Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Desconfia que tem um cachorro doente? Siga nossas dicas para identificação de alguns sintomas e leve seu cão no veterinário

Um cachorro doente pode apresentar diversos sintomas que passam despercebidos por seus tutores, mas que podem ser perigosos. Infelizmente, animais de estimação, como os cães, não são capazes de comunicar o que estão sentindo, porém são expressivos o suficiente para que alguns de seus sintomas sejam evidenciados em pequenas mudanças de comportamento. 

Para reconhecer os sinais de um cachorro doente, é importante prestar atenção no seu animal. Como tutores, a responsabilidade pela saúde do animal é inteiramente sua. Essa responsabilidade faz parte do pacote de ter um amigo de quatro patas e deve ser levada à sério. 

Porém, a identificação de alguns sintomas pode ser difícil. Muitas vezes, essas pequenas mudanças podem passar despercebidas ou entendidas como outros problemas. Nesses casos, é importante lembrar que mesmo o tutor mais responsável do mundo pode cometer erros na identificação de um cachorro doente. Entretanto, assim que esses sinais forem reconhecidos, é de extrema importância que ele receba tratamento médico. 

Assim como os gatos, muitas vezes os cachorros só começam a mostrar sinais de doença muito tarde, o que pode complicar o seu tratamento. Para possivelmente ajudar o seu cão, aprenda a identificar os seguintes sintomas de um cachorro doente

Fatiga

Muitas vezes a fadiga pode ser observada como um sintoma da mudança de temperatura. Durante o verão é normal que os cães se sintam cansados mais facilmente, com músculos doloridos e mais lentos. Porém, em casos de aumento de temperatura, a fatiga que dura mais de dois dias pode ser um problema sério, como a desidratação.

Por outro lado, a fadiga pode decorrer de uma mudança súbita no comportamento do animal. O comportamento fatigado sem precedentes pode ser um sinal de um cachorro doente

Embora cachorros mais velhos tenham menos energia que filhotes, é necessário prestar atenção em pequenas mudanças que podem afetar o seus cães. 

Sede excessiva

Saber o quanto de água seu cachorro consome é importante para identificar a sede excessiva. Cachorros que bebem muita água podem estar desenvolvendo algumas condições sérias, como diabetes ou algum problema de rim. 

Esses sintomas podem ser identificados pela frequência em que sua tigela de água tem que ser reposta ou pela frequência em que os cães urinam. 

Imagem de Elisa Kennemer no Unsplash

Mudança de comportamento

Quando cães estão doentes ou com dor, eles são propensos a sofrer algumas mudanças comportamentais. Além da fatiga, outras mudanças súbitas podem incluir o comportamento agressivo, depressão e até mesmo a carência. 

Nem todos os cachorros apresentam um mau comportamento em tempos de crise e podem demonstrar seus sintomas de jeitos diferentes. Essas mudanças podem indicar algum problema de saúde e devem ser examinadas por um veterinário. 

Hábitos alimentares estranhos

A perda de apetite é comum durante altas temperaturas, mas devem ser observadas com cuidado. Se o seu cachorro está pulando refeições e não é coagido a se alimentar, nem com sua comida favorita, ele pode estar doente

Pelo seco ou escasso 

Um pelo seco, sem vida e caindo pode indicar um cachorro doente, com alergia, dermatite ou outros problemas, como carrapatos. A sarna também pode ser observada pela pelagem do animal.

 Até a alimentação pode afetar negativamente o pelo do animal. O normal para os cães é manter uma pelagem uniforme, brilhante e macia. 

Dificuldade de se locomover

Problemas em se levantar, andar ou correr podem ser um sinal de artrite canina, displasia da anca, problemas nas articulações, doença de Lyme ou osso quebrado. Ao notar esses sintomas, diminua a mobilização do seu cão e leve-o para o veterinário. 

Mudança nos olhos

A coceira constante dos olhos pode indicar alguma possível infecção ou ulceração. Olhos vermelhos, esbranquiçados ou com secreção devem ser examinados imediatamente – doenças oculares progridem rapidamente e podem resultar na cegueira permanente. 

Outros sintomas sérios 

Além dos sintomas listados anteriormente, o cachorro doente pode apresentar diversos outros sinais que podem variar de gravidade. A diarreia e o vômito constantes, por exemplo, devem ser mais fáceis de perceber, mas ainda são urgentes. 

Confira outros possíveis sintomas: 

  • Gengiva pálida
  • Feridas abertas
  • Vômito constante ou vomitar sangue
  • Colapso súbito ou dificuldade em respirar
  • Abdômen inchado e duro
  • Dores fortes indicadas por tremores ou choro 

O que fazer 

Ao notar qualquer um desses sintomas ou comportamentos diferentes, leve seu cachorro ao veterinário o mais rápido possível. Mesmo se nada estiver errado, a ida ao veterinário pode ser benéfica para o animal.

Para evitar condições sérias e conseguir diagnosticar doenças mais cedo, leve o seu animal em visitas regulares ao veterinário para check-ups de rotina.