Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Existem diferenças entre antitranspirante e desodorante? O uso faz mal à saúde? Confira!

O antitranspirante é um produto desenvolvido para controlar a transpiração. Diferentemente do desodorante, que tem como função remover o odor das axilas, o antitranspirante conta com um ingrediente ativo, o alumínio, que forma um gel responsável por entupir temporariamente os poros que liberam o suor. Assim, o mau cheiro nem chega a acontecer, porque a transpiração é bloqueada antes que as glândulas sudoríparas a produzam.

Como o antitranspirante controla o mau cheiro?

O odor ruim, chamado popularmente de “cecê”, acontece quando o suor se decompõe pela ação de bactérias e fungos, transformando-se em ácidos carboxílicos.

Esses ácidos são os grandes culpados pelo cheiro desagradável. Ao contrário do antitranspirante, o desodorante é um produto desenvolvido não para controlar a transpiração, mas para mascarar o “cecê”.

Para isso, ele conta com fragrâncias e ativos antibacterianos, como o álcool e o triclosan, que são potencialmente prejudiciais à saúde.

Além disso, existem também desodorantes naturais, que utilizam substâncias como carvão ativado, óleo de coco e bicarbonato de sódio para combater os microrganismos.

Já o antitranspirante sempre contém alumínio em alguma forma – as mais comuns são sesquicloridrato de alumínio e tetraclorohidrex de alumínio.

Mas também existem no mercado produtos que combinam as duas funções: são os desodorantes antitranspirantes.

Antitranspirante faz mal?

Os compostos de alumínio são usados ​​extensivamente em produtos cosméticos e farmacêuticos. Nos antitranspirantes, os sais de alumínio são os ingredientes que evitam a transpiração. Os sais precisam se dissolver para bloquear a formação de suor na superfície dos poros.

Alumínio e doenças

Uma pesquisa de 2005 sugere que o uso frequente de antitranspirantes pode fazer com que o alumínio se acumule no tecido mamário.

Porém, isso não prova que os sais de alumínio são capazes de causar câncer de mama. Na verdade, o tecido desse tipo de câncer não parece conter mais alumínio do que o tecido normal da mama.

No entanto, a substância pode se tornar uma preocupação maior se o usuário do produto tiver problemas renais, especialmente se sua função renal for de 30% ou menos.

Por isso, a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos exige que os fabricantes de antitranspirantes incluam advertências especificamente para pessoas com doenças renais.

O problema dos parabenos

Outro composto presente nos desodorantes antitranspirantes são os parabenos, usados ​​para evitar que fungos, bactérias e leveduras cresçam no desodorante.

Os parabenos podem ser absorvidos pela pele e, uma vez em contato com o corpo, podem funcionar como estrogênio, um hormônio feminino essencial para o desenvolvimento sexual, saúde da mama e outras funções corporais.

O problema é que a exposição prolongada ao estrogênio pode aumentar o risco de câncer de mama. No entanto, alguns especialistas afirmam que o efeito dos parabenos usados ​​em produtos cosméticos não é intenso o suficiente para aumentar o risco de desenvolver câncer de mama. Como você pode ver, o assunto é controverso.

Alergias

Para além dessas substâncias, muitas pessoas apresentam reação alérgica a óleos essenciais, propilenoglicol, aditivos biológicos, vitamina E e lanolina, que também podem estar presentes na composição dos antitranspirantes.

Se você identificar algum tipo de alergia, o ideal é suspender o uso do produto e procurar orientação dermatológica. Outra dica é sempre ler o rótulo do produto, para se certificar de que sua composição seja o menos danosa possível para a saúde.

Muitas pessoas também acreditam que exista uma relação entre o alumínio presente nos antitranspirantes e a doença de Alzheimer, mas não há evidências suficientes para corroborar essa informação. No entanto, se você quiser evitar o alumínio e outras substâncias agressivas, como os parabenos, há diversas alternativas orgânicas e/ou veganas no mercado. Confira algumas opções na Loja do Portal eCycle.

Você também pode optar por fazer um desodorante caseiro, utilizando ingredientes como bicarbonato de sódio e leite de magnésia. Esses produtos são inofensivos para a saúde humana e podem neutralizar os ácidos carboxílicos que causam o mau cheiro.