Chá de amora: para que serve e benefícios da folha de amora

eCycle

Chá de folha de amora proporciona benefícios, mas também efeitos colaterais. Entenda

cha de amora
Imagem: Amora a fruit por Campola está licenciada sob CC-BY-3.0

O chá de amora, normalmente feito a partir da folha de amora, é uma bebida natural rica em vitaminas e minerais. O chá é muito utilizado para tratar desconfortos e doenças como sintomas de resfriado, diabetes, problemas nos vasos sanguíneos, entre outras.

Chá de folha de amora

O chá de folha de amora é proveniente da amoreira, uma árvore indígena oriunda do continente asiático que se espalhou para outras partes do mundo, incluindo o Brasil, cuja espécie nativa é a Rubus sellowii. Existem dez espécies de amora, sendo as mais conhecidas a amora branca e a amora preta.

Os chineses cultivam amora há mais de 3.000 anos e fazem uso da amoreira para criar bichos-da-seda, fabricar papel, alimentos e usufruir de suas propriedades medicinais. Na medicina tradicional chinesa, a folha de amora também é utilizada para desintoxicar o fígado, melhorar a visão, aliviar sintomas de tosse e resfriado, curar tonturas, limpar o sangue, melhorar diarreia, tratar dor de estômago e prevenir envelhecimento precoce da pele.

Benefícios do chá de amora e para que serve

Previne e trata a diabetes

O chá de amora pode ser utilizado para prevenir e tratar a diabetes. Isso porque ele contém um composto químico, chamado 1-desoxinojirimicina (DNJ), que diminui os níveis de açúcar no sangue após as refeições ricas em carboidratos. Cientistas japoneses testaram os efeitos dessa substância presente no chá de folha de amora em ratos e concluíram que, após o consumo do extrato de amoreira - antes das refeições ricas em carboidrato - houve diminuição nos níveis de glicose no sangue.

Controlar os níveis de açúcar no sangue (glicose) é de vital importância para o tratamento da diabetes. Quando os níveis de açúcar no sangue sobem, o corpo responde produzindo mais insulina. Se a demanda por mais insulina ocorre com muita intensidade e frequência, a função pancreática de produzir insulina pode ficar comprometida. As células se tornam resistentes à insulina na tentativa de facilitar o transporte de glicose por meio das paredes celulares. O resultado é a resistência à insulina, que, sem controle, leva ao desenvolvimento de diabetes tipo 2. Ao impedir que grandes quantidades de açúcar entrem em circulação no sangue, o chá de amora ajuda a prevenir e combater a diabetes.

Melhora os níveis de colesterol

O extrato de folhas de amora pode diminuir o acúmulo de placas de gordura nas artérias, condição também conhecida como aterosclerose, diminuindo o colesterol ruim.

Cientistas que fizeram análises em cobaias de humanos e ratos concluíram que a isoquercitrina e a astragalina presentes no chá de amora são as principais substâncias responsáveis pela melhora nos níveis de colesterol, especialmente quando o consumo está associado a outros hábitos saudáveis de vida.

Possui vitaminas e minerais essenciais

A folha do chá de amora é riquíssima em vitaminas e minerais essenciais. O chá de folha de amora possui 25 vezes mais cálcio que a mesma quantidade de leite de origem animal.

Manter os níveis de cálcio saudáveis contribui para a manutenção da saúde dos ossos, previne câncer de cólon e reduz o risco de obesidade. O potássio presente na folha de amora contribui para a manutenção da saúde cerebral, prevenindo acidente vascular cerebral, controla a pressão arterial, ansiedade, estresse, distúrbios cardíacos e renais.

O chá de folha de amora também é rico em magnésio, um elemento necessário para mais de 300 reações bioquímicas no corpo. O magnésio ajuda a manter o funcionamento muscular e nervoso, ajuda a controlar o ritmo cardíaco, contribui para o sistema imunológico, mantém os ossos fortes, regula os níveis de açúcar no sangue, mantém a pressão sanguínea normal e dá suporte para o sistema metabólico e para a síntese de proteínas.

Além disso, o ferro presente no chá de amora contribui para a prevenção de deficiência de ferro e anemia.

A vitamina A melhora a imunidade, contribui para a saúde da pele e dos olhos, previne pedras nos rins, acne, câncer e atua como antioxidante.

A vitamina B1, também presente no chá de folha de amora, previne doenças cardiovasculares e do sistema nervoso. A vitamina B1 contribui para a produção de energia, manutenção da bainha de mielina e função cardíaca. A vitamina B2 encontrada no chá de folha de amora contribui para o alívio dos sintomas da asma, melhora a atividade da tireoide e do sistema imunológico.

A vitamina C, outro componente do chá de folha de amora, ajuda a tratar os sintomas do resfriado, estimula o sistema imunológico, reduz a hipertensão, diminui a toxicidade do chumbo, contribui para o tratamento da catarata e do câncer, combate o derrame, mantém a elasticidade da pele e melhora feridas.

Chá de folha de amora emagrece?

O chá de amora inibe naturalmente a absorção de carboidratos. A 1-desoxinojirimicina presente na folha de amora inibe uma enzima no trato intestinal (alfa-glicosidase) envolvida na digestão de carboidratos. Isso significa que os alimentos ricos em carboidratos e amido, como pão, arroz, macarrão e batatas, não se transformam em glicose no corpo.

Chá de amora para menopausa

O chá da folha de amora também é utilizado para aliviar sintomas da menopausa e da cefaleia e irritação que ocorrem no período pré-menstrual. Isso se deve à presença de flavonoides, especialmente as isoflavonas.

Efeitos colaterais

Para quem possui problemas como hipoglicemia (nível de açúcar baixo no sangue), tomar muito chá de amora talvez não seja uma boa ideia, tendo em vista que a folha da amora possui a propriedade de reduzir ainda mais o nível de açúcar sanguíneo.

Pessoas que tomam medicamentos para controlar a diabetes são aconselhadas a evitar beber chá de amora, pois ele pode interagir com a medicação e causar hipoglicemia. Caso você queira combinar os efeitos do remédio com os efeitos do chá de amora, sua médica ou médico pode reduzir a quantidade de medicação para diabetes.

Quando as amoreiras foram plantadas em grande número no Paquistão na década de 1960, cientistas que investigaram um pico de reações alérgicas descobriram que as árvores produziam até 40.000 grãos de pólen por metro cúbico de ar. A quantidade de 1.500 grãos de pólen por metro cúbico é considerada prejudicial. A seiva também é um agente alérgeno; e o contato com folhas ou caules pode levar à irritação na pele. Se você consumir produtos de amoreira e desenvolver urticária, pulsação acelerada, inchaço, dificuldade para respirar ou outros sintomas agudos, interrompa o uso e entre em contato com uma médica ou médico imediatamente.

Como escolher o chá de amora

Para fazer chá de amora, você pode colher as folhas da amoreira mais próxima de sua casa (desde que não esteja plantada em terreno contaminado). Se optar por comprar, dê preferência aos orgânicos. Entenda o porquê nas matérias: "Agricultura urbana orgânica: entenda por que é uma boa ideia" e "Saiba o que é a agricultura orgânica, seus benefícios".

Como preparar o chá de amora

Coloque duas colheres de chá de folha de amora em infusão em 250 ml de água (equivale a um copo americano de água). Deixe por dez minutos e, pronto, pode consumir.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail