é importante separar os benefícios da masturbação em si e os malefícios desta prática associada ao vício em pornografia.

Em resumo, não há comprovações sobre os níveis de testosterona ligados ao NoFap, mas a adesão à abstinência por um período de tempo pode ser útil para aqueles que passam por compulsão e os adeptos realmente podem sentir benefícios psicológicos ao fugirem dos excessos e da pornografia.