Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Reciclar é simples, mas muita gente não sabe por onde começar. Confira cinco passos para adotar o hábito

Reciclar é fundamental: disso você já sabe. Mas como começar a reutilizar e reciclar ? E por que o processo de reciclagem ainda é tão embrionário no Brasil? Entenda os desafios e como você pode fazer a sua parte para preservar o meio ambiente.

Reciclagem é o processo em que há a transformação do resíduo sólido que não seria aproveitado, com mudanças em seus estados físico, físico-químico ou biológico, de modo a atribuir características ao resíduo para que ocorra produção de novos materiais, segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Reciclar é importante, mas faltam incentivos

Infelizmente, ainda são poucos os resíduos coletados e reciclados no nosso país. O problema é que existe uma defasagem de infraestrutura para coleta e processamento de materiais recicláveis. Para piorar, faltam políticas públicas que incentivem a logística reversa e a redução de embalagens desnecessárias por parte de empresas, por exemplo.

Por isso, mesmo que você saiba que um item pode ser reciclado, não significa que ele efetivamente será. Portanto, é muito importante reduzir o consumo de resíduos. A compostagem doméstica é essencial para isso, em termos de resíduos orgânicos.

Quanto aos recicláveis, a mudança de hábitos é fundamental. Sempre que puder, evite embalagens ou use produtos com a embalagem reutilizada. Se não for possível, procure pelo menos por embalagens recicladas e/ou recicláveis.

Cinco passos para aprender a reciclar

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) calculou que aproximadamente 75% dos resíduos sólidos descartados no país eram garrafa PET, plásticosvidros. Como se sabe, eles são materiais recicláveis, entretanto o número chega a somente 30%.

Não é preciso nem dizer que a reciclagem é uma forma muito importante de contribuir para a saúde do planeta, evitando coisas como o maior número de emissões de gases de efeito estufa. Além disso, ela ajuda a deixar sua casa mais verde. Se você nunca reciclou, confira os cinco passos necessários para começar a diminuir a sua quantidade de lixo produzida. Com o tempo, o processo ficará mais fácil e você vai acabar fazendo tudo no automático!

  1. Conheça quais resíduos você pode reciclar (clique aqui e confira).
  2. Localize um centro de reciclagem perto de você (clique aqui para encontrá-los de acordo com os itens de descarte).
  3. Entenda como é feito o processo de coleta seletiva na sua região. Dependendo das localidades, a separação é mais ou menos específica. Portanto, organize lixeiras específicas.
  4. Conheça os tipos de vidro e de plásticos. Alguns eles podem apresentar um logotipo com uma numeração que indica seu tipo. Verifique as regulamentações locais para saber quais são aceitos e se precisam ou não serem separados uns dos outros.
  5. Limpe os itens antes de reciclá-los. É importante enxaguar os resíduos de comida, como restos de alimentos, ou bebida antes de separar os itens para o lixo. Limpar os materiais facilita a reciclagem e contribui para que não gerem cheiro desagradável no seu lixo. Outro ponto positivo é que uma reciclagem limpa não atrai insetos.

Agora que você já aprendeu os princípios básicos, você pode aprender mais coisas a respeito aqui.

Qual a importância da reciclagem

Hoje em dia, com o aumento crescente na produção de resíduos, no lixo oceânico, e nos impactos dos aterros sanitários, a reciclagem é de extrema importância. Além disso, a reciclagem pode ser responsável pela conservação de recursos naturais, como madeira, água, minerais e combustíveis fósseis. Muitos países já tem essa preocupação, apoiam programas ambientais e, consequentemente, de reciclagem.

No Brasil, de acordo com a associação sem fins lucrativos Cempre (Compromisso Empresarial para Reciclagem), o faturamento das cooperativas de catadores tem sido crescente nos últimos anos e houve ganhos de produtividade, mas ainda há muito por fazer.

Um dos próximos passos para manter esse progresso é a formalização da atividade desempenhada pelos catadores. Além disso, muitos municípios brasileiros ainda não contam com um serviço de coleta seletiva.