Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Variedades como hortelã, manjericão, cebolinha e orégano são populares e fáceis de serem cultivadas no seu jardim de ervas

Um jardim de ervas é uma alternativa saudável, econômica e até terapêutica para manter o uso sadio de plantas como manjericão, cebolinha, salsa, erva-cidreira e outras variedades.

Além de trazer praticidade sem ter que ir ao mercado para comprar, as ervas cultivadas por você mesmo são mais saudáveis, uma vez que você foge do consumo de substâncias danosas como agrotóxicos e fertilizantes utilizados na comercialização desses alimentos.

E não é preciso muito espaço, ter um bom vaso e bastante cuidado já ajuda na construção do seu jardim de ervas!

Escolha o local e as variedades

Primeiramente, reserve um espaço mínimo em seu jardim. Algumas ervas podem dividir espaço até mesmo em um vaso. Para isso, é preciso conhecer as especificações de cada uma. Algumas preferem o solo mais úmido, enquanto outras, mais seco.

Conhecendo as preferências de cada uma, sabe-se quais delas podem dividir espaço no mesmo vaso sendo alimentadas com água e luz solar na quantidade adequada.

Faça também uma lista das variedades que você mais usa na cozinha para determinar quais serão plantadas. E considere a finalidade de cada uma delas.

As mais populares e que crescem com facilidade são: hortelã, manjericão, cebolinha, coentro, orégano, salsa, erva-doce e sálvia. Para os apreciadores de chás, camomila e erva-cidreira são boas opções.

Ao plantar hortelã, mantenha um cuidado especial porque ela tende a ser uma planta agressiva e, se tiver chance, suas raízes alcançarão as de outras plantas, roubando espaço e nutrientes. Sendo assim, o ideal é deixá-la mais afastada em seu jardim de ervas.

Sementes ou mudas

Jardim de ervas
Imagem de Bonnie Kittle no Unsplash

Existem duas maneiras de você começar seu jardim de ervas: pelas sementes ou pelas mudas. Se você escolheu coentro, por exemplo, o mais recomendável é plantar as sementes diretamente no solo. Mas antes esmagá-las delicadamente para acelerar o processo.

Sementes de outras ervas como o alecrim podem demorar muito mais tempo para germinar. O ideal, então, é providenciar algumas mudas.

Em todo o caso, você pode usar solo rico em compostos orgânicos garantindo o crescimento saudável das ervas.

Para te ajudar na escolha das plantas do seu jardim de ervas, a seguir estão algumas dicas mais específicas sobre os cuidados que se deve ter com cada uma:

Hortelã

A hortelã prefere solo fértil e bem drenado. As raízes precisam ficar úmidas, mas nunca encharcadas. Ao continuar cortando a planta, você estimula o crescimento de novas folhas e pode obter o melhor sabor.

Além de ser uma das excelentes ervas aromáticas, o chá de hortelã proporciona benefícios comprovados.

Manjericão

O manjericão, diferente de grande parte das ervas, não aceita bem o solo úmido. Portanto, regue moderadamente e proteja-o do sol direto. Você pode cultivá-lo em vasos com outras plantas, mas caso seja muito grande, o ideal é que fique sozinho.

Cebolinha

Para a cebolinha, o solo precisa ser úmido e a erva deve receber sol ou ao menos sombra parcial. Com o clima mais quente, é importante mantê-la bem regada.

Coentro

Para o coentro, é importante manter o solo bem drenado e deixar que a erva receba bastante sol. Vale dizer que as mudas jovens podem ser comidas por lesmas, por isso, lembre-se de protegê-las.

Orégano

O orégano deve ser cultivado em local aberto e ensolarado e ser regado com moderação. Uma boa recomendação é cortar a planta completamente de vez em quando para estimular um novo fluxo de folhagem.

Essa erva costuma atrair abelhas e borboletas, sendo uma boa companhia para outras plantas.

Salsa

A salsa precisa de sol ou sombra parcial e solo úmido, sendo ideal regar todos os dias. É uma planta tratada como anual, por isso, é necessário semear sementes frescas a cada ano.

Alecrim

alecrim é outra erva que deve ser mantida com o solo bem drenado e em pleno sol.

Sálvia

A sálvia lida bem com o sol o dia todo e sofre em solos úmidos. O ideal é colocar um pouco de areia ao plantar para que a água escoe.

Um de seus pontos fortes é que o calor libera óleos essenciais em suas folhas, despertando sua capacidade aromática.

Tomilho

O tomilho precisa de bastante sol, um solo bem drenado e de proteção contra ventos fortes e frios. Para seu cultivo, a melhor opção são as mudas. Depois de crescer, ele prospera em condições quase de seca, por isso, não é preciso muita rega.

Ervas como lavanda, alecrim e tomilho crescem melhor em vasos. Elas precisam de solo leve, diferente do jardim de ervas. Considere, assim, plantá-las em vasos que podem ser posicionados ao lado do jardim.

Se você for plantar ervas de baixo crescimento, como erva-doce ou cominho, fique atento às pragas. As ervas de baixa estatura podem ser atacadas por pulgões e ferrugem.