Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Terçol no olho é dolorido e causa irritação, mas não é contagioso e o tratamento é simples

O terçol é uma lesão infecciosa que surge na região dos olhos caso ela esteja infectada por uma bactéria chamada estafilococos. A infecção forma um pontinho inchado e vermelho, muito dolorido, com pus em seu interior. Também conhecido como hordéolo, o terçol é muito confundido com um problema semelhante que também afeta as pálpebras: o calázio.

O calázio é causado pela inflamação de uma glândula localizada nas pálpebras, conhecida como glândula de Meibômio. Ao contrário do terçol, o calázio nada tem a ver com infecção por bactérias. Uma das causas do aparecimento de calázios é o excesso de oleosidade, que bloqueia a saída de secreções da pálpebra.

Nesse caso, indica-se o uso de xampus de pH neutro, que ajudam a desobstruir a glândula e reduzir o processo inflamatório. Embora seus sintomas sejam menos dolorosos do que os sintomas de terçol, o calázio pode indicar a presença de um problema de refração do olho, que exige tratamento médico.

O terçol no olho pode ocorrer na borda das pálpebras, na parte interna ou externa, e não é contagioso. O surgimento do problema pode indicar que sua imunidade está baixa, mas o tratamento é simples. Uma dica é fazer compressas quentes várias vezes ao dia na área afetada para aliviar os sintomas e o inchaço provocado pela infecção.

Causas de terçol

Além da bactéria citada anteriormente, o terçol pode ter como causas má higiene, uso excessivo de maquiagem ou o ato de coçar os olhos frequentemente. O terçol na gravidez também é comum, pois as alterações hormonais podem geral aumento na produção de gordura pelas glândulas das pálpebras.

Adolescentes têm propensão a ter terçol por conta da variação hormonal característica da idade, enquanto nas crianças a causa mais comum é o fato dos pequenos coçarem muito os olhos com as mãos sujas.

Sintomas

Os sintomas característicos do terçol são:

  • Dor no olho;
  • Dificuldade para abrir o olho;
  • Inchaço na pálpebra;
  • Vermelhidão local;
  • Olho lacrimejando.

O terçol normalmente amadurece e estoura em um período de quatro a cinco dias, desaparecendo sozinho em até duas semanas. Se não tratado adequadamente, ele pode reaparecer.

Prevenção de terçol

  • Não use cosméticos antigos e evite compartilhar seus cosméticos e produtos de beleza (o terçol não é contagioso, mas produtos e cosméticos de terceiros podem conter bactérias e sujeiras prejudiciais para você);
  • Lave as mãos regularmente;
  • Antes de colocar lentes de contato, higienize-as bem e lave as mãos;
  • Retire sempre a maquiagem antes de dormir;
  • Faça a higienização dos olhos ao acordar.

Tratamento para terçol

Se o terçol for interno, procure imediatamente ajuda médica para prescrição de antibióticos ou, em alguns casos, drenagem cirúrgica. Além do tratamento médico indicado, você também poderá cuidar do terçol em casa: faça a higiene dos seus olhos utilizando shampoo de bebê para tirar todas as secreções sem forçar ou espremer.

Você também pode fazer compressas frias de chá de camomila, chá verde ou chá preto. Faça a limpeza da borda externa para a borda interna, assim o pus não se espalha por todo o olho.

No caso do terçol externo, é possível que ele desapareça só com os tratamentos caseiros descritos acima. Porém, se não sarar em uma semana, procure profissionais da saúde para descobrir o melhor remédio no seu caso.

Como a imunidade baixa favorece o aparecimento do terçol, procure manter uma alimentação saudável para fortalecer seu sistema imunológico.