Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda mais sobre a carcinogênese, o que é e suas características

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

A carcinogênese é o processo em que células saudáveis “se transformam” em células cancerígenas — ou seja, o desenvolvimento do câncer. Por sua etimologia, a palavra significa “o começo do câncer”. 

Câncer é um conjunto de doenças caracterizadas pelo crescimento desordenado das células. Diferentemente do ciclo de células saudáveis, que crescem, se multiplicam e morrem de forma natural e controlada, as células cancerígenas se multiplicam descontroladamente. 

O crescimento das células é ditado pelos proto-oncogenes e interrompido com auxílio dos genes supressores de tumor. Quando alguns desses genes são danificados, as células continuam crescendo. 

Do mesmo jeito, os hormônios também modulam a proliferação das células, porém, agentes externos como os químicos podem alterar os fatores de crescimento, fazendo com que a proliferação fique descontrolada. 

Causas

Por ser o início do câncer, as causas da carcinogênese são as mesmas que as da condição: alterações (ou mutações) genéticas que alteram os fatores de crescimento das células ou falha no reparo do DNA.

Em certas circunstâncias, o DNA é danificado e não consegue se reparar com sucesso, o que gera a mutação genética. 

As alterações genéticas podem ser divididas em duas: congênitas e não congênitas. 

  • Mutações congênitas: você pode nascer com uma mutação genética que herdou de seus pais. Esse tipo de mutação é responsável por uma pequena porcentagem de cânceres;
  • Mutações não congênitas: a maioria dos casos de mutações genéticas ocorre depois do nascimento e não são herdadas. Um certo número de fatores pode causar mutações genéticas, como tabagismo, radiação, exposição a vírus, produtos químicos causadores de câncer (carcinógenos), obesidade, hormônios, inflamação crônica e falta de exercício físico.

Portanto, a carcinogênese é quando um grupo de células danificadas não recebem informações o suficiente para impedir sua proliferação. Esse processo pode durar anos; até o câncer ser descoberto.  

Possível solução

Uma pesquisa publicada no Journal of Cell Biology abriu portas para um entendimento maior da carcinogênese. No estudo, cientistas descobriram uma possível causa para a proliferação espontânea de células. 

O fator de crescimento transformador beta (TGF-B) é uma proteína que controla a proliferação e outras funções celulares. Essa proteína se liga a receptores nas superfícies das células, que ativam uma proteína chamada SMAD3, que então forma o complexo SMAD4. As proteínas SMAD “controlam quais genes são ativados e traduzidos em proteínas e outros produtos gênicos”.

Cientistas descobriram, então, que os genes supressores de tumor podem intervir nesse processo, danificando as proteínas SMAD3 e impossibilitando a formação do complexo SMAD4. 

A descoberta pode ser um fator para o desenvolvimento de medicamentos que combatem o câncer. Assim, um processo seria desenvolvido para regular a atividade dos genes supressores de tumor, influenciando o processo feito pelo TGF-B.