Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Vertente das terapias complementares, naturopatia busca cura natural para o ser humano

A naturopatia é um tipo de medicina tradicional que busca a cura do corpo por meio do uso de medicamentos naturais. Ela é reconhecida como um tipo de terapia complementar, e pode ser adotada no tratamento e na prevenção de diversas doenças.

Um dos primeiros registros da naturopatia surgiu em meados do século XI na Europa, mais precisamente na Alemanha. Depois de ser trazida desta região para as américas, a naturopatia começou a ser combinada com os mais diversos tipos de tratamentos tradicionais e alguns aspectos da medicina moderna. 

Para a naturopatia, é preciso cuidar do corpo humano preocupando-se com todo o seu organismo. Isso significa que seus praticantes buscam a cura para todas as partes que formam o ser humano, desde a mente até a alma. 

Além disso, a naturopatia foca em curar a doença em sua raiz, e não em eliminar apenas os sintomas. Ao visitar um médico que trabalha com a naturopatia, você irá notar que ele fará muitas perguntas a respeito de seus hábitos de saúde, sua rotina e seus níveis de estresse.

Desta forma, o profissional pode ter uma visão geral sobre seu quadro de saúde para que assim consiga encaminhá-lo ao tratamento correto.

Princípios da naturopatia 

Autocura: identificar e remover todos os obstáculos no caminho do tratamento, permitindo a cura natural;

Sintomas subjacentes: em vez de parar os sintomas, o profissional de naturopatia vai ajudar a sobrepor os problemas de saúde através do tratamento do corpo, da mente e da alma;

Tratamento sem riscos: os planos de cuidado médico não devem conter riscos ou efeitos colaterais;

Tratamento holístico: o profissional médico deve reconhecer a individualidade de seu paciente antes de tratá-lo;

Educação: todo médico da naturopatia deve ensinar cuidados pessoais para que seus pacientes saibam se cuidar;

Prevenção: guiar os pacientes para que eles removam substâncias tóxicas de sua vida, com intuito de prevenir problemas futuros. 

Naturopatia e suas funções

Profissionais de saúde que adotam a naturopatia em suas práticas costumam passar diferentes tratamentos para seus pacientes, alguns deles são:

  • Mudança de dieta e estilo de vida
  • Redução de estresse
  • Uso de suplementos de ervas
  • Homeopatia
  • Terapias manipulativas 
  • Terapia com atividades físicas
  • Desintoxicação guiada por praticantes da naturopatia
  • Aconselhamento e psicoterapia

Profissionais da naturopatia 

Médicos da naturopatia: esses profissionais costumam fazer uma especialização em naturopatia, no ensino superior. Ou seja, para ser um médico desta área é preciso ter pelo menos um certificado que comprove o estudo da naturopatia. Durante sua formação, esses médicos também aprendem sobre psicologia, nutrição e terapias complementares como medicina herbácea e homeopatia. 

Naturopatas tradicionais: pessoas que não atendem nenhuma instituição de ensino superior para aprender sobre a prática da naturopatia. Elas costumam aprender com mestres do assunto ou lendo a respeito, o nível de educação dessas pessoas é bem variado.

Profissionais de saúde: alguns médicos, dentistas, profissionais da osteopatia, quiropratas e enfermeiros treinam a naturopatia. Esses profissionais usam a naturopatia para complementar os seus conhecimentos.

Benefícios da naturopatia 

Assim como outras áreas da medicina tradicional, como qigong e o reiki, não existem muitos estudos a respeito dos benefícios da naturopatia. Grande parte dos estudos voltados para essa área  não possui informações o suficiente para serem levados em consideração.

No entanto, existem evidências informais de que a naturopatia seria eficiente no tratamento de condições como:

Cuidados da naturopatia 

Existem profissionais que usam da naturopatia em sua abordagem que podem ser encontrados em clínicas particulares ou até mesmo no SUS – Sistema Único de Saúde. 

Antes de começar seu processo de cura com a naturopatia é preciso ter em mente que ela é uma terapia complementar. Ou seja, não pode ser praticada de forma que ela seja a única fonte de tratamento de uma condição. 

Certifique-se de sempre notificar seu profissional de saúde sobre qualquer terapia naturopática que esteja realizando. Afinal, o uso de algumas ervas na medicina tradicional pode gerar efeitos colaterais quando combinado com medicamentos da medicina moderna.