Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Panetone é uma sobremesa clássica das festas de fim de ano, que tem marcações históricas de milhares de anos atrás

Panetone é um tipo de pão feito com frutas cristalizadas bem conhecido na ceia de Natal. Apesar de ser vendido durante todo o ano, é apenas na época das festas de fim de ano que ele alcança seu sucesso total. É difícil encontrar uma casa brasileira que não tenha uma família se deliciando com um belo panetone, ou chocotone.

Mas como surgiu o panetone e porque ele é tão famoso durante as festas de fim de ano?

Como surgiu

O panetone surgiu pela primeira vez, e permanece até hoje através do globo, como um pão feito com frutas cristalizadas. Em uma de suas mais antigas versões, ele era feito como um tipo de barra energética, utilizada pelos romanos para ajudar os soldados a ter força durante as batalhas. Naquela época, o panetone era feito de mel, vinho, frutas secas, cevada e sementes de romã.

A versão do panetone que mais se assemelha a essa que é vendida nos dias de hoje surgiu na Europa da idade média. Desta vez, o panetone era uma sobremesa fermentada com frutas e nozes. Esses ingredientes, em comunhão com a canela, eram considerados itens de grande sofisticação culinária e sempre apareciam bastante em receitas de pães.

As versões variam de acordo com o país. Por exemplo, na Alemanha a especiaria é conhecida como stollen. Assim como o panetone, também é um pão com recheio de frutas cristalizadas e adicional de açúcar ou canela. O stollen surgiu por volta dos anos 1300 e era geralmente usado nos jejuns que aconteciam antes do Natal.

O prato também era comum de ser produzido próximo as festas de fim de ano, pois começou a ser produzido com farinha de trigo, cidra cristalizada e casa de laranjas. Esses materiais não eram facilmente encontrados na região e precisavam vir de centenas de quilômetros de distância.  

Já em outras regiões da europa, como a Itália, a versão mais conhecida foi a do panetone. Existem duas lendas bem conhecidas por famílias italianas sobre o surgimento da iguaria, no entanto, não existem provas que essas histórias são verdadeiras.

“Pão di Toni”

Uma das histórias contadas sobre o surgimento do panetone é que ele surgiu através do erro de um padeiro chamado Toni, que trabalhava em Milão. Depois de trabalhar exaustivamente durante a véspera de Natal, Toni se atrapalhou com uma fornada de pães e uma torta. Ele acabou colocando as frutas da torta dentro da massa dos pães.

Ao tentar consertar o problema, Toni falhou e acabou adicionando frutas cristalizadas, manteiga e ovos na receita. Apesar de tudo ter parecido um grande desastre, ao servir o prato, o chefe de Toni amou a sobremesa. Logo, o panetone se tornou famoso em toda cidade e levou o nome em homenagem a seu criador, o “Pão Di Toni”.

Ughetto

Outra história que teve origem em Milão, foi a do treinador de falcões Ughetto. Ele se apaixonou pela filha do padeiro da cidade, Adalgisa, e começou a se sentir preocupado por vê-la trabalhar tanto no restaurante. Para poupá-la do sofrimento, Ughetto se ofereceu para trabalhar lá de graça em seu lugar.

Com a padaria passando por problemas financeiros, Ughetto tentou arrumar uma forma de melhorar as vendas. Pensou que a melhor maneira era criar uma receita com manteiga, açúcar, ovos e outras especiarias, que eram luxos em Milão do século 15. Para conseguir isso, o jovem vendeu um de seus pássaros e enfim conseguiu salvar a padaria com a criação do panetone. Por fim, Ughetto conseguiu pedir a mão de Adalgisa em casamento.

Panetone no Brasil 

O panetone italiano chegou ao Brasil logo depois da segunda guerra, quando o número de imigrantes cresceu no país. Com essa movimentação surgiu a marca de panetone Bauducco, fundada em 1950 por um imigrante italiano. 

A empresa veio a se tornar uma das maiores produtoras da iguaria no mundo, gerando por ano cerca de 200,000 toneladas de panetones. Suas vendas também alcançam aproximadamente 50 países, e suas fábricas operam em seis nações diferentes, sendo uma delas nos Estados Unidos.

Chocotone

Uma versão do panetone feita para os amantes de chocolate é o chocotone. A produção dos dois é bem parecida, a única diferença é que um é feito com frutas cristalizadas enquanto o outro utiliza gotas de chocolate. 

Receita de  panetone

Tempo de preparo: 90 minutos 

Ingredientes
  • 1 kg de farinha de trigo peneirada
  • 3 ovos 
  • 1 copo de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
  • 250 ml de leite morno
  • 50 g de fermento biológico
  • 300 g de frutas cristalizadas (ou cubos de chocolate)
  • 250 g de uva passa (de preferência sem sementes)
  • 20 ml de essência de panetone (opcional)
  • raspas de 1 limão

Modo de preparo:

  1. Adicione os ovos, o açúcar, a manteiga (ou margarina), o leite, o fermento e a essência ao liquidificador Bata tudo por aproximadamente 30 segundos.
  2. Coloque a farinha peneirada em um grande recipiente e abra um furo, acrescente os ingredientes batidos.
  3. Amasse tudo com as mãos até que a massa se solte completamente.
  4. Adicione as frutas, uvas passas e raspas de limão.
  5. Coloque a massa dentro de uma forma com furo central, untada com margarina, até pelo menos metade.
  6. Espere descansar para que a massa cresça.
  7. Faça um corte sobre a massa e pincele com as gemas batidas.
  8. Leve ao forno até dourar.