Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda o que é quarentena, qual sua importância e oito atitudes simples para enfrentar essa fase sem tédio

O dicionário Oxford explica o que é quarentena com a seguinte definição: “Um estado, período ou local de isolamento no qual pessoas ou animais que chegaram de outro lugar ou foram expostos a doenças infecciosas ou contagiosas são colocados”.

Mas, afinal, para que serve a quarentena? Quando e como esse conceito surgiu – e com que finalidade? E mais importante: a quarentena é, de fato, uma ferramenta eficaz para controlar um surtoepidemia ou pandemia de doenças?

Quarentena: uma breve história?

O conceito de quarentena não é novo. A palavra surgiu no século XIV e vem do italiano “quarantena”, que significa “40 dias” – o período em que todos os navios da época eram forçados a se isolar antes do desembarque durante a pandemia de Peste Bubônica, também conhecida como Peste Negra, que assolou a Europa entre 1347 e 1351.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, este foi o primeiro exemplo registrado de quarentena como a conhecemos hoje. Exemplos semelhantes e mais recentes incluem o surto de febre amarela em 1799 no estado da Filadélfia, nos EUA.

Os norte-americanos enfrentaram uma quarentena novamente em Nova York em 1892, após um surto de tifo que atingiu toda a cidade. Suspeita-se que o problema tenha começado em um barco que transportava imigrantes, que então o espalharam por cortiços.

Uma das pandemias mais conhecidas da história humana recente foi a Gripe Espanhola, ou Gripe de 1918, caracterizada pela infecção de cerca de 500 milhões de pessoas no mundo – o correspondente a um quarto da população mundial na época – pelo vírus influenza. Durante esse período, de quase três anos, reuniões públicas foram proibidas e as pessoas foram convidadas a permanecer em casa, embora tenha sido difícil aplicar essas medidas em larga escala.

Qual é a diferença entre isolamento e quarentena?

Embora tanto o isolamento como a quarentena sejam medidas de saúde pública aplicadas para diminuir a exposição a uma determinada doença, de acordo com o CDC, o isolamento separa pessoas com uma doença contagiosa de pessoas que não estão doentes, enquanto a quarentena separa e restringe o movimento de pessoas que não estão doentes, mas que podem ter sido expostas a uma doença contagiosa, para verificar e acompanhar seu estado de saúde.

Em outras palavras, a quarentena não é reservada para pessoas doentes. Pessoas que parecem saudáveis ​​ainda podem ser colocadas em quarentena.

Existe uma diferença entre o isolamento e a quarentena, mas as medidas tomadas para ambas são semelhantes. Quarentena e isolamento, assim como distanciamento social, ajudam a proteger o público, evitando a exposição de pessoas que têm ou podem ter uma doença contagiosa.

Em um contexto de pandemia viral, a quarentena restringe o movimento de pessoas que tiveram contato com o vírus ou puderam ter sido expostas a ele, a fim de monitorar se e quando os sintomas se desenvolvem e garantir que o indivíduo infectado não espalhe o agente infeccioso para outras pessoas.

A quarentena é uma estratégia de saúde pública, e a Organização Mundial da Saúde informa que ela “pode atrasar o pico de uma epidemia em uma área onde a transmissão local está em curso”.

De acordo com o CDC, a quarentena é medicamente “muito eficaz na proteção do público contra doenças”. Embora muitas vezes ela exija um grande esforço e uma mudança brutal de estilo de vida, seguir as medidas de quarentena quando necessário é um pequeno preço a pagar por uma saúde pública de longo prazo.

Como se colocar em quarentena

O que é quarentena
Imagem de Markus Winkler no Unsplash

Separação

A menos que você more sozinho, caso tenha sido exposto ao vírus, a OMS recomenda que reserve um quarto (ventilado) só para você – e, se possível, um banheiro também.

Você não deve sair de casa por motivos não essenciais (por exemplo, para ir trabalhar, se puder trabalhar em casa) e não deve entrar em contato com outras pessoas.

A quarentena deve durar a duração do período de incubação do vírus, ou seja, o tempo entre a exposição potencial e a manifestação potencial dos sintomas. Se você desenvolver sintomas durante a quarentena, deve reiniciar o período de isolamento.

Higiene

A disseminação da maioria dos vírus respiratórios ocorre quando o muco ou gotículas contendo o vírus entram no corpo pelos olhos, nariz ou garganta. Esse contato acontece sobretudo por meio das mãos – assim como a transmissão para outras pessoas.

Lavar as mãos com frequência com água e sabão por pelo menos vinte segundos é uma maneira barata e eficaz de ajudar a remover vestígios do vírus de suas mãos. Além disso, a OMS aconselha que você tussa no cotovelo ou em um lenço de papel e descarte o lixo em um saco duplo, separado do resto do lixo doméstico.

Monitoramento

A quarentena é uma medida preventiva; portanto, você deve observar de forma consistente como está se sentindo.

Se sentir algum sintoma, por menor que seja, anote quais são e quando os sentiu pela primeira vez. Isso servirá como orientação para quaisquer possíveis próximos passos – por exemplo, começar o primeiro dos 14 dias autoisolamento.

Tédio na quarentena? Nunca mais!

Confira oito atitudes simples para aproveitar o período de quarentena em casa e nunca mais se chatear com o tédio de “não ter o que fazer”.

1. Faça yoga

Durante esse período, é normal sentir-se mais estressado do que o normal. Ficar em casa e confinado ao seu espaço pode ser difícil. Começar o dia com yoga tem vários benefícios, como diminuir o estresse, aliviar a ansiedadedormir melhor e aumentar a força muscular. Procure uma aula ou instrutor on-line e aproveite para dar um up na sua qualidade de vida.

2. Invista em cursos

Você sempre quis fazer um curso de culinária, mas nunca teve tempo pra isso? A internet está cheia de possibilidades, que vão de cursos curtos e gratuitos até profissionalizantes, em todas as faixas de preço.

3. Promova “festas” on-line com seus amigos

Tem um grupo de amigos que não se vê há anos? Reserve a sexta ou o sábado à noite para reuni-los em uma chamada de vídeo on-line e botar o papo em dia.

4. Mantenha um diário

Está estressado ou de saco cheio? Bote tudo pra fora em um diário! Além de prevenir possíveis julgamentos, você poderá se surpreender com a dimensão do alívio emocional que o registro dos seus pensamentos pode proporcionar.

5. Maratone suas séries preferidas

Tempo é o que não falta durante a quarentena – mas é o bem mais precioso e escasso da rotina normal da vida moderna. Por isso, aproveite esse período para colocar suas séries e filmes em dia.

6. Leia um novo livro

Ler um novo livro pode ajudá-lo a sair de sua cabeça e entrar em um mundo totalmente novo! Também há muitas maneiras de baixar e-books grátis para seus dispositivos de leitura, seja um tablet, computador ou smartphone.

7. Exercite-se

Existem várias modalidades de treinos que você pode seguir em casa, sem equipamento nenhum ou com objetos que você já tem à mão. Duvida? Abra o YouTube e comprove! Se preferir, confira nossas dicas nas matérias abaixo:

8. Não deixe a vaidade de lado

Não é porque você não vai encontrar ninguém que precisa passar o dia com moletom velho, cabelo sujo e pele detonada. Invista em uma boa rotina de skincare, aproveite ingredientes naturais para montar seus próprios produtos e vista-se com a sua melhor roupa. A autoestima agradece – e a criatividade também!