Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda mais sobre do que se consiste o trauma e como é feito seu tratamento

Trauma é a resposta emocional após experiências perturbadoras que removem a sensação de segurança de um indivíduo. Muitos dos eventos que resultam no trauma são imprevisíveis, repentinos e podem incluir ameaças à vida, como acidentes, ou são coisas fora do controle da pessoa. Porém, todo tipo de situação que deixa o indivíduo vulnerável, isolado ou sobrecarregado podem causar trauma, mesmo que não envolva dano físico.

Um mesmo evento traumático pode ter efeitos diferentes em diversas pessoas. Isso acontece porque as circunstâncias do acontecimento não ditam sua reação, mas o que faz são o entendimento e a experiência individual. Mas, mais importante, indica que as pessoas com a saúde mental mais fragilizada podem vir a ter reações piores ao trauma.

A experiência do trauma, em geral, é prejudicial e pode afetar seriamente a saúde mental de um indivíduo. As reações de longo prazo do trauma podem ser flashbacks, relacionamentos tensos, dificuldade em criar conexões com outras pessoas, e sintomas físicos como dor de cabeça ou náusea. 

Tipos de trauma

Existem alguns tipos diferentes de trauma, variando de tipos de experiência.

Agudo

É usado para descrever o trauma repentino e que causa estresse intenso. Alguns exemplos são acidentes de carro ou a morte de um ente querido.

Crônico

Indica traumas resultantes de anos de experiências perturbadoras, como abuso emocional, sexual ou físico, negligência, bullying ou violência doméstica. 

Complexo

São resultantes de diversos tipos de experiência traumática das quais não se pode escapar. O trauma complexo geralmente deixa a pessoa em um estado de hipervigilância exaustivo, que constantemente monitora ambientes para sinais de perigo. 

Secundário ou vicário 

Traumas que ocorrem após a exposição para o sofrimento de outras pessoas. É comum em socorristas, médicos e em outras profissões do gênero. 

Efeitos

Eventos traumáticos ativam a amígdala cerebelosa, uma parte do cérebro capaz de detectar ameaças. Ela faz com que o corpo demonstre diversos sinais de defesa. O sistema nervoso também age nesses momentos, liberando a adrenalina e hormônios do estresse. 

Além disso, existem também condições de longo prazo que podem ser desenvolvidas como resposta de trauma. Distúrbios mentais como ansiedade, depressão, dissociação e  transtorno do estresse pós-traumático são alguns deles. Esses transtornos e episódios são extremamente prejudiciais para a saúde mental do indivíduo e, quando não tratados por um profissional, podem deteriorá-la. 

Tratamento 

O tratamento do trauma é feito via acompanhamento psicológico ou psiquiátrico. Após a análise das situações, o profissional vai estipular o melhor tipo de resposta para amenizar os efeitos de gatilhos emocionais. 

Denúncia de abuso 

Os abusos sexuais, físicos e emocionais são crimes e devem ser denunciados. Embora algumas previsões legais sejam específicas para mulheres, não há impeditivos para homens denunciarem, uma vez que a lei não é rígida — ela comporta essas interpretações e moldações para comportar os costumes da sociedade.

Os números de apoio disponibilizados pelo governo para denúncia desses comportamentos são:

  • Abuso contra a mulher — Disque 180;
  • Violação de direitos humanos — Disque 100;