Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Pedra hume pode ser utilizada para reduzir a transpiração e estancar sangramentos

Pedra hume é o nome popular dado ao alúmen de potássio. Com ação adstringente, antibacteriana, antisséptica, cicatrizante e hemostática, ela pode ser utilizada para estancar sangramentos de feridas superficiais, fechar poros dilatados, secar espinhas e dar um aspecto mais saudável e menos irritado à pele.

Vale ressaltar que o processo de extração de alúmen de potássio envolve mineração e pode estar associado a alguns impactos ambientais, como remoção da vegetação e poluição dos corpos hídricos.

O que é alúmen de potássio?

O alúmen de potássio é um sulfato duplo de alumínio e potássio que possui diversas propriedades e aplicações. Extraído de um mineral chamado alunita, ele possui ação adstringente, antibacteriana, antisséptica e cicatrizante, sendo comumente utilizado nas áreas de saúde e beleza. O alúmen de potássio pode ser adquirido em formato de pedra, sal, spray ou pó em lojas de produtos naturais, feiras livres e alguns supermercados.

Formas de utilizar a pedra hume

A pedra hume pode ser utilizada para diversas finalidades, como:

Reduzir a transpiração

A pedra hume é muito utilizada para reduzir a transpiração, porque contrai os poros da pele, regulando a quantidade de suor liberada durante o dia. Além disso, ela deixa uma camada fina e transparente sobre a pele que elimina bactérias da região, diminuindo o cheiro de suor. Por isso, a pedra hume é considerada uma alternativa natural aos desodorantes convencionais.

Os desodorantes são produtos utilizados nas axilas do corpo humano para ocultar os odores desagradáveis produzidos pelo organismo e liberados pela transpiração. Mas o que muitas pessoas não sabem é que a transpiração não tem cheiro: o odor desagradável é resultado da decomposição das moléculas de suor e restos celulares pelas bactérias presentes na pele, produzindo ácidos carboxílicos. Um aspecto característico desses compostos é que eles apresentam forte odor.

No entanto, pesquisas mostram que alguns compostos utilizados na produção de desodorantes causam danos à saúde. Triclosan, propilenoglicol, parabenos, fragrância e alumínio são as principais substâncias que compõem os desodorantes convencionais. Esses compostos são conhecidos por induzir a resistência bacteriana, retardar o funcionamento dos músculos do corpo humano, atuar como desregulador endócrino e causar câncer de mama, problemas hormonais e doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer.

Dessa maneira, utilizar uma substância natural para substituir os desodorantes convencionais, como a pedra hume, pode ser uma alternativa para evitar possíveis danos à saúde.

Como usar: umedeça a pedra hume e aplique-a na região em que deseja reduzir a transpiração. Ela pode ser utilizada para diminuir o suor em qualquer parte do corpo, especialmente nas axilas, pés e costas.

Vale ressaltar que a pedra hume não deixa nenhuma coloração na roupa. O que amarela a roupa são determinadas substâncias. Um bom exemplo é que, mesmo que transpiremos muito nos pés, as meias não amarelam. Portanto, para evitar que suas roupas fiquem amareladas, o ideal é usar desodorantes naturais.

Cicatrizar feridas

A pedra hume pode ser utilizada depois da manicure ou após barbear para estancar o sangramento de feridas e auxiliar na sua cicatrização. Isso acontece porque ela ajuda na contração da pele, impedindo a saída de sangue, além de oferecer uma eficaz ação cicatrizante.

Como usar: umedeça a pedra hume e aplique-a diretamente nas feridas.

Diminuir espinhas

Em decorrência de suas propriedades antissépticas, a pedra hume elimina bactérias da pele, propiciando uma limpeza adequada. Além disso, ela fecha os poros dilatados, dificultando o surgimento de novas espinhas.

Como usar: umedeça a pedra hume e aplique-a em todo o rosto, fazendo movimentos circulares.

Impactos da mineração

De maneira geral, a mineração está associada a diversos impactos ambientais, como remoção da vegetação, poluição dos corpos hídricos, contaminação dos solos, evasão forçada de animais silvestres e poluição sonora. No entanto, ainda não existem cálculos ambientais sobre a relevância dos possíveis impactos ambientais causados no processo de extração de alúmen.

Contraindicações do alúmen de potássio

Mesmo sendo natural, o alúmen de potássio deve ser utilizado com atenção. Isso porque o seu uso excessivo pode causar irritações na pele. Além disso, algumas pessoas são sensíveis ao alúmen de potássio. Por isso, faça um teste antes de utilizá-lo.

Outra dica importante é não ingerir alúmen de potássio. Caso isso aconteça de forma acidental, procure orientação médica imediatamente. A ingestão de alúmen de potássio pode causar graves problemas de saúde e até hemorragia.

Por fim, é importante destacar que nem todas as pedras disponíveis no mercado são naturais. Elas também podem ser feitas de alúmen de amônia e de alúmen de potássio sintético. Para diferenciá-las, basta olhar para a sua cor: as pedras naturais possuem uma cor mais cristalina, enquanto as fabricadas uma mais opaca.


Fonte: Preparação de compostos de alumínio a partir da bauxita: considerações sobre alguns aspectos envolvidos em um experimento didático, Viabilidade do uso do alúmen sintetizado a partir de alumínio reciclável, na etapa de coagulação e floculação da ETA de Chapecó-SC e Original ECO


Veja também: