Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aprenda a lidar com a solidão, uma emoção complexa que dificulta sua capacidade de fazer amizades

A solidão é um sentimento humano complexo e único, o que significa que cada pessoa o sente de uma forma diferente. Não existe apenas uma única causa para a solidão, um indivíduo que se sente solitário geralmente tem diversos motivos para se sentir assim. A solidão pode ter efeitos negativos no bem-estar de uma pessoa, a impedindo de fazer amizades.

Também não é possível ter uma resposta única para o tratamento da solidão — mas fazer amizades pode ajudar. Afinal, uma pessoa completamente sozinha pode encontrar segurança ao lado de amigos. Fazer amizades é importante para criar uma base de conforto e bem-estar.

Algumas definições comuns de solidão afirmam que o sentimento se dá pelo ato de estar sozinho. Na verdade, a solidão é mais um estado mental do que físico, onde uma pessoa se sente sozinha mesmo acompanhada. A solidão está ligada a sentimentos como vazio, tristeza, baixa autoestima e insegurança

Pessoas que se sentem constantemente solitárias desejam fazer amizades, mas têm dificuldade de fazer conexão com outros indivíduos. Segundo estudos, a solidão está relacionada a sintomas de isolamento social, habilidades sociais baixas, introversão e depressão.

Diferença entre estar sozinho e estar solitário 

Estar sozinho não é a mesma coisa que estar solitário. Na verdade, estar sozinho pode gerar benefícios à saúde mental e física, diferente do sentimento de solidão. O ato de estar sozinho pode permitir que o indivíduo consiga focar melhor e recarregar suas energias com maior facilidade. Ele também consegue fazer amizades com mais facilidade. 

Estar sozinho: é um ato voluntário, uma pessoa escolhe estar sozinha para aproveitar seu tempo consigo mesma. Não significa que ela vai estar sozinha o tempo todo, apenas que precisa de um tempo desenvolvendo atividades consigo mesma. Uma pessoa que está sozinha pode passar seu tempo com outras pessoas quando quiser. Ela pode balancear o tempo sozinha e o tempo de interação com os outros em sua rotina;

Estar solitário: é o sentimento de querer conexões com outros mas se sentir isolado. Uma pessoa que está solitária geralmente não sente solidão por que quer. Ou seja, é uma emoção involuntária de separação, rejeição e abandono daqueles que estão ao seu redor. Um indivíduo solitário tem muita dificuldade de fazer amizades.

Importância de fazer amizades

Os amigos são a família escolhida. Eles estão lado a lado diariamente por decisão própria, e se apoiam acima de tudo. Fazer amizades pode ajudar um indivíduo a se sentir menos solitário, já que ele vai notar que existem pessoas que querem estar com ele apenas por quem ele é.  

Causas da solidão 

Como dito anteriormente, não existe apenas uma causa para a solidão. Existem diversos fatores que podem levar alguém a estar solitário. A perda de um parente ou pessoa amada, mudança de país ou cidade, isolamento físico e sintomas de condições psicológicas podem causar solidão

A depressão é um dos transtornos psicológicos que pode resultar no sentimento de solidão. Isso porque uma pessoa depressiva tende a se afastar de seus grupos sociais, o que leva ao isolamento social. Alguns estudos apontam que a solidão também pode ser uma das causas da depressão. 

Problemas de saúde ligados a solidão 

De acordo com estudos, a solidão tem diversos efeitos negativos na saúde, seja física ou mental, de uma pessoa. Confira a seguir:

  • Uso de álcool e drogas;
  • Funcionamento do cérebro alterado;
  • Progresso de quadros de alzheimer;
  • Comportamentos antissociais;
  • Problemas no coração e AVC;
  • Redução do funcionamento da memória e no aprendizado;
  • Depressão e suicidio;
  • Aumento nos níveis de estresse;
  • Tomada de decisões precipitadas;

Além desses fatores, já foi provado que adultos solitários são menos propensos a praticar exercícios. A dieta dessas pessoas também é rica em gorduras, seu sono é menos eficiente e eles costumam reclamar mais de fadiga. A solidão também tem impacto negativo na regulação do processamento celular corporal, fazendo com que pessoas solitárias sejam propensas a envelhecimento precoce. 

Dicas para acabar com a solidão 

Busque ajuda

Se você estiver passando por um momento muito difícil e estiver com dificuldade de lidar com a solidão, peça ajuda. Caso você tenha pensamentos suicidas, ligue para o número 188 — Centro de Valorização à Vida. Também é possível entrar em contato com o CVV através de seu site, onde existem chats e voluntários prontos para ouvir quem precisar. 

Se achar necessário, faça uma visita ao psicólogo e conte o que está acontecendo. No caso da pessoa que já faz terapia, a melhor alternativa é ligar para o terapeuta em momentos de crise, ou tentar conversar com alguém próximo, o que também pode ajudar. 

Encha sua casa com sons 

Se você se sentir muito sozinho em sua casa, procure preencher o ambiente com sons. Desta forma, eles podem ajudá-lo a se distrair dos pensamentos que o incomodam e a relaxar.

  • Ouvir músicas pode melhorar seu humor e lhe motivar, enquanto ouvir livros narrados pode distrair sua cabeça e o manter entretido;
  • Escutar podcasts ou rádio pode gerar certo entretenimento e ainda ser algum tipo de companhia durante o dia. Não sinta vergonha de conversar ou fazer amizades com os apresentadores do programa de rádio ou de podcast, mesmo que eles não estejam ouvindo;
  • Seu programa de televisão favorito também pode quebrar o silêncio e deixar o ambiente confortável, não é preciso nem assistir todo o episódio;
  • Abrir a janela para ouvir os pássaros e a rua pode lhe ajudar a se sentir mais conectado com o mundo do lado de fora de casa. Além disso, é o primeiro passo para fazer amizade com seus vizinhos;

Mantenha-se conectado 

Nem sempre é possível estar em contato com as pessoas amadas. Isso pode ser uma das grandes causas da solidão. No entanto, o contato físico não precisa ser o único nesta situação. 

Se você não puder ver sua família ou parceiro (a) todos os dias ou finais de semana, tente mandar mensagem constantemente ou ligar sempre que puder. Quando você tiver um tempo livre em sua rotina, ligue para aquele amigo de anos, pergunte como ele está e gaste seu tempo. Fazer amizades é importante, mas mantê-las também é. 

Manter as pessoas amadas próximas, mesmo que seja difícil para alguns, é um passo importante para acabar com a solidão

Saia um pouco de casa

As vezes ficar muito tempo sozinho em casa — ou acompanhado, mas em um lugar não muito legal – pode alimentar a solidão. Desta forma, saia um pouco para se divertir, convide seus amigos para um lanche da tarde ou uma noite de jogos.

Se ninguém que você conhece estiver disponível, então vá sozinho. Aproveite sua própria companhia e coloque uma playlist ou podcast. Saia para caminhar, ler em um café ou ir em eventos grandes para fazer amizades. Tente estar aberto para novas experiências e interações do lado de fora de sua zona de conforto.

Expresse seus sentimentos 

Guardar os sentimentos para si pode ser perigoso. Afinal, esses sentimentos vão consumindo a pessoa por dentro, até que ela não aguenta mais. Logo, a melhor opção para lidar com a solidão é expressar esse sentimento, seja através de diários, produção de arte, conversas ou visitas ao psicólogo. 

Certifique-se de que você está se expressando com alguém que confia e que vai entender seus sentimentos e respeitá-los. Se for possível, faça uma visita ao seu terapeuta e conte as coisas que tem lhe afligido. Assim, os dois podem encontrar uma maneira melhor de lidar com a solidão.  

Adote um animal

Nem todo mundo pode adotar um animal ou tem o que é necessário para cuidar de um. No entanto, para aqueles que podem e tem se sentido solitários, adotar um animal pode acabar com sua solidão e ajudar a fazer amizades.

Criar um animal doméstico é como ter um amigo morando com você sempre. Eles dão carinho, atenção e amor e precisam receber tudo isso de volta. Apesar de não conversarem como humanos, eles estão sempre ao lado de seus tutores para confortá-los. Além disso, adotar um cachorro pode lhe dar um motivo para sair de casa todos os dias e fazer amizades.

Um estudo, realizado em 2018, mostrou que ter um animal de estimação pode melhorar a saúde mental e física de um indivíduo. Se você não pode ter animais em casa, que tal cuidar dos gatos e cachorros que vivem na rua? Confira como fazer isso em “Gatos Abandonados: como ajudar e adotar”.

Aproveite suas interações 

Quando você tiver a oportunidade de interagir com aqueles que ama, aproveite cada segundo. Às vezes a solidão não é causada pela falta de amigos ou proximidade com a família, mas sim pela falta de alguém o acompanhando diariamente. Se você se sentir solitário, que tal convidar um amigo para passar o dia com você?

Não é preciso conversar a todo momento ou fazer coisas super divertidas. Na verdade, os dois podem apenas assistir a uma série juntos ou mexer nas redes sociais enquanto estão lado a lado. Valorizar cada minuto ao lado de quem se ama é uma das chaves para acabar com o sentimento de solidão.

Fazer amizades

Fazer amizades na vida adulta pode ser difícil. Isso porque sem o ambiente escolar para ajudar, essas pessoas encontram muitas dificuldades em interagir com os outros. No entanto, manter um círculo de amizades é essencial para não se entregar à solidão.

Por isso existem diversas maneiras de conseguir fazer amigos na vida adulta. Confira a seguir algumas dicas:

Deixe seus animais de estimação guiar a situação: Às vezes, levar o cachorro para passear ou postar fotos dele na internet pode lhe ajudar a encontrar outras pessoas que também amam animais, e assim, fazer amizades com outros tutores;

Faça parte de grupos: Faça amizades com pessoas com os mesmos interesses que você. Encontre grupos de nicho de redes sociais, como clubes de leitura, ou grupos de cursos na vida real, isso pode o ajudar na jornada de fazer amizades;

Jogue e faça amizades: Encontre jogos on-line onde você pode conhecer novas pessoas ou se matricule em algum esporte, como vôlei, basquete ou natação. Essas atividades costumam ajudar a fazer amizades;

Faça amizades com vizinhos: Interaja com seus vizinhos, pessoas que vivem na mesma vizinhança podem ter mais em comum do que se espera; 

Conheça os pais dos amigos de seu filho: Converse com os pais dos colegas de classe de seus filhos, eles podem estar passando pelas mesmas experiências. Se seus filhos forem amigos é melhor ainda, fica mais fácil fazer amizade;

Seja amigo de colegas de trabalho: Tente se aproximar de seus colegas do trabalho, talvez vocês tenham mais em comum do que acham.