Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

As cores da coleta seletiva são uma importante ferramenta para a melhor destinação do lixo. E por falar em lixo… Vale frisar: “lixo” é uma palavra um pouco fora de moda. Resíduo ou rejeito fazem mais sentido:

  • Resíduo é tudo o que pode ser reaproveitado, como itens recicláveis e alguns materiais orgânicos, que podem ser compostados.
  • Rejeito é o material que não tem condições de ser reaproveitado e é destinado a aterros sanitários.

Cores da coleta seletiva

Em algumas cidades, a coleta seletiva é feita entre itens úmidos e secos, ou entre recicláveis e orgânicos. Quando o material reciclável é coletado e chega às cooperativas, ele é então separado para ser reaproveitado. Você sabe o que é reciclagem? Para saber mais sobre esse tema dê uma olhada na matéria: “Você sabe o que é reciclagem? E como ela surgiu?“.

Mas há muitos locais, como espaços públicos, comércios e condomínios, que têm lixeiras da coleta seletiva e aceitam recicláveis mediante a separação prévia feita pelo consumidor. Assim, o usuário deve depositar o resíduo nas lixeiras de cores correspondentes. Entretanto, em algumas cidades a prefeitura não oferece serviço de coleta seletiva, mas é possível reciclar ainda assim! Confira quais são os primeiros cinco passos para começar a reciclar.

Sabia que, segundo resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente, existem dez cores de lixeiras para cada tipo de resíduo? Confira o vídeo do canal do Portal eCycle acima e dê uma olhada nas informações abaixo sobre as cores da coleta seletiva:

  • AZUL: papel/papelão;
  • VERMELHO: plástico;
  • VERDE: vidro;
  • AMARELO: metal;
  • PRETO: madeira;
  • LARANJA: resíduos perigosos (como pilhas e baterias);
  • BRANCO: resíduos de hospitais e serviço de saúde;
  • ROXO: lixo radioativo;
  • MARROM: lixo orgânico;
  • CINZA: lixo não reciclável, contaminado ou cuja separação não é possível.

As lixeiras mais comuns são as de papel, plástico, vidro e metal. Saiba quais itens podem ser colocados em cada uma delas e veja dicas para facilitar o trabalho dos recicladores:

Papel e papelão (Azul)

  • Itens: jornais, revistas, impressos em geral; caixas de papelão e embalagens longa-vida.

Plástico (Vermelho)

  • Itens: garrafas, embalagens de produtos de limpeza; potes de cremes e xampus; tubos e canos; brinquedos; sacos, sacolas e saquinhos de leite; papéis plastificados, metalizados ou parafinados, como embalagens de biscoito.
  • Dicas: lave-os com água de reúso para que não sobrem restos dos produtos, principalmente no caso de detergentes e xampus, que podem dificultar a triagem e o aproveitamento do material. No caso de embalagens com tampas, retire-as.

Vidro (Verde)

  • Itens: frascos, garrafas; vidros de conserva.
  • Dicas: lave-os com água de reúso e retire as tampas.

Metal (Amarelo)

  • Itens: latinhas de cerveja, refrigerante e sucos; esquadrias e molduras de quadros.
  • Dicas: latas devem ser amassadas ou prensadas para facilitar o armazenamento.

Por que as cores da coleta seletiva são importantes?

As cores da coleta seletiva são ferramentas importantes porque permitem que os resíduos sejam separados em categorias, o que facilita muito na hora da reciclagem ou destinação correta de itens que não podem ser reciclados.

Os resíduos que não são reutilizados ou reciclados, ou melhor dizendo, o rejeito, acaba indo parar em aterros. Os rejeitos que são destinados incorretamente, por outro lado, vão parar nas ruas, valas e lixões, causando significativa poluição, principalmente a poluição do solo e da água, e aumentando o risco de enchentes.

Os resíduos e rejeitos das ruas, valas e lixões acabam indo parar no mar por meio da lavagem da chuva e de encanamentos de esgoto. Em alguns casos, por meio da ação do vento, até mesmo os resíduos de aterros são transportados e chegam até o oceano, principalmente os resíduos plásticos.

Coleta seletiva em condomínios

Ações responsáveis tomadas individualmente são importantes, mas tudo que é bom para o meio ambiente fica melhor quando é feito em conjunto, pois os impactos benéficos se potencializam. Esse é o caso da coleta seletiva. Você pensou em implementar a coleta seletiva no seu condomínio?

Se você ficou interessado nesse assunto confira o para implementar a coleta seletiva em condomínios e como implantar pontos de coleta de resíduos específicos em condomínios.

Veja também um guia básico de coleta seletiva em PDF. E quer saber mais uma notícia boa? Saiba que a reciclagem pode ser revertida em lucro para condomínios!

Agora que você já conhece as cores da coleta seletiva e sabe como implementar lixeiras em condomínios está pronto para disseminar essa ideia? Então preencha o formulário abaixo e compartilhe esse conteúdo!

Se você não mora em condomínio, mas ainda assim quer descartar seus resíduos e rejeitos corretamente saiba quais são os postos de coleta mais próximas de sua casa nos mecanismos de busca do Portal eCycle.

Mas lembre-se: o ideal é reduzir o consumo para evitar a geração de resíduos e rejeitos. Saiba como nas matérias: “Como reduzir o lixo plástico no mundo? Confira dicas indispensáveis” e “O que é consumo sustentável?”.

Verifique o campo
Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo