Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

As fontes de energia possuem um papel fundamental na geração de eletricidade. Entenda os diferentes tipos de fontes de energia renovável e não renovável

As fontes de energia são recursos naturais ou artificiais utilizados pela sociedade para a produção de algum tipo de energia. Esta, por sua vez, é utilizada para propiciar o deslocamento de veículos, gerar calor ou produzir eletricidade para os mais diversos fins, como iluminação. As fontes de energia também estão relacionadas a questões ambientais, já que, dependendo das formas de utilização dos recursos energéticos, podem gerar graves impactos sobre a natureza.

As fontes de energia podem ser classificadas em renováveis e não renováveis, de acordo com a capacidade natural de reposição de recursos.

Fontes não renováveis de energia

As fontes de energia não renováveis são aquelas que dependem de processos em escala de tempo geológica para se tornarem disponíveis. Isso significa que, caso sejam esgotadas, demorarão muito tempo para se formarem novamente.

Petróleo, carvão mineral e gás natural são os principais exemplos de fontes de energia não renováveis. Alguns recursos energéticos, como o petróleo, têm esgotamento estimado para algumas poucas décadas, o que eleva o caráter estratégico desses elementos.

Energia fóssil

Energia fóssil é aquela proveniente da combustão de combustíveis fósseis. Eles são formados a partir de processos naturais, como a decomposição de organismos mortos soterrados. Esses combustíveis fósseis contêm alta quantidade de carbono, usados para alimentar a reação química de combustão.

A queima de combustíveis fósseis pode ser empregada tanto para o deslocamento de veículos quanto para a produção de eletricidade em estações termelétricas. Os três tipos principais dessa fonte de energia são petróleo, carvão mineral e gás natural, mas existem muitos outros, como a nafta e o xisto betuminoso.

Os combustíveis fósseis são as fontes de energia mais importantes e disputadas pela humanidade. Segundo dados de 2017 da Agência Internacional de Energia, cerca de 81,63% de toda a matriz energética global advém dos três principais combustíveis fósseis citados acima. No mesmo ano, essas fontes representaram 57% da matriz energética brasileira. Assim, muitos países dependem da exportação desses produtos, enquanto outros tomam medidas geopolíticas para obtê-los.

Vale ressaltar que a queima de combustíveis fósseis gera altos índices de poluição na atmosfera. Muitos estudiosos apontam que eles são os principais responsáveis pela intensificação do efeito estufa e pelo agravamento dos problemas vinculados ao aquecimento global.

Energia nuclear

Energia nuclear é a energia produzida nas usinas termonucleares. Nelas, o calor proveniente da divisão do núcleo dos átomos de urânio é utilizado para gerar eletricidade. Esse processo recebe o nome de fissão nuclear.

O urânio é um recurso mineral não renovável encontrado na natureza, que também é utilizado na produção de material radioativo para uso na medicina. Além do uso para fins pacíficos, o urânio pode também ser utilizado na produção de armamentos, como a bomba atômica.

Durante a Segunda Guerra Mundial, essa energia foi utilizada para produzir as bombas de Hiroshima e Nagasaki, que causaram destruição em massa nos locais e geraram graves consequências que permanecem até os dias atuais.

O período da Guerra Fria também contou com trocas de ameaças nucleares envolvendo as duas principais potências da época, a União Soviética e os Estados Unidos. A partir de 1950, foram criados programas pacíficos para utilização da energia nuclear.

Embora sejam menos poluentes do que outras estações semelhantes, as usinas nucleares são alvo de muitas polêmicas, uma vez que o vazamento do lixo nuclear produzido e a ocorrência de acidentes podem gerar graves impactos ambientais e muitas mortes. No entanto, com a emergência da questão sobre o aquecimento global, seu uso vem sendo reconsiderado por muitos países.

Fontes renováveis de energia

Hidrelétrica

Energia hidrelétrica é o aproveitamento da energia cinética contida no fluxo de massas de água. A energia cinética promove a rotação das pás das turbinas que compõem o sistema da usina hidrelétrica para, posteriormente, ser transformada em energia elétrica pelo gerador do sistema. O Brasil é o segundo país do mundo com maior capacidade e geração de energia hidráulica, atrás apenas da China.

Apesar de ser considerada uma fonte de energia limpa, em virtude da baixa emissão de gases de efeito estufa, as grandes hidrelétricas causam significativas mudanças no modo de vida das populações que residem na região. Além disso, elas provocam destruição da vegetação natural e assoreamento do leito dos rios. A solução seria investir em pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), que apresentam menor impacto.

Biomassa

A biomassa pode ser entendida como qualquer matéria orgânica que possa ser transformada em energia mecânica, térmica ou elétrica. De acordo com a sua origem, pode ser florestal (madeira, principalmente), agrícola (soja, arroz e cana-de-açúcar, entre outras) e rejeitos urbanos e industriais (sólidos ou líquidos, como o lixo). Os derivados obtidos dependem tanto da matéria-prima utilizada quanto da tecnologia de processamento para obtenção dos energéticos.

A biomassa é uma das fontes de energia com maior potencial de crescimento nos próximos anos. Tanto no mercado internacional quanto no interno, ela é considerada uma das principais alternativas para a diversificação da matriz energética e a consequente redução da dependência dos combustíveis fósseis. Dela é possível obter energia elétrica e biocombustíveis, como o biodiesel e o etanol, cujo consumo é crescente em substituição a derivados de petróleo, como o óleo diesel e a gasolina.

No entanto, esta fonte de energia também apresenta desvantagens. Desmatamento de vegetação nativa, concorrência por espaço de áreas de cultivo de alimentação e dificuldade de armazenamento de biomassa sólida são exemplos de aspectos negativos.

Energia solar

Fontes de energia
Imagem de Science em HD no Unsplash

A energia solar é a energia eletromagnética cuja fonte é o sol. Ela pode ser transformada em energia térmica ou elétrica e aplicada em diversos usos. As duas principais formas de aproveitamento da energia solar são a geração de energia elétrica e o aquecimento solar de água.

Para a produção de energia elétrica são usados dois sistemas: o heliotérmico, em que a irradiação é convertida primeiramente em energia térmica e posteriormente em elétrica; e o fotovoltaico, em que a irradiação solar é convertida diretamente em energia elétrica.

A luz solar é a energia ecológica mais promissora para o futuro e a que recebe mais investimentos. Além disso, este tipo de energia é um dos mais fáceis de ser implantado nos próprios estabelecimentos que querem reduzir suas emissões de CO2.

Energia eólica

Energia eólica é a energia produzida a partir da energia cinética do vento (massas de ar em movimento) e do aquecimento eletromagnético do sol (energia solar), que, juntos, movimentam as pás de captadores. O Brasil tem um grande potencial eólico, fazendo parte do ranking dos dez países mais atraentes do mundo para investimentos no setor desde 2010.

A emissão de CO2 dessa fonte de energia alternativa é mais baixa que a da energia solar e é uma opção para o país não depender somente das hidrelétricas. Os investimentos em parques eólicos são uma ótima opção para a neutralização do carbono emitido por empresas, atividades, processos e eventos.

A região Nordeste é a que mais gera energia eólica no Brasil, sendo o Rio Grande do Norte e a Bahia os maiores estados produtores deste importante tipo de energia renovável. Nesses estados, estão presentes os Parques Eólicos Alto do Sertão I e Cabeço Preto, por exemplo.

Energia geotérmica

A energia geotérmica consiste na utilização da energia térmica do interior da Terra. Essa fonte de energia pode ser usada diretamente (sem a produção de energia em usinas, utilizando apenas o calor gerado pelo solo) ou indiretamente (quando o calor é encaminhado para uma indústria que o transforma em energia elétrica).

No entanto, a energia geotérmica é viável somente em regiões com potencial geológico para isso, como aquelas próximas a vulcões. Dependendo da técnica utilizada, este tipo de energia também pode emitir sulfeto de hidrogênio, dióxido de carbono, amônia, metano e boro, que são substâncias tóxicas.

Energia dos oceanos

A energia dos oceanos pode ser proveniente principalmente de marés (maremotriz) ou das ondas (ondomotriz). Esta fonte energética ainda é pouco utilizada, já que, para ser eficiente e economicamente viável, a costa precisa ter características específicas, como marés maiores que três metros. O preço do kW é alto, tornando este tipo de energia pouco atrativa em comparação com outras fontes.

Por fim, é importante que haja uma mudança na matriz energética mundial, controlada excepcionalmente por combustíveis fósseis. Apesar de apresentarem algumas desvantagens, as fontes de energia renováveis proporcionam diversos benefícios socioambientais, se comparadas com as fontes de energia não renováveis.

Apesar da crença de que a instalação é complicada ou burocrática, a energia solar fotovoltaica é uma alternativa econômica, prática e segura para obtenção de energia limpa. Caso tenha interesse na instalação completa – incluindo o financiamento – de um sistema de energia solar em sua casa, sem dor de cabeça, preencha o formulário abaixo para receber um orçamento.

Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo
Verifique o campo