Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda mais sobre a perda de cabelo e sobre a careca em geral

A pessoa careca é caracterizada pela falta de cabelo na cabeça, seja por vontade própria ou por perda dos fios. Porém, o que leva a perda de cabelo? Quais fatores contam para a falta de desenvolvimento de cabelo no couro cabeludo?

Perder o cabelo é normal — é estimado que as pessoas percam cerca de 50 a 100 fios por dia, contudo, a calvície ocorre quando fios novos não substituem os que caíram. 

A calvície, ou perda de cabelo é tipicamente causada por alopecia, uma condição que pode afetar o corpo todo, incluindo a cabeça. A alopecia pode ser temporária ou permanente e é mais comum em homens, porém também pode ocorrer em mulheres. Contudo, a perda de cabelo em mulheres é chamada de calvície feminina e pode ocorrer por diversos motivos. 

Tipos de alopecia

Existem alguns tipos de alopecia que podem fazer uma pessoa ficar careca ou calva, são elas: 

Alopecia androgenética

Como já explicado pelo nome, a alopecia androgenética é uma condição genética e também irreversível. Enquanto o tratamento pode retardar sua progressão, esse tipo de alopecia não pode ser precavido. 

Seus efeitos podem começar em qualquer idade, e quando a perda de cabelo começa a ficar evidente, cerca de 50% dos fios já caíram. 

Alopecia por tração

A alopecia por tração pode ser evitada e é resultado de alguns penteados que estressam o couro cabeludo, criando uma tensão nos fios que fazem com que eles caiam. Como já mencionado, pode ser evitada e reversível, porém, permanente se o uso desses penteados forem prolongados. 

Imagem de Jacob Morrison no Unsplash

Alopecia areata

É uma doença inflamatória consequente do organismo atacando os próprios folículos capilares, danificando a raiz dos fios. É possível que o cabelo cresça depois ou não. A condição não pode ser prevenida, mas pode ser tratada e acontece mais comumente durante a infância. 

Alopecia total

A alopecia total é responsável pela perda total de cabelo, resultando na careca. Ela é uma forma severa de alopecia areata, e, como já mencionado, pode ser tratada. 

Alopecia cicatricial

Assim como a areata, a alopecia cicatricial é resultante de uma inflamação que ataca os folículos capilares, que são substituídos por tecido cicatricial. Ela resulta em perda de cabelo permanente na área afetada e seus sintomas são coceira, dor e sensação de calor. 

Outras causas

Existem outras causas para a careca, calvície ou perda de cabelo além da alopecia, incluindo a ação de hormônios, genética, estresse, fumar, menopausa, gravidez e o processo de envelhecimento normal. Além disso, ela pode ser resultado de condições médicas como falta de vitaminas, hipotireoidismo e hipertireoidismo

Existe prevenção?

Em casos de genética ou de alopecia já especificados, não existe a prevenção da condição, e sim um tratamento que pode ou não retardar os efeitos da perda de cabelo. Contudo, em casos resultantes de fatores externos, como o estresse, fumar e a alopecia por tração, a prevenção pode ajudar a evitar a perda parcial ou total do cabelo — que resulta na careca

Para lidar com o estresse, é necessário se livrar de hábitos nocivos, como fumar e a má alimentação. Porém, existem outros métodos que podem ajudar no controle dessas situações. 

Práticas de yoga, meditação e a técnica de liberdade emocional, por exemplo, são métodos usados para aliviar sintomas momentâneos de estresse com provas científicas de seus resultados. Outras táticas incluem dormir a média recomendada por dia, fazer exercícios regularmente, hobbies e conexão com pessoas próximas, como a família e os amigos. 

Tratamento 

Os possíveis tratamentos para a perda de cabelo envolvem alguns medicamentos, o mais famoso sendo o minoxidil. Contudo, qual é o mais efetivo? Uma pesquisa realizada no Memorial Sloan Kettering Cancer Center em conjunto com Weill Cornell Medical College analisou 23 estudos contendo informações sobre os medicamentos mais conhecidos e usados para tratar a queda de cabelo. 

Foi analisado que o melhor tratamento inclui cápsulas de dutasterida (Avodart), a dose de 0,5 miligramas por dia. Entretanto, o medicamento também foi o que mais apresentou efeitos colaterais, como a perda de libido, pressão baixa e disfunção erétil. 

Embora seja menos eficaz que a dutasterida, o minoxidil é o tratamento mais indicado por dermatologistas e profissionais de saúde por conta de seus poucos efeitos colaterais.