Loja
Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo

Confira algumas dicas de como encontrar empresas de energia solar confiáveis para contratar!

Apesar de seu alto custo de instalação, as empresas de energia solar são as mais promissoras para o futuro sustentável e as que recebem mais investimentos. Além disso, este tipo de energia é um dos mais fáceis de ser implantado nos próprios estabelecimentos que querem reduzir suas emissões de CO2.

Por que contratar uma empresa de energia solar?

O uso de energias renováveis e limpas faz parte de um conjunto de objetivos sustentáveis criados pelas Nações Unidas para cumprir os acordos feitos na Agenda 2030, plano global sustentável para o mundo atingir até o ano de 2030. Para tanto, a energia solar é uma ótima opção de energia renovável para economizar na conta de luz e um caminho promissor para combater as mudanças climáticas e os impactos da poluição por combustíveis fósseis no mundo.

Assim, se você está considerando contratar uma empresa de energia solar para facilitar a instalação do sistema e ganhar o melhor retorno do investimento possível, confira alguns cuidados a seguir.

ODS da ONU: 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
O que são Objetivos de Desenvolvimento Sustentável?

Como escolher uma empresa confiável para instalação de energia solar?

O investimento na instalação de energia solar é alto e, portanto, é necessário fazer algumas considerações na hora de contratar uma empresa confiável. Então, como saber se uma empresa de energia solar é boa?

Credibilidade e experiência

Procure saber se a empresa possui instaladores com uma boa experiência no manejo dos equipamentos. Da mesma forma, é importante checar se os profissionais estão preparados para responder qualquer dúvida do cliente e atender suas necessidades. 

Eles conseguem explicar se você é elegível a algum incentivo à geração de energia solar do governo e como esses projetos funcionam? O que eles podem dizer sobre a cobertura da garantia se houver um problema com um componente ou sistema de energia após a instalação? 

Holu: energia solar
Conheça a Holu: a revolução da energia solar

Preços

É importante comparar cotações de diferentes empresas, pois cada uma pode possuir taxas diferentes para o mesmo serviço. Por isso, atente-se se o valor ofertado condiz com o seu consumo de energia elétrica, verificando uma média de kWh da sua conta de luz, a irradiação solar da região e a eficiência dos painéis.

irradiação solar por cidade
Como saber a irradiação solar por cidade?

Avaliações

Pesquise avaliações on-line de clientes anteriores da empresa desejada. Assim, é possível ter uma noção da capacidade, reputação e qualidade dos serviços prestados.

Também é relevante perguntar e pesquisar o histórico da empresa para saber se ela possui uma boa referência e estrutura.

Equipamentos

Os equipamentos de um sistema de energia solar devem ser de boa qualidade. Por isso, é necessário checar a marca dos fornecedores e verificar se os equipamentos possuem o certificado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Esta certificação garante que os equipamentos atendem aos requisitos de uma norma ou regulamento técnico específico para a instalação de energia solar.

Dessa forma, também é importante que você pergunte a garantia dos produtos e que tudo esteja incluso dentro de um contrato.

Estudo do local

Uma das primeiras coisas que um instalador deve checar são as condições do telhado do estabelecimento. Você pode perguntar se o profissional recomenda algum reparo antes da instalação do sistema e se ele consegue incluir quaisquer reparos no telhado ou realocação de ventilação em sua proposta.

A empresa também deve fazer uma análise geral do local da instalação, inclinação do terreno, sombras, orientação das placas e quantidade de irradiação solar recebida na região.

Pós-venda

O pós-venda é um dos fatores mais importantes a se analisar. É comum que o cliente tenha diversas dúvidas sobre o sistema de energia solar, então é importante que a empresa possua um bom atendimento e relação com o consumidor. 

Além disso, pergunte sobre os serviços de manutenção que as empresas de energia solar oferecem e compare suas vantagens.

orçamento para energia solar
Orçamento para energia solar: como solicitar?

O que é energia solar?

Para contratar uma empresa de energia solar, é necessário compreender os tipos de energia solar. Tal energia refere-se à conversão de radiação solar em eletricidade ou energia térmica, tendo o Sol como fonte. Assim, ela pode ser dividida em três tipos: energia fotovoltaica, heliotérmica e fototérmica.

A energia solar fotovoltaica trata-se da conversão de radiação solar diretamente em eletricidade. Esse processo se dá pelo uso de uma célula fotovoltaica, feita de silício. O conjunto dessas células, associadas em série ou paralelo, forma um painel de energia solar, principal componente do sistema fotovoltaico. Da mesma forma, o conjunto de painéis solares forma um gerador fotovoltaico.

Por outro lado, a energia heliotérmica é caracterizada pelo uso de coletores, que captam a radiação solar e a convertem em calor. Esse calor é usado para aquecer um fluido e, a partir da movimentação de turbinas pelo seu vapor, a eletricidade é gerada.

Já a energia fototérmica refere-se à captação de luz solar para aquecer a água de residências e prédios por meio de placas e um aquecedor solar

O que contém em um kit de energia solar?

Um kit de energia solar geralmente contém alguns componentes essenciais para a usina solar, que são separados em três blocos: o bloco gerador, o bloco de condicionamento de potência e o bloco de armazenamento.

Bloco gerador: painel solar, cabos, estrutura de suporte.

Bloco de condicionamento de potência: inversor solar, ou microinversor solar e controladores de carga.

Bloco de armazenamento: baterias.

Sistemas fotovoltaicos

Um sistema fotovoltaico aponta o modelo em que o kit de energia solar fotovoltaico deve seguir na sua instalação. Existem dois modelos que se diferenciam pela conexão com a rede de distribuição de energia elétrica.

Off-grid

O sistema off-grid de energia solar, também chamado de sistema autônomo ou isolado, não é conectado à rede de distribuição de energia elétrica. Ele é usado para propósitos específicos e pequenos, como bombeamento de água e iluminação pública. Dessa maneira, a energia solar off-grid excedente gerada é armazenada em baterias e utilizada em momentos com pouca ou nenhuma incidência de luz solar.

On-grid

O sistema on-grid de energia solar, também chamado de grid-tie, compreende um sistema que precisa estar conectado à rede de distribuição de energia elétrica (geração distribuída), tendo o inversor solar on-grid como principal diferencial. Dessa forma, o kit solar on-grid não dispõe de bateria para o armazenamento de eletricidade e o inversor solar, ou inversor on-grid, tem a função de sincronizar com a rede pública. 

Com essa função, toda energia solar on-grid excedente é mandada para a rede elétrica da distribuidora de energia, sendo convertida em créditos de energia. Assim, esses créditos podem ser utilizados quando a irradiação solar não for suficiente para suprir a demanda. 

Como a placa solar funciona?

Para compreender como funciona a energia solar, é essencial saber a função da placa solar. Formado por um conjunto de células fotovoltaicas, a placa possui elétrons que, ao serem atingidos pela luz solar, agitam-se, formando uma corrente elétrica. Dessa maneira, a eletricidade é gerada por meio do efeito fotovoltaico.

Ao serem instalados, os painéis devem estar posicionados de forma a receber a maior taxa de energia solar possível, que é calculada a partir dos dados de irradiação solar do Brasil e irradiância solar do local.

Os painéis solares também podem ser fabricados em outros modelos para suprir diferentes necessidades, como na forma de telha solar, ou telha fotovoltaica, na forma de refletor de energia solar e como lâmpada de energia solar. Dessa maneira, o preço da placa solar varia em relação a sua forma e composição.

Tipos de placas solares

A instalação de energia solar se dá por meio de placas, que compõem o bloco gerador. A placa solar monocristalina caracteriza-se por suas células fotovoltaicas de coloração preta com bordas arredondadas. Cada célula é constituída por um cristal inteiro de silício, o que torna essas células mais potentes que as placas solares policristalinas. Para a produção do painel solar monocristalino, a solidificação do silício deve ser feita cuidadosamente, o que encarece o custo desse painel fotovoltaico.

O painel solar policristalino, no entanto, é uma placa de energia solar com a vida útil de 25 a 35 anos, suas células fotovoltaicas têm a cor azul e bordas retas. Sua resistência ao aumento de temperatura é maior e suas células são feitas de vários cristais de silício fundidos, o que diminui a eficiência do painel solar.

Qual a diferença entre placas monocristalinas e policristalinas?

(A) Célula solar de silício monocristalina (B) Célula solar de silício policristalina. Imagem de Jama Adam Salah em ReaseachGate.

A principal diferença entre as placas monocristalinas e policristalinas está no modo de produção e composição de suas células de silício (Si), bem como na quantidade de quilowatts-horas produzidos. Enquanto a primeira produz mais eletricidade por metro quadrado, a última produz menos. Isso significa que são necessários mais painéis solares policristalinos para gerar a mesma quantidade de energia elétrica produzida por painéis monocristalinos. Assim, o preço do painel solar pode variar de acordo com a forma de manipulação do silício.

No entanto, isso não significa que o painel solar policristalino é de qualidade inferior. Tudo depende da demanda energética, quantidade de espaço disponível, preferência de cor e poder econômico do cliente.

Vantagens e desvantagens do uso de energia solar

O uso do sistema de energia fotovoltaica resulta em diversas vantagens para o consumidor e o meio ambiente. Os benefícios da energia solar para o consumidor envolvem a valorização do imóvel, independência energética, retorno do investimento e baixo custo de manutenção da usina solar. Nessa perspectiva, destacam-se também as vantagens para o meio ambiente devido ao fato de sua fonte ser renovável, inesgotável e limpa.

Por outro lado, a energia solar possui um alto custo de implantação e baixa eficiência (de 10% a 25%). Da mesma forma, é importante ressaltar os impactos ambientais causados pelos resíduos de silício e sua mineração, bem como a destinação final de painéis usados, que não possuem uma reciclagem de painel solar acessível.

energia solar vantagens e desvantagens
Energia solar tem vantagens e desvantagens

O Sol pode ser considerado uma fonte de energia limpa?

O Sol, estrela central do Sistema Solar, pode ser considerado uma fonte de energia limpa, já que seu uso não libera resíduos prejudiciais ao meio ambiente diretamente, apesar de gerar resíduos das placas fotovoltaicas. Mas, então, a energia solar é renovável ou não renovável? Ela é considerada uma energia renovável, pois a fonte dos painéis da usina fotovoltaica, ou solar, não esgota.

O que diz a legislação?

A lei 14300/22 de energia solar foi feita para regular a geração de energia solar no Brasil, instituindo, também, o Marco Legal para a mini e microgeração dessa energia. Ela estabelece diretrizes para instalação, taxação, potência máxima e geração de energia compartilhada para energia solar residencial e fazenda de energia solar.

A lei determina que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é responsável por oferecer um formulário-padrão para solicitação de mini e microgeração distribuída e todas as informações necessárias para a elaboração do projeto solar ao consumidor. 

Sancionado em 2022, o Marco Legal da Micro e Minigeração de Energia  passou a taxar os créditos de energia, antes não taxados, para cobrir despesas da distribuidora com infraestrutura e investimentos. Além disso, essa lei criou o Programa de Energia Renovável Social (PERS), que tem como objetivo criar um financiamento de energia solar e de outras fontes renováveis para consumidores de baixa renda.

Para potência máxima, foi estabelecido um limite de até 3 MW para fontes não despacháveis (em que a energia não pode ser armazenada), e até 5 MW para fontes despacháveis (em que a energia pode ser acionada a qualquer momento, por ser armazenada).


Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais