Benzeno: o que é e seus perigos

eCycle

O benzeno é uma substância cancerígena presente no meio em que vivemos. Saiba como podemos fugir dela

Gasolina libera benzeno

O que é benzeno?

Benzeno (benzene em inglês) é um líquido incolor, inflamável e com um aroma doce. Em contato com o ar, evapora-se rapidamente. Na natureza, o benzeno é liberado por processos naturais, como o vulcanismo e as queimadas, mas a maior parte da liberação de benzeno provém da atividade humana.

Constituinte do petróleo, o benzeno é muito utilizado em laboratórios químicos, como matéria-prima nas indústrias químicas, nas indústrias petroquímicas, de refino de petróleo e nas companhias siderúrgicas. É também encontrado na gasolina, na fumaça do cigarro e para fabricação de outros compostos, como os plásticos, lubrificantes, borrachas, tintas, detergentes, medicamentos e agrotóxicos.

Como estamos expostos ao benzeno?

A maior exposição ao benzeno se dá no ambiente de trabalho, por trabalhadores de indústrias químicas e petroquímicas. Contudo, a exposição também ocorre através do ambiente e do uso de alguns produtos.

O benzeno está intimamente ligado aos processos de produção, refinamento, transporte e armazenamento do petróleo. Por este motivo, populações que moram ao redor de indústrias petroquímicas estão mais expostas ao benzeno pela poluição do ar. Também pelo fato de ser encontrado na gasolina (derivada do petróleo), o benzeno é lançado na atmosfera por veículos automotores. Portanto, quanto maior a utilização de veículos de combustão interna, maior a liberação de benzeno na atmosfera.

O benzeno também é encontrado na água de abastecimento público e em alguns produtos alimentícios.

Para a água de abastecimento público a Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece um limite de 10 partes por bilhão (ppb). Nos Estados Unidos, esse limite é de 5 ppb, e na União Europeia é de 1 ppb. No Brasil, a PORTARIA 2914/2011 fixou um valor limite de 5 µg/L (micrograma por litro).

Já nos produtos alimentícios, particularmente os refrigerantes, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), após relatos da PROTESTE que identificou várias marcas de refrigerantes com altos valores de benzeno em sua composição, emitiu um parecer pedindo a modificação da fórmula de alguns refrigerantes para diminuição da contaminação pelo benzeno.

Outro fator é o tabagismo. De acordo com o Ministério da Saúde, a fumaça do cigarro contém diversas substâncias prejudiciais à saúde, entre elas, destaca-se o benzeno.

Quais os riscos do benzeno?

Benzeno é um composto sabidamente cancerígeno. Estudos demonstram que pessoas expostas ao benzeno podem desenvolver leucemia mielóide - tipo de leucemia que está ligada a má formação de células vermelhas dentro da medula óssea.

>A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), o Programa Toxicológico Nacional (NTP) e a Agencia de Proteção Ambiental (EPA) classificam o benzeno como agente cancerígeno e deve haver regulamentação especifica para esse composto. Além disso, estudos indicam o benzeno como um disruptor endócrino, podendo alterar a forma natural de regulação hormonal do organismo.

A OSHA, órgão federal americano responsável pela regulamentação de segurança e saúde limita a exposição ao benzeno no ar, na maioria dos locais de trabalho, para 1 ppm (parte por milhão) durante uma jornada de trabalho. Quando se trabalha com níveis de exposição potencialmente mais elevados, OSHA exige que os empregadores forneçam equipamentos de proteção individual, como respiradores. Já a EPA limita a porcentagem média de benzeno permitida na gasolina em 0,62% em volume (com um máximo de 1,3%).

Quais outros efeitos o benzeno pode causar?

A inalação de altas concentrações do composto por um curto período de tempo pode causar sonolência, enjoo, aceleração do ritmo cardíaco, cefaleia, tremor, confusão mental e inconsciência. A ingestão de alimentos e bebidas contaminados com altos teores de benzeno pode produzir vômito, irritação no estômago, enjoo, sonolência, convulsão, aceleração do batimento cardíaco e morte. A exposição por longo prazo pode resultar em depressão da medula óssea.

Como posso limitar a exposição ao benzeno?

Se você está preocupado com o benzeno, existem algumas maneiras de limitar a exposição a essa substância.

No trabalho, tenha certeza que não há riscos de exposição ao benzeno. Caso haja algum risco, sempre utilize equipamentos de segurança de acordo com as normas da empresa. A OSHA fornece mais informações sobre o tema:

  • Fique longe da fumaça do cigarro - caso você fume, tente parar. O cigarro possui muitas substâncias prejudiciais a saúde;
  • Se possível, tente limitar o tempo próximo aos veículos e postos de gasolina. Caso você vá a pé ao trabalho, procure rotas que fiquem distantes dos veículos e que sejam mais arborizadas;
  • Busque consumir menos produtos industrializados, como os refrigerantes - em vez disso, opte por sucos naturais, além de serem mais seguros eles ainda possuem vitaminas e minerais necessários para nossa saúde;
  • O benzeno também pode aparecer em solventes, tintas, lubrificantes, detergentes, produtos alimentícios e agrotóxicos.

Por fim, fique sempre ligado sobre produtos químicos nocivos, quais são e onde são encontrados. O Portal eCycle tem uma lista de substâncias encontradas em produtos prejudiciais a saúde.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail