Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Modelo criado por estudantes usa menos material, é rápido para ser montado ou desmontado, dispensa grandes quantidades de fitas adesivas e pode ser reutilizado

Já imaginou não ter que penar para tirar aquela fita adesiva das caixas de papelão? Ou então poder utilizá-las quantas vezes quiser, sem rasgá-las ou danificá-las? Melhor: abri-las com um só movimento? Se imaginou, não imagine mais, porque isso já é realidade.

Chris Curro e Henry Wang, estudantes da escola de engenharia Albert Nerker, da Universidade Cooper Union, em Nova York, desenvolveram o projeto para o “Invenção de Fábrica”, programa de verão de seis semanas da universidade que prevê um intenso processo de criação. É fornecido um orçamento de US$ 2 mil e uma grande oficina de equipamentos para uma dupla trabalhar. Por fim, o melhor projeto recebe uma premiação de US$ 5 mil.

Concepção

A partir da análise de que as caixas de papelão normais usam muito material e são difíceis de serem abertas e embaladas, os dois estudantes usaram criatividade para desenvolver seu produto.

A inovação conta com cerca de 15% a 20% menos papelão, e não necessita de muitas partes de fitas adesivas para que seja selada. Isso porque o seu design foi projetado de modo que haja um encaixe perfeito e que apenas uma fita (já embutida na caixa) seja necessária para que ela não se solte.

Além disso, a caixa pode ser montada e aberta rapidamente e reutilizada do lado contrário com a mesma eficiência. 

Um vídeo a respeito do novo modelo foi divulgado na internet. Nele, a tela é dividida ao meio: de um lado, o “Recipiente de Embalagem Rápida” (nome do projeto, em tradução livre) é mostrado; do outro, uma caixa de papelão comum. Em alguns segundos, a “caixa do futuro” esta lá, fechadinha, enquanto Henry Wang sofre para fechar com fita adesiva a caixa normal. Em pouco mais de duas semanas após o decano da Universidade Cooper Union, Alan Wolf, publicar o vídeo em seu canal no Youtube, ele marcava mais de três milhões de visualizações. Confira o vídeo (em inglês):

O próximo passo dos inventores da “caixa de papelão do futuro” é patenteá-la e procurar investidores para que se verifique a viabilidade do projeto.


Fonte: treehugger

Veja também: