Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda por que o sabonete antibacteriano pode representar riscos para a saúde

O sabonete antibacteriano é, talvez, o mais popular entre os produtos de higiene pessoal. Além da sensação refrescante e relaxante, sabonetes são importantes para remover impurezas e microrganismos prejudiciais à saúde.

No Brasil, o hábito de escolher o melhor sabonete antibacteriano para lavar as mãos com é muito popular. Aqui, é comum que as pessoas lavem as mãos mais de cinco vezes ao dia. Por um lado, isso é bom, porque o hábito auxilia na baixa ocorrência de gripes, diarreias e outras doenças.

Porém, a partir dessa atitude saudável, um produto tem se mostrado forte no mercado e pode ser perigoso. Trata-se do sabonete antibacteriano que contém triclosan, EDTA dissódico, ácido etidrônico, álcool etílico, entre outras substâncias.

Qual o problema do sabonete antibacteriano?

As propagandas mostram o sabonete antibacteriano como extremamente eficiente, mas ele não é livre de riscos. Como os produtos bactericidas não discriminam quais os tipos de bactérias serão eliminadas, eles acabam com todos os tipos de bactérias da pele: as nocivas e as benéficas.

Quando as bactérias benéficas e não patológicas são eliminadas, nosso corpo reduz a capacidade de diferenciar bactérias nocivas e não nocivas. Assim, qualquer microrganismo que entra em contato com a pele demandará esforço redobrado do corpo para combatê-lo. Como consequência, sob o efeito do uso indiscriminado (e muitas vezes sem a necessidade) desse sabonete antibacteriano, bactérias nocivas podem se tornar mais resistentes.

Além disso, quando usados com frequência durante a infância, o sabonete antibacteriano pode gerar problemas de saúde. Segundo a teoria da higiene, a falta de contato com agentes patogênicos durante a infância é relacionada ao desenvolvimento de doenças alérgicas.

A falta de convivência com micro-organismos pouco agressivos nas primeiras fases do desenvolvimento acarreta desequilíbrios no sistema imunológico, gerando reações exageradas a substâncias estranhas ao longo da vida.

Como as bactérias têm um ciclo de reprodução muito rápido, é possível que algumas delas resistam aos efeitos bactericidas e se reproduzam já com as novas características, inutilizando o efeito de medicamentos antibióticos e desenvolvendo doenças mais difíceis de serem curadas.

Isso porque grande parte dos sabonetes que são antibacterianos contém a substância triclosan.

Solução

Para a higienização das mãos, o uso de sabonetes comuns já se mostra muito eficaz no dia a dia de todas as pessoas. Esse hábito simples permite a prevenção de muitas doenças e males cotidianos. Escolha outras alternativas, seja sabonetes em barra, sabonete líquido ou sabonete neutro. Esses tipos de sabonete, na maioria das vezes, não são antibacterianos, mas ajudam na limpeza.

Vale lembrar que produto de higiene causa algum tipo de impacto. O importante é sempre ponderar o uso e fazer escolhas certas. Dê preferência aos produtos cosméticos naturais e sustentáveis.

Todos os sabões, inclusive os de limpeza doméstica, causam um processo de eutrofização quando lançados nos corpos hídricos. Mas, quanto mais componentes sintéticos eles contiverem, maior o impacto causado. Conheça versões mais ecológicas, para uso cosmético, na Loja do Portal eCycle.

Para fazer um sabão de limpeza doméstica e lavagem de roupas em casa, confira o vídeo a seguir.