Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A roupa de cama fornece uma noite de sono confortável, por isso é preciso escolher com sabedoria

A roupa de cama é uma peça fundamental para a decoração e o conforto de um lar. A roupa de cama pode ser composta por lençóis finos, lençóis de elástico, edredons, cobertores e fronhas de travesseiro. Antes de comprar uma roupa de cama, é preciso saber qual o tecido e o preenchimento adequado para o seu dia a dia.

Opções de roupa de cama

Ao escolher a melhor roupa de cama para sua casa, tenha em mente alguns pré-requisitos. Se você tem alergia, ou algum tipo de problema respiratório como a asma, é preciso evitar produtos que causem problemas à sua saúde. Quando a questão da saúde é eliminada, leve em conta o seu conforto, e escolha a roupa de cama que permitirá uma boa noite de sono. 

Por fim, seja adepto do uso de produtos sem crueldade animal. As roupas de cama naturais, incluindo travesseiros de pena de ganso, além de serem alérgenos em potencial, também são subprodutos da indústria da carne. Isso significa que, para sua produção, é preciso de um processo de violência contra animais. 

Confira a seguir as opções existentes de roupa de cama:

Alternativas naturais de roupa de cama 

Algodão 100%

A roupa de cama de algodão 100% (de preferência orgânico) é uma das melhores opções eco-friendly. Um produto totalmente vegetal, o algodão é macio, confortável e dura por bastante tempo;

Fibra de bambu

Essa é uma alternativa livre de crueldade animal para preenchimento de travesseiros. Os travesseiros de bambu são confortáveis e sustentáveis, e têm microfuros de ventilação que permitem um conforto térmico ao usuário. Além do bambu, existem travesseiros de painço e casca de trigo sarraceno que seguem a mesma premissa.

Seda

Apesar da roupa de cama de seda ter uma textura única, o seu uso não é recomendado para quem quer manter uma vida mais sustentável. Isso porque a matéria-prima da seda vem do casulo do bicho-de-seda. O processo é cercado de crueldades, e por fim, o inseto é morto e desidratado para que seu casulo possa ser desfeito. 

Quem nunca viu uma ovelha fofa e pensou como seria dormir em sua lã macia? A roupa de cama produzida a partir da lã tosquiada da ovelha não necessariamente é um produto de crueldade animal. Afinal, a ovelha precisa ser tosquiada ao menos uma vez ao ano. 

No entanto, para que ocorra uma produção em massa, as ovelhas usadas para criação da lã são geneticamente modificadas. Sua lã cresce mais rápido que o normal, e como consequência, esses animais são atacados por moscas que depositam ovos em seu pelo. Quando as larvas saem, elas corroem a pele da ovelha, que ao ser tratada pelo produtor, tem boa parte da região retirada de maneira dolorosa.  

Então, apesar da roupa de cama produzida a partir da lã ser macia e durável, o seu consumo alimenta cada vez mais a indústria de crueldade animal. 

Penas

O preenchimento de travesseiros e outras roupas de cama pode ser feito com penas de aves como o ganso e o pato. Essas opções naturais são um perigo para indivíduos que têm alergia, e estão diretamente ligadas ao agravamento em casos de asma e outras condições respiratórias.

Além disso, a roupa de cama de penas é um subproduto da indústria da carne. Sendo assim, ela também é responsável por alimentar a crueldade animal.

roupa de cama

Alternativas sintéticas de roupa de cama

Fibra oca

A roupa de cama de fibra oca leva esse nome devido ao fato dela ser feita com fibras que tem um espaço entre os nós. O espaço “oco” entre a fibra ajuda a manter a roupa de cama respirável, o que a torna um produto mais durável que outras roupas de cama de preenchimento sintético. 

Microfibra

A roupa de cama de microfibra tem fibras bem finas, que são tecidas com o intuito de serem mais fortes. Elas não tem um espaço oco e oferecem maior calor ao usuário. A roupa de cama de microfibra sintética é mais leve e fina, e pode ser usada no preenchimento de edredões e de travesseiros.

Roupa de cama sintética e roupa de cama natural 

Prós e contras da roupa de cama sintética 

Apesar de não ser um produto de crueldade animal, a roupa de cama sintética é majoritariamente produzida a partir do uso de produtos derivados do petróleo. Essa substância, além de fazer mal para a saúde humana, também é causadora de diversos danos ao meio ambiente, como a poluição do ar e dos mares.

De acordo com a Environmental Protection Agency, os preenchimentos sintéticos usados em roupa de cama emitem compostos orgânicos voláteis que podem estar ligados a problemas respiratórios. Um estudo realizado pela Medical Express, revelou que a roupa de cama sintética tem impacto significativo no agravamento de sintomas de asma. 

Outro ponto negativo da roupa de cama sintética é que ela dura menos do que a roupa de cama natural. Mesmo que seja mais maleável e de fácil limpeza. 

Prós e contras da roupa de cama natural 

Quando escolhida de maneira correta, a roupa de cama natural pode ser um bom negócio para sua saúde e para o meio ambiente. As roupas de cama que levam preenchimento de penas podem causar pioras em casos de alergia e problemas respiratórios, além de serem produtos de crueldade animal.

A roupa de cama produzida pela indústria da lã ou do bicho-de-seda, mesmo que sejam uma das mercadorias mais confortáveis, também trabalham com exploração animal. 

Tratando-SE da roupa de cama natural, as melhores opções, para o público que procura produtos hipoalergênicos e cruelty-free, são aquelas feitas de bambu, painço, casca de trigo e algodão 100%.  Além de duráveis, essas alternativas fazem bem a sua saúde e ao meio ambiente.