Excesso de sódio e gordura não são os únicos problemas das batatas chips

eCycle

As batatas chips contêm muitos ingredientes que são prejudiciais a saúde e que são desconhecidos

batata chips

As batatas chips e outros tipos de batatas fritas são muito conhecidas e consumidas mundo afora. O sabor agradável é conferido por meio do processo de fritura, que destaca os aromas, sabores e deixa o alimento mais crocante. No entanto, o consumo de alimentos fritos deve ser cauteloso. É do conhecimento de muitos que a batata chips faz mal à saúde devido à gordura e sal presente nelas, mas a situação se complica. Entenda

Gordurosa e salgada

Apesar das gorduras fornecerem energia para o organismo e serem fonte de ácidos graxos essenciais e de vitaminas do tipo A, D, E e K; a ingestão de gorduras, óleos e sementes oleaginosas deve compreender de 15% a 30% do total de 2.000 kcal que devemos ingerir diariamente, ou seja, podemos ingerir no máximo cerca de 66 gramas (600 kcal) entre gorduras, óleos e sementes oleaginosas por dia. Contudo, no padrão alimentar brasileiro contemporâneo são consumidas quantidades maiores do que os limites estabelecidos de gorduras e óleos.

A batata chips merece destaque por causa da quantidade de óleo absorvida durante a fritura. Quando um alimento possui uma relação de superfície/volume grande, a quantidade de óleo absorvida será maior. Ou seja, entre a batata chips e a batata palito, a primeira absorve mais óleo que a segunda, já que possui uma relação superfície/volume maior.

Além da alta absorção de óleo, a batata tipo chips industrializada contém muito sódio como um dos principais ingredientes. De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira elaborado pelo Ministério da Saúde, a quantidade máxima de sódio que deve ser ingerida por cada pessoa ao dia é de 5 gramas, o equivalente a uma colher rasa de chá; no entanto é possível encontrar batatas fritas industrializadas cujo valor pode chegar a quase 1 grama de sódio para cada 100 gramas (um pacote). Essa quantidade é considerável quando pensamos que no resto do dia somente nos resta 4 gramas de sódio para ser ingerido em todas as outras refeições. Passar deste valor é muito fácil, sendo que atualmente os brasileiros consomem cerca de 10 gramas de sódio por dia.

Ingredientes extras

Para que a batata chips fique ainda mais atrativa, durante o seu processo de fabricação muitos outros ingredientes são adicionados ao alimento, como o diacetil. Este aromatizante artificial confere as batatas o cheiro “sabor queijo”, “sabor cheddar”, “sabor manteiga” dentre outros “sabores” que mimetizam os derivados do leite. Os efeitos da inalação constante deste aromatizante não são bons, como surgimento de vários problemas respiratórios como asma, bronquite e tosse crônica. Devido a presença desta substância em diversos outros tipos de alimentos, a inalação do diacetil pode ser frequente (saiba mais aqui sobre o diacetil).

Outra substância que é produzida durante o processo de preparação das batatas chips é conhecida como acrilamida. Essa substância é formada devido a fritura e ao cozimento excessivo de alimentos ricos em amido. Como as batatas chips podem ser fritas ou assadas normalmente a uma temperatura acima de 120°C, ocorre a liberação da acrilamida, que é considerada pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) como provavelmente carcinogênica para seres humanos (saiba mais aqui).

O que fazer?

A medida mais radical seria evitar completamente a ingestão de batatas chips, batatas fritas e outros tipos de alimentos fritos ou muito cozidos, porém, não devemos ser tão rígidos. Vamos a algumas dicas:

  • Não consuma diariamente alimentos fritos ou gordurosos nas refeições, mesmo se forem de tipos diferentes: mandioca frita, pastel, batata frita, parmegiana entre outros - são todos fritos e prejudicais à saúde;
  • Procure ingerir as 66 g/dia de óleo, gordura e sementes oleaginosas por meio de alimentos que possuem as gorduras que não causam problemas de saúde (quando consumidos em quantidades regulares) como o azeite de oliva, azeitona, abacate, castanhas, nozes, amêndoas, óleos de girassol, de canola, de arroz,  de peixe, de milho, de algodão, e de linhaça;
  • Consuma as 5g/dia de sódio por meio de alimentos que oferecem outras propriedades, como vitaminas, proteínas e carboidratos complexos (veja mais aqui).
  • Procure não ingerir a sua quantidade diária necessária de sódio a partir de alimentos que não oferecem outras propriedades além de sódio e gordura trans ou saturada;
  • Consuma alimentos com sal iodado ou utilize-o nas receitas;
  • Evite a adição de temperos prontos nos alimentos - utilize ervas frescas ou secas para substituí-los nas receitas;
  • Não cozinhe excessivamente os alimentos (não ultrapasse 120°C). A eliminação de micro-organismos prejudicais à saúde ocorre quando todas as partes do alimento alcançam 70°C.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail