Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Rochas sedimentares são rochas formadas a partir da união de sedimentos oriundos da fragmentação de outras rochas. Essa fragmentação acontece por meio da ação de agentes exógenos, em um processo conhecido como intemperismo. 

As rochas sedimentares podem apresentar-se estratificadas, ou seja, em camadas com idade e composição diferentes. A partir delas, os geólogos conseguem identificar as variações climáticas que se processaram no decorrer da história geológica de determinada região.

Origem das rochas sedimentares

Conforme a superfície da Terra se resfriava, gases como nitrogênio, oxigênio e hidrogênio foram liberados e formaram a atmosfera. A partir de então começaram as chuvas, e com elas iniciou-se o processo de intemperismo ou decomposição química das rochas.

O intemperismo propiciou a formação dos solos, que passaram a ser erodidos pela chuva e pelo vento. Ao longo de milhares de anos, as partículas de rocha e solo foram transportadas e depositadas em depressões, formando grandes depósitos sedimentares. Em muitas dessas depressões formaram-se posteriormente lagos e oceanos, que desencadearam transformações físicas e químicas nos sedimentos e deram origem às rochas sedimentares.

O calcário é a rocha sedimentar química mais comum, composta essencialmente pelo mineral calcita e formada por processos tanto inorgânicos como orgânicos, sendo estes últimos os mais comuns.

Tipos de rochas

As rochas podem ser classificadas, segundo a sua formação, em magmáticas, metamórficas e sedimentares. Há cerca de 3,8 bilhões de anos, a matéria incandescente da qual era formada a Terra começou a esfriar e a se solidificar, formando a crosta terrestre. Consolidaram-se, assim, as primeiras rochas, chamadas magmáticas ou ígneas.

Além da magmática, existe outro tipo de rocha que se forma no interior da crosta terrestre. A temperatura e a pressão muito elevadas, os fortes atritos, ou a combinação química de dois ou mais minerais transformam a estrutura molecular das rochas já formadas, dando origem às rochas metamórficas.

Ciclo das rochas

Assim, após aprender como cada tipo de rocha surge, basta relacionar suas origens às suas transformações. A única ressalva a ser considerada é a de que as rochas sedimentares precisam ser transformadas em metamórficas antes de virarem magma. Isso acontece porque, ao serem submetidas a elevadas pressões, as rochas sedimentares passam pelo processo de metamorfismo em vez de derreterem.

Entender o ciclo das rochas é importante para estudar os diferentes tipos de rocha e suas composições. Além disso, ele faz com que seja possível compreender diversos processos e fenômenos que atuam na Terra desde a sua formação até os dias atuais.