Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Serotonina, neurotransmissor que gera sensação de felicidade, também pode ser nociva em níveis elevados. Confira

A serotonina (5-hidroxitriptamina ou 5-HT) é uma substância produzida nos neurônios serotoninérgicos do sistema nervoso central e nas células enterocromafins dos animais (incluindo o ser humano), sendo encontrada também cogumelos e plantas. Ela é responsável por inibir sensações como ira, agressividade, calor corporal, mau humor, sono, vômito e apetite.

Feita a partir do aminoácido essencial triptofano, a serotonina está presente em abundância (90%) no trato gastrointestinal e em pequena quantidade armazenado nas plaquetas da circulação sanguínea.

Qual a função da serotonina?

A serotonina atua no corpo inteiro, de modo a influenciar desde as emoções até as habilidades motoras. Ela é considerada um estabilizador natural do humor e ajuda a regular o sono, a fome e a digestão. Além disso, é importante para manter a saúde óssea, estimular a náusea, curar feridas, estimular os movimentos intestinais e reduzir a depressão e a ansiedade.

Curiosamente, níveis altos de serotonina podem levar à osteoporose e à diminuição da libido. Por outro lado, níveis baixos de serotonina aumentam a libido. Quando está em seus níveis normais, ela proporciona sensação de felicidade, calma, foco e estabilidade emocional. Estudos mostram que existe uma relação estreita entre baixos níveis de serotonina e aumento do risco de depressão, ansiedade e insônia.

Geralmente, níveis normais de serotonina no sangue se encontram de 101 a 283 nanogramas por mililitro (ng/mL). Quando esse valor está muito elevado, pode ser um sinal de Síndrome Carcinoide, que envolve um grupo de sintomas relacionados a tumores no intestino delgado, apêndice, cólon e brônquios.

Muitos médicos prescrevem medicamentos inibidores seletivos da recaptação da serotonina para tratar a depressão. Eles são o tipo mais comumente prescrito de antidepressivo (normalmente comercializado com os nomes de Zoloft e Prozac).

Estimuladores naturais

Serotonina
Imagem editada e redimensionada de Peter Lloyd, disponível no Unsplash

De acordo com estudo publicado pelo Journal of Psychiatry and Neuroscience, existem alguns estimuladores naturais de serotonina, que podem ser:

  • Exposição à luz: a luz do sol ou a terapia da luz são remédios geralmente recomendados para o tratamento da depressão sazonal;
  • Exercício físico;
  • Dieta saudável (tofu, abacaxi, nozes, entre outros);
  • Meditação.

Síndrome da Serotonina

Drogas que fazem com que os níveis de serotonina subam e se acumulem rapidamente no organismo podem levar à Síndrome da Serotonina. Esse quadro costuma ocorrer quando a pessoa começa a tomar um novo medicamento ou aumenta sua dosagem. Os sintomas incluem:

  • Tremedeira
  • Diarreia
  • Dor de cabeça
  • Confusão
  • Dilatação das pupilas
  • Arrepios
  • Contração muscular
  • Perda da agilidade muscular
  • Rigidez muscular
  • Febre alta
  • Ritmo cardíaco acelerado
  • Pressão alta
  • Convulsão

São necessários exames físicos para fazer o diagnóstico. Os sintomas da Síndrome da serotonina costumam desaparecer em um dia depois da administração do medicamento que bloqueia a serotonina, ou do medicamento que substitui a droga que está causando a doença. Se não tratado, o problema pode ser fatal.