Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O banho é uma prática de higienização, mas também pode ter fins terapêuticos e relaxantes

Image de 955169 no Pixabay

O banho é uma prática de higiene pessoal bastante comum, sobretudo no Brasil, um país no qual tomar banho é um hábito diário. Algumas pessoas acreditam que a higienização adequada é banhar-se com frequência e que esse hábito irá manter seu corpo limpo e saudável. Porém, assim como não se deve lavar o cabelo todos os dias, tomar banho com essa frequência também não é o mais recomendado.

Além de higienizar, o banho pode ter outros propósitos. Os banhos frios e quentes estão associados a benefícios diferentes, podendo ter fins terapêuticos, relaxantes e contribuir para a sensação de bem-estar.

Tipos e benefícios do banho

O banho é utilizado como prática de higiene, mas vários estudos apresentam sua eficácia em relação a outros objetivos. O banho frio, por exemplo, além de economizar água e luz, pode funcionar como uma espécie de terapia de eletrochoque que, ao enviar impulsos elétricos ao cérebro, pode aumentar os níveis de alerta, clareza, energia e liberar endorfina.

Já o banho relaxante é preparado com água quente, que ajuda a relaxar os nervos tensos e renova a energia. Assim, ele ajuda a reduzir o estresse, aliviar dores de cabeça e promover o bem-estar. A prática com água quente também é utilizada como remédio natural, à medida que o calor e o vapor da água ajudam a soltar o catarro e a limpar as vias nasais.

Os banhos de aromaterapia contam com algumas gotas de óleos essenciais de plantas, como a lavanda, que pode ser usada para acalmar a mente e aliviar os músculos cansados.

O banho de aveia, preparado com água morna e aveia moída em pó, pode proteger a pele e aliviar a coceira e irritação do eczema. Ao utilizar o manjericão, por sua vez, pode-se ter efeitos estimulantes e energizantes, pois seu aroma desperta os sentidos, trazendo sensação de revigor.

Com que frequência deve-se tomar banho?

Não tomar a quantidade de banhos adequada pode desencadear um desequilíbrio de bactérias boas e más da pele. Além disso, pode aumentar o odor corporal, acne e infecção de pele.

O banho ajuda a prevenir doenças e promove uma boa higiene. Mas a frequência adequada depende de diversos fatores. Especialistas acreditam que a maioria das pessoas não precisa se banhar todos os dias por uma razão simples: danos à saúde da pele podem ser evitados.

Existem diversas exceções para essa regra. A quantidade adequada pode se diferenciar para cada pessoa, pois cada um tem um tipo de pele diferente. Se você pratica exercícios físicos com frequência, certamente precisará de mais banhos.

No verão, também é comum que a quantidade aumente devido à temperatura e ao suor excessivo – nessa época do ano é altamente recomendado tomar banho com mais frequência.

Ainda assim, dermatologistas recomendam que se banhe em dias alternados ou duas a três vezes por semana.

Razões para não tomar banho todos os dias

1. Torna a pele mais macia

Nossa pele recebe hidratação de duas fontes principais: ela atrai a umidade presente no ar e utiliza os óleos e água liberados pelo nosso corpo. Ao tomarmos um banho quente, os óleos são dissolvidos, deixando a pele menos hidratada.

Diminuindo a frequência de banhos, a pele produzirá a quantidade ideal de óleo, criando um equilíbrio natural e deixando a pele mais macia. Caso sinta necessidade de mais óleo, algumas opções são os óleos vegetais, como o de oliva, coco e jojoba.

Os cabelos funcionam de forma semelhante. Lavá-los todos os dias pode fazer com que eles sequem e fiquem com tendência a quebrar.

2. Protege a pele

As células de pele morta e os lipídeos presentes na camada mais externa da pele servem como uma proteção contra bactérias e alguns químicos que possam penetrar na pele. Ao tomar banho, os lipídios das células mortas dessa camada são removidos e perdemos essa proteção.

Algumas bactérias benéficas que vivem na pele humana também são removidas com a água quente e o sabão, o que prejudica na proteção, já que elas auxiliam na formação de anticorpos nas células.

3. Diminui as irritações de pele

Diversos químicos presentes nos sabões e shampoos podem contribuir para uma irritação na pele, principalmente em pessoas que possuem alguma condição alérgica, como dermatites e psoríase. A água quente costuma piorar esses problemas. Sendo assim, tomar banho menos vezes pode ajudar a diminuir o número de irritações.

4. Mais economia nas contas de água e luz

Os chuveiros são grandes responsáveis pelo consumo de luz e de água em uma casa. Com menos banhos, esse consumo também irá diminuir, ajudando o meio ambiente e as finanças.

Quanto tempo deve durar um banho?

De acordo com dermatologistas, o tempo máximo recomendado para um banho é entre cinco a dez minutos. Esse período é suficiente para limpar e hidratar a pele sem exagerar.

Caso a pele seja seca ou tenha eczema, os banhos mais curtos e mornos são mais recomendados. Banhos muito longos podem remover a oleosidade natural da pele, abrir os poros e permitir que a umidade escape.


Fontes: Healthline (1, 2, 3, 4, 5, 6) e The Healthy

Veja também: