Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Beba água de maneira correta e evite desidratação ou doenças causadas pela alta ingestão

Beba água constantemente durante o dia para manter o seu corpo saudável e pronto para seguir com a rotina, pois a desidratação é um problema sério para a saúde. O corpo humano é composto de 60% de água, enquanto o sangue 90%, por isso ela é extremamente importante para a manutenção do organismo. 

Além da água ser grande parte do corpo humano, ela também está presente em diversas funções importantes para o seu funcionamento. A eliminação de resíduos corporais, a regulação da temperatura e o desempenho do cérebro são apenas algumas das atividades que a água desenvolve no organismo. Por isso a recomendação para que você beba água é sempre reforçada. 

Uma motivação para que você beba água é o fato de que ela é necessária para manter as células vivas. Como o sangue é composto por 90% de água, e ele é responsável por levar oxigênio para as células, sem a quantidade necessária desse líquido essa função não seria exercida. Ou seja, as células não recebem oxigênio e por fim acabam morrendo e fazendo com que o corpo pare de funcionar.

Funções que a água exerce no corpo 

Protege os tecidos, medula espinhal e juntas

Assim como o resto do corpo, as juntas, medula espinhal e os tecidos são feitos majoritariamente de água. Por isso, seu consumo auxilia na lubrificação e proteção dessas áreas. Desta forma, uma pessoa que está praticando esportes ou qualquer atividade que envolva movimento do corpo, consegue ter menos dores e se mobilizar melhor. 

Também é importante que você beba água quando quer evitar ou melhorar os sintomas de artrite. Isso porque a desidratação causa envelhecimento precoce, o que pode colaborar para o desenvolvimento de artrite ou a piora das dores da doença. 

Previne constipação

Manter seu corpo hidratado com água também é bom para prevenir a constipação. Consumir água ajuda na lubrificação das paredes intestinais e na movimentação do bolo fecal. Desta forma, você evita a constipação e formação de gases.

Se você está sofrendo com constipação, beba água. O consumo de magnésio, fibra e água gaseificada pode ser eficiente na melhora dos sintomas. Estudos já provaram que a água com gás pode ser uma ótima aliada para lidar com prisão de ventre.

Pode auxiliar na perda de peso

Caso você beba água enquanto se alimenta, isso pode acabar auxiliando a perda de peso, pois aumenta a sensação de saciedade. Um estudo de 12 semanas separou em grupos pessoas que bebiam 500 ml de água depois de uma refeição, e aquelas que não o faziam. Ao final da pesquisa, o grupo que bebeu depois de comer perdeu 2 kg a mais do que os que não fizeram isso.

Os envolvidos no estudo equilibraram o consumo de água com uma dieta apropriada para os seus quadros de saúde. Todos os participantes eram homens de meia idade, com quadros de sobrepeso ou obesidade. 

Sem cuidado ou uma dieta apropriada, a ingestão do líquido também pode engordar. Isso devido a distensão, causada pela água, na parede do estômago. Esse acontecimento cria um falso sentimento de saciedade, que pode fazer com que a pessoa tenha fome em momentos imprevistos. 

Ingerir água enquanto se alimenta é menos calórico do que saciar a sede com qualquer outro tipo de líquido, como refrigerantes, chás ou sucos. 

Uma pesquisa, da University of Nottingham, concluiu que ao substituir o refrigerante diet por água durante as refeições, os pacientes apresentaram um quadro maior de perda de peso. Os grupos estudados na pesquisa também tiveram uma menor sensibilidade à insulina.

Regula a temperatura corporal

O corpo costuma perder água através do suor, principalmente quando se está em um lugar com altas temperaturas. A função do suor é manter o corpo hidratado e na temperatura normal. Caso essa água não seja reposta, a temperatura do corpo pode subir devido à perda de electrólitos e plasma.

Para evitar  desidratação e problemas como desmaios e pressão baixa, é importante que você beba água.

Produz saliva

A saliva tem como componente principal a água, assim como muitas coisas do corpo humano. Além disso, ela também é formada por eletrólitos, muco e enzimas. A saliva ajuda na quebra do alimento e também na saúde bucal. O corpo humano produz saliva conforme ele consome água. Beba água para evitar uma boca seca.

Algumas doenças, e o avanço na idade, podem fazer com que a quantidade de saliva diminua, por isso é importante visitar um médico nesta situação. 

O que não fazer ao beber água 

Beber água enquanto se alimenta

Segundo o guia “Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição”, da Universidade Federal de Minas Gerais, a ingestão de grande quantidade de líquidos durante uma refeição pode ser prejudicial. Isso em decorrência da dilatação do estômago e da diluição do suco gástrico.

A diluição do suco gástrico, caso se beba água durante a refeição, atrapalha a ação de enzimas e dos sais utilizados para triturar os alimentos. A dilatação do estômago pode causar gases, queimação e azia. 

O ideal é não consumir nenhuma bebida durante a refeição, mas caso isso não seja possível, o recomendado é o consumo de água. Pois outras bebidas podem contribuir para o aumento da densidade energética da refeição. É possível, e recomendado, que se beba água 20 ou 30 minutos antes ou depois de se alimentar. 

Beber água demais e rápido 

Apesar de ser essencial que se beba água, alguns cuidados devem ser tomados. Um deles é evitar excesso de água no corpo, ou seja, que se beba mais do que o esperado. Como foi dito anteriormente, o corpo é composto por 60% água, sendo que 90% do sangue também é formado pelo líquido. 

O corpo funciona como uma máquina que sabe exatamente o quanto de água distribui para seus tecidos, células e músculos. Então, caso ocorra uma situação onde o indivíduo consome mais água que o esperado, ele irá responder excretando o excesso.

Quando uma pessoa precisa ir ao banheiro com frequência, devido à grande quantidade de água, ela está perdendo sais. Afinal, como o organismo excreta esse líquido mais rápido, os níveis de absorção dos órgãos diminui, e os rins expelem o excesso que acaba levando os sais junto.

Outro efeito nocivo de beber muita água é a hiponatremia, conhecida como “intoxicação por água”. A condição faz com que os níveis de sódio no sangue fiquem muito baixos, o que pode gerar inchaço no cérebro, convulsões e coma. 

No caso de consumo normal, sem exageros, seria preciso uma quantidade gigantesca de água para causar hiponatremia. Mas quando se pratica esportes como corrida, de maneira profissional, é perigoso desenvolver a intoxicação por beber água muito rápido e em grande quantidade. Assim, é preciso que se beba água com cuidado.

Beber água gelada 

Beber água gelada é motivo de debate. Alguns estudos comprovam que o consumo de água gelada durante um período de gripe pode ser nocivo. Isso porque a substância fria acaba gerando mais muco na área nasal, o tornando mais grosso e difícil de passar pelas vias respiratórias

Algumas doenças também podem ser agravadas caso você beba água gelada. Um exemplo é a dor da acalasia, uma doença que diminui a capacidade da comida passar pelo esôfago. Caso se beba água gelada junto da comida, os sintomas podem piorar.  

No entanto, beber água fria não é totalmente nocivo. Estudos já provaram que beber o líquido durante a prática de exercícios pode impedir que o corpo superaqueça, tornando a atividade mais fácil de realizar. A água gelada também é uma boa opção para auxiliar na digestão, já que o corpo terá que manter sua temperatura natural, fazendo com que calorias sejam perdidas.

Acordar e não se hidratar

Levantar pela manhã e escolher beber café antes da água pode não ser a melhor opção. Afinal, o corpo acaba desidratando durante a noite, já que enquanto você dorme não consome o líquido. Desta forma, a melhor opção é se hidratar com água primeiro, e então partir para a xícara de café. 

Porém, mesmo que se beba água, é necessário entender que o café também pode atender a demanda de líquidos. Já que ele é um fluído, e apesar de a cafeína desidratar, pequenas quantidades de café podem ajudar na hidratação.

Não beber água ao ter dor de cabeça

Dor de cabeça é um dos sintomas de uma pessoa desidratada. Além disso, a falta de água pode causar ataques de enxaqueca em quem já sofre com ela constantemente. Um estudo de 2012 sugere que indivíduos que sofrem com essa condição devem aumentar a quantidade de líquido no organismo. Beba água em quantidade significativa ao apresentar os sintomas.

Beber de garrafas de plástico descartáveis 

Ao se hidratar com garrafas de plástico descartáveis você gera mais lixo. O material demora centenas de anos para se decompor na natureza, e quanto mais plástico descartado mais poluição no mundo. Porém, esse não é o único motivo para parar de consumir esses produtos. 

As garrafas desse material possuem o componente químico chamado bisfenol. Apesar de algumas instituições de saúde afirmarem que em pequenas quantidades, essa substância não apresenta riscos. Ela também tem efeitos negativos na saúde como risco de doenças cerebrais e aumento na pressão do sangue. Beba água com consciência.

Quanto é preciso beber?

Durante muito tempo se acreditou que era necessário beber cerca de dois litros de água por dia. Porém esse número é apenas uma estimativa feita por profissionais da área da saúde. A universidade de medicina de Harvard, nos Estados Unidos, afirma que é preciso beber de 2 a 3 copos de água a cada hora. Esse número pode aumentar caso a pessoa esteja suando demais. 

No entanto, a recomendação de consumo do líquido muda de instituição para instituição. É ideal saber que a quantidade necessária de água depende muito de pessoa para pessoa. Por isso, converse com seu nutricionista sobre a melhor quantidade para o seu perfil. E também beba água utilizando sua sede como guia.