Como fazer farinha de osso para plantas

eCycle

Veja como fazer farinha de osso em casa e evite enviar os ossos para aterros

Farinha de osso

A farinha de osso é um produto muito rico em fósforo e cálcio. Ela é obtida pelo processo de calcinação e exerce a função de um ótimo adubo natural.

Antes da descoberta do fogo pela humanidade, os ossos de carcaças eram calcinados quando ocorriam focos de fogo causados por raios ou temperaturas elevadas.

A temperatura elevada do fogo elimina a parte proteica do osso, deixando apenas a parte mineral, que faz muito bem às plantas, servindo como um fertilizante.

Mas não é só para as plantas que a farinha de osso já mostrou utilidade. Antes da invenção da pasta de dente, os romanos utilizavam farinha de osso, ervas e areia para a higienização bucal.

Mas hoje em dia, infelizmente, a farinha de osso é um produto caro. Entretanto, você pode fazê-la em casa e ainda ajudar a evitar o envio de resíduos (restos de ossos) para aterros sanitários, diminuindo a demanda por espaços nas cidades.

Como fazer farinha de osso

Para fazer farinha de osso é preciso reservar uma quantidade suficiente de ossos de restos animais.

Junte os ossos que restaram do seu consumo ao longo do dia e congele-os até chegar numa quantidade significativa com o passar dos meses. E, quando chegar o dia de fazer churrasco em casa, aproveite para, antes de fazê-lo, preparar sua farinha de osso. Assim você precisará lidar com a churrasqueira uma vez só.

Atenção: Limpe bem a churrasqueira para evitar que resíduos de sal do churrasco contaminem a farinha de osso, pois ele é prejudicial para os vegetais. Além disso, a própria cinza de madeira poderá ser utilizada para neutralizar solos ácidos e fornecer potássio; mas isso tudo se a cinza não estiver contaminada com sal e temperos prejudiciais às plantas.

Será necessário apenas um pouco de madeira para que se inicie a combustão, e espaço para montar a pilha de osso. Depois de iniciado o fogo, os próprios ossos alimentarão a chama.

Você deve deixar os ossos diretamente na chama, até o ponto em que fiquem brancos, pois esse estado indica que ocorreu a calcinação. Entretanto, antes de calcinarem, eles ficarão pretos, o que é normal e devido à queima de proteínas.

Quanto mais calcinada, mais rapidamente a farinha de osso estará disponível para as plantas.

Depois de calcinar, deixe que a pilha de osso esfrie.

Quando frios, depois de calcinados, os ossos facilmente se esfarelam. Para obter a farinha de osso você pode bater os ossos calcinados no liquidificador ou colocá-los dentro de uma pano e esfarela-los com um martelo.

Assista ao vídeo sobre como você pode preparar a farinha de osso em casa.

Como utilizar a farinha de osso

Para adubar as plantas você pode tanto misturar farinha de osso ao húmus quanto colocá-la por cima do solo e regar bem.

Normalmente coloca-se uma colher de sopa de farinha de osso e uma colher de sopa de cinzas em vasos médios. Esse adubo é forte e ótimo para as espécies floríferas e frutíferas.

A farinha de osso pode ser aplicada em todas as estações do ano, mas em quantidade reduzida no inverno.

A farinha de osso que não for utilizada pode ser armazenada em potes de plástico ou de vidro. Mas se você for adquirir um pote apenas para essa finalidade, dê preferência a um de vidro, que é mais viável ambientalmente.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail