Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Após algumas medidas, qualidade do ar na capital da China está ficando melhor

A qualidade do ar em Pequim foi considerada boa em 88 dias do primeiro semestre de 2015. De acordo com a imprensa oficial, houve “melhoria significativa” do ambiente na cidade, considerada uma das capitais mais poluídas do mundo.

A densidade de partículas PM2,5, as mais finas e que possuem maior potencial de dano ao sistema respiratório, baixou 15,2% em relação ao mesmo período de 2014 – o índice atual é de 77,7 microgramas por metro cúbico (µg/m³), informou o Gabinete Municipal de Proteção Ambiental.

O valor ainda é superior ao limite de 35 µg/m³ recomendado pelo governo chinês, mas muito aquém dos mais de 800 µg/m³ registrados em janeiro de 2013.

Consumo de carvão

A densidade de partículas de dióxido de enxofre e de nitrogênio na atmosfera também diminuiu 41,3% e 14,5%, respectivamente. Comparando com o primeiro semestre do ano passado, houve mais nove dias com boa qualidade do ar, anunciou a imprensa.

Sede de um município com cerca de 21,5 milhões de habitantes e uma área equivalente à metade da Bélgica, Pequim faz fronteira com a província de Hebei, uma das mais poluídas da China, com indústrias pesadas.

Em 2014, o consumo de carvão em Pequim caiu 2,8 toneladas e, em março de 2015, duas centrais a carvão da cidade foram fechadas.

Mais de 300 fábricas poluentes deverão seguir o mesmo caminho até o fim de 2015 e cerca de 200 mil veículos sairão de circulação, disse a agência oficial de notícias chinesa.

Pequim é candidata à organização dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 e prometeu uma redução de 20% na densidade de PM2,5 até 2017.

Fonte: EcoD

Veja também:
China vai incentivar veículos elétricos e híbridos para diminuir poluição
China planeja tirar cinco milhões de carros antigos das ruas contra poluição
China aumenta subsídios para veículos elétricos