Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Conheça o papel do consumidor na sustentabilidade e a importância de fazer escolhas de consumo conscientes

Imagem de Sharon McCutcheon em Unsplash

Um consumidor ético e consciente entende que qualquer tipo de consumo – seja de um produto, seja de um serviço – tem, em algum nível, impacto no planeta, na sociedade e no meio ambiente. Quanto mais conhecemos as consequências dos nossos hábitos de consumo e mais refletimos sobre eles, melhores escolhas tomamos na hora de fazer compras. Embora ainda tenhamos um longo caminho a percorrer, pesquisas apontam que, em todo o mundo, as pessoas têm se esforçado para minimizar os impactos negativos do consumo no planeta.

O consumidor consciente busca compreender a origem e os processos de fabricação dos produtos que consome, bem como os impactos que causam ao longo de sua vida útil, da extração da matéria-prima até o descarte final. Esse consumidor prioriza o consumo de bens com menor pegada ecológica, que exploram os recursos naturais com responsabilidade e contam com um processo de produção mais sustentável. Além disso, ele sabe que consumir menos também é um passo importante rumo à recuperação do planeta.

Consumidor está se tornando mais consciente, revelam pesquisas

Segundo um relatório publicado em 2019 pela Nielsen, 73% dos consumidores em todo o mundo afirmam que definitivamente ou provavelmente mudariam seus hábitos de consumo para reduzir seu impacto sobre o meio ambiente.

Conforme os consumidores se tornam cada vez mais conscientes dos efeitos dos bens de consumo em seus corpos e no mundo ao seu redor, eles também estão mais interessados ​​em comprar produtos sustentáveis. As novas gerações parecem dispostas a pagar um pouco mais por esses produtos do que por alternativas mais destrutivas.

Uma pesquisa conduzida em 2020 pela Good Must Grow, consultoria de marketing socialmente responsável, confirma essa tendência. Os números mostraram que os consumidores estão mais dispostos a adotar medidas de consumo consciente, consumindo menos, fazendo doações para instituições de caridade e dando preferência a produtos e serviços de empresas socialmente responsáveis.

O índice #CCSIndex é calculado com base na importância que os consumidores relatam dar a empresas socialmente responsáveis, a ações tomadas para apoiar tais produtos e serviços e a intenção futura de aumentar a quantidade que gastam com organizações de filantropia. Em 2020, houve um salto de 15% para 46% em uma escala de 100 pontos no comportamento de consumo consciente entre os norte-americanos – pontuação mais alta desde 2017.

Além disso, de acordo com a Pesquisa de Confiança Global realizada pelo The Conference Board em 2020, 81% dos consumidores em todo o mundo acreditam que as empresas devem fazer mais para preservar o meio ambiente. Mas será que o aumento da consciência ambiental do consumidor se reflete também em maior consciência entre as empresas?

Por que ser um consumidor consciente?

Como indivíduo, pode ser difícil ver os benefícios de ser um consumidor consciente. Afinal, de que maneira a minha escolha por um sabonete orgânico, por exemplo, impacta, em longo prazo, em um sistema muito maior?

Quando os indivíduos consomem (ou optam por não consumir) pensando no impacto, a indústria responde para atender às demandas do consumidor, o que expande a acessibilidade a produtos menos prejudiciais ao planeta. Com acesso a mais informações e mais opções de produtos, mais pessoas têm a oportunidade de opinar sobre a ética e os padrões de nosso consumo diário.

Basta pensar em como a oferta de produtos eco-friendly e sustentáveis tem aumentado ano após ano. Antes de 2013, apenas 20% das empresas do S&P 500 (índice composto pelas 500 maiores empresas dos EUA) optavam por divulgar suas informações ambientais, sociais e de governança (ESG). Paralelamente às tendências de consumo consciente, no entanto, em 2019, 90% dessas empresas publicaram relatórios de sustentabilidade  e responsabilidade. Isso se deve, em grande parte, à pressão do consumidor consciente.

Além disso, a relação entre consumidores e empresas é uma via de mão dupla: as empresas que desejam fazer parte da solução por um mundo melhor também devem estimular a consciência ambiental e social no consumidor. E existem muitas maneiras de fazer isso!

Por exemplo: em 2021, uma pesquisa publicada no Journal of Marketing revelou que os consumidores tendem a ser mais generosos em campanhas de doação quando as empresas participantes oferecem promoções para a compra de seus produtos. Na verdade, uma empresa socialmente responsável acaba ganhando a confiança do consumidor, porque, além de fazer a sua parte na construção de um mundo melhor, ainda estimula os clientes a também adotar medidas conscientes.

Dicas para ser um consumidor consciente

  • Incorpore o minimalismo em sua vida tanto quanto possível: faça a distinção entre compras necessárias e desnecessárias. Ao pesquisar produtos de uso diário, considere como eles são feitos e todo o impacto no ciclo de vida.
  • Escolha comprar de empresas que colocam o planeta e as pessoas em primeiro lugar, dando preferência a empresas locais e de menor porte.
  • Compre produtos ecológicos feitos com ingredientes e materiais naturais.
  • Compre produtos de higiene pessoal e cosméticos livres de crueldade e com redução de plástico.
  • Limite as viagens aéreas e circule usando caronas, bicicletas, trens e transporte público.
  • Elimine o desperdício e o uso de plástico descartável.
  • Reutilize itens e compre em segunda mão sempre que puder.
  • Sempre recicle papel e plástico, descarte roupas velhas de maneira responsável e considere a compostagem em casa.
  • Reduza o consumo de carne: segundo estudos, reduzir pela metade a quantidade de carne consumida é a forma mais efetiva de evitar catástrofes ambientais, reverter a degradação da natureza e prevenir 11 milhões de mortes prematuras em todo o mundo.

Fontes: Phys.org, Grow Ensemble, Huffpost e WeForum


Veja também: