Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Síndrome do pensamento acelerado é caracterizada pela ocorrência de muitos pensamentos em pouco tempo, o que diminui foco e aumenta estresse

A Síndrome do Pensamento Acelerado se caracteriza pela presença de pensamentos repetitivos, persistentes e intrusivos que surgem no consciente de forma acelerada. Esses pensamentos costumam ser tão insistentes que é muito difícil fazer com que eles parem de se repetir. Desta maneira, podem atrapalhar o foco, concentração, o sono e ainda impactar a rotina. 

Sintomas

Alguns sintomas de síndrome do pensamento acelerado incluem:

  • Pensamentos difíceis de evitar;
  • Passam um sentimento de controle sobre a pessoa;
  • Impedem que o indivíduo foque em outras tarefas;
  • Criam cenários inexistentes, incluindo situações ruins relacionadas ao pensamento;
  • Acontecem rapidamente, como se a mente se enchesse de pensamentos de uma vez só. 

Geralmente a síndrome do pensamento acelerado está interligada com outros tipos de transtornos psicológicos. Os exemplos mais comuns que apresentam esse diagnóstico são a depressão e o transtorno de ansiedade. 

Como identificar?

Para identificar a síndrome do pensamento acelerado basta ficar atento aos sintomas apresentados. Se você já possui algum tipo de diagnóstico pré-existente relacionado a transtornos como a depressão, é essencial buscar ajuda médica especializada. Isso porque o profissional pode confirmar as suspeitas de maneira mais concreta.

Pessoas com síndrome do pensamento acelerado também apresentam os seguintes sintomas no dia a dia:

  • A mente trabalha de maneira acelerada, e a pessoa começa a sentir que não tem nada que possa fazer para mudar;
  • Os pensamentos parecem chegar em grande quantidade em pouco tempo;
  • Devido aos pensamentos acelerados, a pessoa deixa de focar em outras coisas, ou apresenta dificuldade nesta ação; 
  • Sensação de que a cabeça irá explodir com a quantidade de pensamentos;
  • Sentimento de tontura e cabeça girando;
  • Um pensamento substitui o outro antes mesmo dele ser finalizado.

Não existe um padrão para a maneira como a síndrome do pensamento acelerado se manifesta. Os pensamentos podem ocorrer a todo momento diariamente, ou surgir de vez em quando em uma situação ou outra. O que caracteriza a síndrome são apenas os pensamentos acelerados.

É possível que uma pessoa apresente sintomas de síndrome do pensamento acelerado minutos antes de manifestar um ataque de pânico ou uma crise de ansiedade. Os pensamentos podem mudar diariamente, ou se manter os mesmos por um longo período de tempo. 

Os sintomas também aparecem de maneira mais forte e desconfortável durante o período que antecede a hora de dormir. Muitos indivíduos sofrem com o ato de se deitar para dormir, pois no meio do processo de cair no sono acabam enfrentando a síndrome do pensamento acelerado. 

A síndrome está ligada a quais transtornos? 

TDAH – Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, também conhecido com TDAH, se caracteriza por um padrão de falta de atenção ou hiperatividade. Algumas pessoas apresentam falta de atenção devido aos pensamentos acelerados, que diminuem a capacidade concentração. 

TOC – Transtorno obsessivo compulsivo 

O transtorno obsessivo compulsivo é uma condição psicológica que faz com que a pessoa experiencie obsessão e compulsão de um jeito difícil de controlar. Indivíduos diagnosticados com TOC podem apresentar o transtorno de diversas maneiras, uma delas é a síndrome do pensamento acelerado

Um exemplo deste cenário é uma pessoa que tem pensamentos acelerados constantes sobre acidentes com gás de cozinha em sua casa. Ela terá uma compulsão enorme por checar se desligou o gás diversas vezes, para se assegurar que está tudo seguro e fazer com que os pensamentos parem. 

Transtorno de personalidade bipolar 

Um indivíduo diagnosticado com bipolaridade irá apresentar uma montanha russa de sentimentos que variam entre períodos de grande euforia (conhecido como mania) e extrema depressão. Apesar da síndrome do pensamento acelerado poder se manifestar durante o período de depressão, ela é mais comum durante a mania.

Transtorno de Ansiedade

Os pensamentos acelerados se mostram mais presentes durante uma crise de ansiedade. No entanto, uma pessoa diagnosticada com transtorno de ansiedade pode apresentar síndrome do pensamento acelerado a qualquer momento. 

Depressão agitada

Apesar de ser mais conhecida como uma condição que faz com que a pessoa sinta apatia e desânimo, a depressão se manifesta de diversas maneiras. Uma delas é a depressão agitada, onde o diagnosticado apresenta sintomas de agitação, raiva, inquietação e são mais reativos. 

A síndrome do pensamento acelerado é mais comum nesses casos de depressão do que em quaisquer outros. 

Quais as causas da síndrome do pensamento acelerado?

Resposta ao estresse 

O corpo humano conta com hormônios de estresse, que surgem como resposta a situações de perigo, preocupação, medo e ansiedade. Esses hormônios, quando liberados na corrente sanguínea, acabam estimulando o corpo e o sistema nervoso. Segundo estudos, isso causa um aumento na atividade de certas partes do cérebro. 

Toda essa atividade pode acabar gerando uma experiência com pensamentos acelerados. Em uma situação comum de estresse, os pensamentos durante o tempo que a resposta do corpo ao estresse estiver ativa.

Altos níveis de estresse

Quando o corpo e a mente humana passam a sentir uma grande quantidade de estresse, ele pode apresentar síndrome do pensamento acelerado. Isso porque a atividade do cérebro continua alta, devido a sua resposta ao sentimento de apreensão. Os pensamentos acelerados são uma consequência sempre que há altos níveis de estresse. 

Hábitos ansiosos

Uma pessoa que vive com ansiedade está acostumada a desenvolver hábitos ansiosos no seu dia a dia. Isso é, ela passa a fazer suas atividades de forma rápida e com pressa. Essas ações aceleradas fazem com que o corpo tenha um nível de estimulação maior, e acabe produzindo mais hormônios de estresse. 

Sem o cuidado para que as atividades diárias sejam executadas de forma mais calma, uma pessoa ansiosa pode apresentar mais quadros de pensamentos acelerados.

Como buscar ajuda?

Se você sente que tem apresentado sintomas da síndrome do pensamento acelerado, o recomendado é que procure ajuda médica especializada. Os profissionais que trabalham com este tipo de síndrome são psicólogos e psiquiatras. Eles podem auxiliar na melhora dos sintomas.

Terapia psicológica é uma opção para aprender a lidar melhor com a síndrome do pensamento acelerado e a ansiedade ligada a ela. Você pode iniciar o tratamento com terapia cognitivo comportamental, que tem como objetivo mudar os hábitos negativos que afetam a vida do ser humano. 

Ao procurar um profissional da área, questione sobre os melhores tratamentos. Eles podem ser realizados com o uso  de medicamentos ou prática de atividades físicas e psicológicas. O médico ou terapeuta responsável também pode ajudar passando uma lista de exercícios de respiração, organização de pensamentos e meditação