Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Pilates é um conjunto de exercícios corporais que tem como princípio a busca do equilíbrio entre mente e corpo

Pilates é um exercício corporal comumente trabalhado individualmente com foco na respiração e nos músculos. Alguns profissionais da área da saúde acreditam que o pilates funciona como uma forma de terapia. A atividade conta com uma grande possibilidade de utilização de equipamentos e mais de 600 variações de exercícios especializados. 

O pilates pode ser uma boa opção para as pessoas que estão tentando iniciar uma vida ativa de exercícios físicos. Com ações mais leves, ele ajuda no fortalecimento da musculatura, na flexibilidade do corpo, na postura e equilíbrio. As articulações também são áreas que recebem atenção em uma rotina de pilates.

Essa atividade física surgiu com o alemão Joseph Pilates. O boxeador profissional estava em constante busca pelo equilíbrio perfeito da mente e do corpo, porém se encontrava cada vez mais sedentário devido a sua vida no trabalho. Apesar do falecimento aos 80 anos, em 1967, Pilates dedicou sua vida no aprimoramento do sistema de exercícios que criou. 

No pilates, os exercícios realizados utilizam o peso do corpo com um ponto essencial em sua execução. As aulas de pilates precisam ser supervisionadas por um profissional da área, e podem ser realizadas de maneira individual ou até mesmo em pequenos grupos de pessoas. 

Quais os benefícios? 

Foca no corpo como um todo

Os exercícios de pilates trabalham o corpo como um todo. Eles focam na parte inferior, superior e na força corporal, assim como na flexibilidade e na postura. Alguns atletas acreditam que o pilates é a base de qualquer um de seus movimentos. Além disso, ele é bastante praticado como forma de reabilitação, seja física ou psicológica.

Formação de  músculos fortes

A prática rotineira do pilates auxilia na formação de músculos fortes e longos. Isso acontece devido a um tipo de contração muscular chamado contração excêntrica, que acontece quando o músculo se alonga sob tensão. Uma pesquisa realizada em 2015, descobriu que um grupo de mulheres na pós-menopausa conseguiu fortalecer efetivamente a parte superior do corpo com o treino de pilates.

Nas atividades realizadas no pilates, é preciso que o corpo constantemente resista à gravidade e que ele se mova de maneira controlada. 

Ajuda na flexibilidade

É preciso ter em mente que o pilates tem como objetivo uma melhora na articulação dos músculos e do movimento das juntas. Um corpo com maior flexibilidade e alcance é essencial para uma qualidade de vida superior e mais proveitosa. 

Auxilia no aumento de energia

Quando um indivíduo pratica exercícios de pilates ele mantém a respiração e o sangue circulando pelo corpo. Além disso, ele também estimula a espinha e os músculos e gera bem estar corporal. Isso faz com que a pessoa passe a ter mais energia em sua rotina diária. 

Faz ligação entre o corpo e a mente

Ao criar o exercício, Joseph Pilates, tinha uma meta principal. Ele desejava encontrar uma forma de se exercitar e manter um melhor equilíbrio entre seu corpo e mente. Por isso, o pilates tem seis chaves principais que são: centralização, concentração, controle, precisão, respiração, e fluxo.

Quando os exercícios são realizados com uma total atenção ao corpo e a mente, eles se unem como uma dupla.

Diminui dor na coluna

É possível atingir profundamente os músculos abdominais e o assoalho pélvico. Desta maneira contraindo e relaxando essas áreas, que são essenciais para o suporte de órgãos e a proteção e estabilização de coluna. Assim, ao praticar esses exercícios se pode diminuir as dores na região. 

Diminui o estresse

O foco nos exercícios e o uso da respiração constante na prática de pilates ajuda a regular o sistema nervoso. Segundo um estudo realizado em 2019, um treino de oito semanas de pilates foi capaz de diminuir o cortisol e ajudar no controle do nível de estresse de 22 mulheres sedentárias .

Ajuda a lidar com dores menstruais

Uma outra pesquisa, feita em 2019, mostrou que mulheres diagnosticadas com dismenorreia – condição que causa fortes dores menstruais –  conseguiram ter alívio significativo em seu quadro depois de treinarem pilates

Como começar a fazer pilates?

Antes de iniciar a prática dos exercícios de pilates, é preciso visitar um médico, em caso de doença pré-existente, que pode ser afetada pela atividade. Caso haja permissão, basta começar sua busca por academias e estúdios que oferecem aulas individuais ou em grupos.

Se você prefere ficar em casa, é possível baixar aplicativos, entrar em sites especializados ou até mesmo contratar um professor particular de pilates para ir até sua casa. É possível adaptar a prática para diversos tipos de cenário e idades. 

Ajuda na perda de peso?

Apesar de oferecer uma certa perda de peso, pilates não é tão efetivo quanto exercícios como corrida, natação ou ciclismo. Um estudo feito em 2017 revelou que foi possível conseguir perda de peso em um grupo de mulheres acima do peso ou obesas, com idades de 30 a 50 anos.

No entanto, em outros estudos, não foi possível encontrar nenhum sinal de perda de peso na prática constante de pilates. Enquanto a ciência continua em um impasse em relação a isso, é possível fazer a prática de pilates em combinação com outros métodos. Como adotar uma dieta mais saudável, ou realizar atividades como corridas ou caminhadas. Para assim, ter um resultado quando se trata de emagrecimento.

Qualidade de vida para pessoas idosas

O treino de pessoas idosas ainda é algo que deve contar com acompanhamento e orientação médica. Porém, algumas pesquisas já comprovaram que a prática constante de pilates por pessoas da terceira idade resulta em melhoria na qualidade de vida e na saúde desses indivíduos. 

Foi possível comprovar, de acordo com estudo da Journal Back Musculoskelet Rehabil, que o pilates teve efeito positivo em mulheres na pós menopausa que sofrem com osteoporose. Assim, criando uma resistência e maior densidade dos ossos dessas pessoas. O que é extremamente importante para idosos, já que com a idade os ossos vão enfraquecendo. 

Além disso, também foi comprovado que as transições cautelosas e bem pensadas do pilates são ideais para gerar força e suporte. Dessa forma,  contribuem com o melhor movimento das juntas de pessoas idosas, além de ajudar no equilíbrio,evitando um crescimento no risco de quedas e lesões no dia a dia.