Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Os benefícios de pedalar incluem a saúde do coração e a reversão do envelhecimento acelerado

Pedalar é um exercício aeróbico de baixo impacto que é feito com o auxílio de uma bicicleta, seja como modo de transporte ou uma atividade casual. Andar de bicicleta é uma atividade que pode ser aproveitada por todas as idades, e além de contar com benefícios à saúde, também conta com poucos impactos no meio ambiente. 

O ato de pedalar também é um modo fácil de se manter ativo, combatendo o sedentarismo, principalmente quando usado como modo de transporte. Substituir o carro por uma bicicleta, por exemplo, pode ser um jeito fácil de manter a saúde em dia. 

Porém, por quanto tempo pedalar é o suficiente? De acordo com a Organização Mundial de Saúde, um adulto de 18 a 64 anos precisa fazer de 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada ou de 75 a 150 de intensidade vigorosa por semana. Isso equivale a cerca de 30 minutos por dia, cinco ou sete dias por semana. 

Benefícios 

Por ser um exercício físico, pedalar conta com todos os benefícios básicos que se manter ativo conseguem manifestar, incluindo a possível perda de peso e o aumento do nível de condicionamento físico. Porém, ele também conta com benefícios específicos para o seu tipo de atividade. 

Facilidade

Diferentemente de muitos outros exercícios físicos, pedalar pode ser fácil. As bicicletas ergométricas, por exemplo, podem ser uma alternativa para aquelas pessoas que não se sentem confortáveis em uma bicicleta convencional, ou que não possuem o equilíbrio necessário para o ciclismo.  

Para pessoas que também não estão acostumadas a fazer exercícios, ou iniciantes, pedalar pode vir a ser uma introdução à atividade física — é só começar em uma intensidade baixa e aumentá-la gradualmente. 

Força muscular

Por usar todos os principais grupos musculares, pedalar é ótimo para aumentar a força muscular, principalmente das pernas. Empurrar os pedais com os pés contra o atrito ajuda a fortalecer os músculos dos glúteos, quadríceps, panturrilhas e os isquiotibiais. 

Um estudo realizado na Universidade McMaster comprovou os efeitos do ciclismo na melhora da mobilidade de pacientes com distrofia miotônica. A distrofia miotônica é uma condição genética que afeta a musculatura e causa degeneração muscular. De acordo com a pesquisa, pedalar por 35 minutos, três vezes por semana por 12 semanas apresentou uma melhora de 32% na condição física de pacientes com a condição. 

Saúde cardiovascular 

Uma pesquisa de 2017 afirma que pedalar pode oferecer benefícios para a saúde cardiovascular. Foi comprovado que pessoas que pedalam para o trabalho apresentam 46% menos chances de desenvolver doenças cardiovasculares, além de ter 52% menos chances de morrer por essas condições. 

Em conjunto com isso, a atividade ajuda a diminuir níveis de colesterol ruim do sangue, que instantâneamente diminuem os riscos para derrames e ataques cardíacos. 

Saúde pulmonar 

O ciclismo (ato de pedalar), também ajuda a melhorar a saúde cardiorrespiratória, fortalecendo os pulmões. Esse tipo de exercício é benéfico tanto para pessoas que já apresentam condições pulmonares quanto para indivíduos saudáveis. 

Saúde mental 

O exercício físico é comprovadamente eficaz na melhora do humor e no alívio dos sintomas de depressão, ansiedade e estresse. Segundo estudos, isso acontece porque os exercícios produzem alterações nas partes do cérebro que regulam a sensação de prazer e o humor. Portanto, o ciclismo também contribui para essa melhora. 

Além disso, pedalar ao ar livre e a concentração na estrada pode melhorar o funcionamento cognitivo em adultos.

Câncer

Além de ser benéfico para pacientes se recuperando do tratamento do câncer, pesquisas também indicam que pedalar pode reduzir as chances de desenvolvimento de alguns tipos da doença — como o câncer de mama e o câncer de intestino.

Cuidados 

Embora seja extremamente benéfico para a saúde em geral, existem alguns riscos para a prática do ciclismo. Muitos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas podem ser fatais, portanto, é necessário ter cuidado, seguir as regras de trânsito e utilizar o equipamento necessário para se proteger, como capacetes, joelheiras e cotoveleiras. Ao pedalar a noite, instale luzes e adesivos refletivos na sua bicicleta para que ela consiga ser vista pelos carros e outros ciclistas. 

De dia, por conta do Sol, escolha roupas mais leves que podem ser trocadas e invista em um protetor solar potente para evitar os danos causados pelos raios ultravioleta.

Para se proteger da poluição do ar, opte por vias menos congestionadas e evite sair durante a hora do rush