Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Ciclo circadiano é o que garante que o corpo de humanos e outros seres vivos funcione de modo adequado

Imagem de Kamesh Vedula no Unsplash

O ciclo circadiano é o período de cerca de vinte e quatro horas que serve como base para a regulação do organismo de quase todos os seres vivos. Também chamado de ritmo circadiano, o termo vem do latim circa (cerca de) e diem (dia) e trata-se de um ciclo biológico influenciado pela temperatura, luz, ventos, movimento das marés e pelo dia e pela noite.

É o ciclo circadiano que controla a atividade qúimica, física, psico e fisiológica dos organismos, influenciando o sono, a digestão, a regulação das células, o estado de vigília e a temperatura corporal. Além do ciclo circadiano, existem outros ciclos biológicos, como o ciclo diurno, em que o ciclo circadiano é sincronizado com o dia e a noite, o ciclo ultradiano, um ciclo biológico com um período mais curto e frequência maior que o ciclo circadiano; e o ciclo infradiano, que dura mais de 24 horas, como é o caso do ciclo menstrual.

Internamente, o ciclo circadiano regula fatores como apetite, horário de sono, estado de alerta, temperatura corporal, níveis hormonais e pressão sanguínea, além de influenciar no metabolismo como um todo. Fatores externos como alimentação, uso de drogas, cafeína ou a exposição à luz azul de aparelhos eletrônicos podem interferir no ciclo circadiano.

Mudanças no ciclo circadiano

Alguns problemas corporais são causados por alterações no ciclo circadiano. Um exemplo comum são os distúrbios do sono, já que o corpo humano é biologicamente programado para dormir durante a noite, e interrupções abruptas podem causar distúrbios como a insônia. O jet lag é um exemplo de disritmia circadiana, assim como transtornos de humor causados por falta de exposição ao sol e transtornos de trabalho, que ocorrem quando uma pessoa trabalha fora do dia típico de trabalho, ou quando trabalha durante a noite, causando mudanças no ciclo circadiano.

Consequências de mudar o ciclo circadiano

A desregulação do ciclo circadiano pode causar problemas como depressão, ansiedade, sonolência diurna, redução do desempenho no trabalho, maior propensão a acidentes, falta de agilidade mental e aumento do risco de diabetes e obesidade.

Alguns dos erros humanos mais significativos do mundo, incluindo o desastre de Chernobyl e o acidente na Three Mile Island, aconteceram durante o trabalho noturno. Isso porque, do ponto de vista biológico, o corpo é feito para dormir durante a noite. É por isso que a humanidade não tem adaptações como visão noturna e olfato e audição aprimorados como os dos animais noturnos.

Problemas no ciclo circadiano podem ser diagnosticados de modo adequado com a ajuda de um profissional da saúde, que tende a perguntar sobre quando os sintomas foram sentidos pela primeira vez, se existem atividades que pioram ou melhoram os sintomas, como esses sintomas te afetam e se você está tomando algum medicamento.

Os tratamentos para distúrbios do ciclo circadiano variam de acordo com o caso. Sintomas de jet lag, por exemplo, geralmente são temporários e não precisam de tratamento médico. Mas quando os problemas do ciclo circadiano são causados por trabalhos insalubres, transtornos mentais e mudanças no estilo de vida, um tratamento médico pode ajudar.

Quem tem maior risco de desenvolver problemas no ciclo circadiano?

Aqueles que fazem turnos de trabalho alternados ou que trabalham fora do horário comercial têm maior risco de desenvolver sintomas por conta de alterações no ciclo circadiano. Profissionais de saúde, motoristas, pilotos e outros profissionais da área de transporte, preparadores e servidores de alimentos, jornalistas, policiais e bombeiros são alguns exemplos de profissões que envolvem trabalho com turnos alternados.

Uma pesquisa descobriu que apenas 63% dos trabalhadores sentem que seu trabalho lhes permite dormir o suficiente. A mesma pesquisa também mostrou que de 25% a 30% dos trabalhadores que trabalham em turnos alternados têm episódios de sonolência excessiva ou insônia.

Outros grupos de pessoas que correm o risco de desenvolver distúrbios do ciclo biológico incluem pessoas que viajam através dos fusos horários com frequência ou que moram em lugares que não têm tantas horas de luz durante o dia, como o Alasca.

Como se prevenir de problemas do ciclo circadiano

Entender problemas que possam estar sendo causados por mudanças no ciclo circadiano pode ajudar a identificar e a lidar com seus sintomas. Mas o mais importante é tomar algumas providências capazes de prevenir o aparecimento de sintomas.

Algumas dicas para preservar seu ciclo circadiano são evitar substâncias que afetam o sono pelo menos após as 16h, incluindo cafeína, álcool e nicotina, consumir bebidas frias, como chá gelado ou água, manter um horário regular de sono sempre que possível, se expor à luz natural do sol, tirar sonecas de dez a 15 minutos depois do almoço, abrir as janelas da casa ou escritório e, se necessário, ligar as luzes, bem como evitar luzes artificiais ao entardecer e durante a noite, principalmente a luz azul.