Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aprenda mais sobre as propriedades da semente de uva e onde ela pode ser usada

A semente de uva é rica em vitamina E, ácido linoleico, flavonoides e proantocianidinas oligoméricas (OPCs) — um composto que auxilia a corrente sanguínea.  Ela apresenta diversas propriedades benéficas para a saúde e pode ser encontrada na forma de diversos produtos como óleo e em extratos. 

O óleo de semente de uva é usado tanto na culinária como na indústria cosmética e suas propriedades incluem a redução do colesterol LDL, previne a hipertensão e a obesidade.

O seu extrato é usado para tratar diversos problemas cardiovasculares, incluindo o colesterol alto. Além disso, pode auxiliar no tratamento de problemas oculares derivados da diabetes.  

Benefícios 

Acredita-se que a semente de uva é um nutracêutico — produtos alimentícios com valores nutricionais e benéficos à saúde. Sementes de uva tem potencial anticâncer, cardioprotetor, antioxidante, antiinflamatório, antiviral e antimicrobial. Além disso, é possível que esses componentes tenham sido usados para parar sangramentos e no tratamento de dor e diarreia. 

Estudos com animais apoiam a ideia de que a semente de uva pode agir como um agente contra infecções bacterianas. 

As proantocianidinas oligoméricas encontradas nesses alimentos mostraram-se eficientes na redução dos sintomas da insuficiência venosa crônica.

Diversas pesquisas feitas com o extrato da semente indicam que seus benefícios incluem a redução de casos de edema nas pernas, melhora na circulação, redução do dano oxidativo, aumento dos níveis de colágeno e fortalecimento dos ossos, redução dos riscos de desenvolver alguns tipos de câncer e aumento da saúde dos rins. 

Efeitos colaterais 

O uso do extrato da semente de uva pode ser contraindicado para pessoas que tomam remédios para afinar o sangue ou para a pressão arterial. É possível também que o seu consumo reduza a absorção de ferro feita pelo organismo. 

Antienvelhecimento

Uma pesquisa realizada na China indica que a semente de uva pode ajudar a retardar o envelhecimento. 

Um dos fatores que impulsiona o envelhecimento são as células senescentes, ou seja, células que perderam sua capacidade de renovação celular. O estudo descobriu que um composto natural encontrado nas sementes agem contra essas células disfuncionais.

Esses compostos são chamados de senolíticos e podem ser usados para induzir a morte de células senescentes. Os senolíticos auxiliaram no aumento da longevidade de ratos de laboratório em até 9%.