Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Ecossistemas costeiros são locais de significativa importância para a manutenção da biodiversidade

Imagem de kmarius por Pixabay

Ecossistemas costeiros são aqueles que se localizam no encontro de um oceano ou mar com o meio terrestre. Uma das características mais marcantes do território brasileiro é a sua imensa zona costeira banhada pelo oceano Atlântico. São 8,5 mil km de extensão e uma área de aproximadamente 388 mil km2 que sofre com a ação das ondas. Não é de se surpreender, portanto, que a costa brasileira seja também extremamente rica em diversidade, formando diferentes tipos de ecossistemas.

Considerada patrimônio nacional pela constituição de 1988, esse território apresenta paisagens variadas e que servem de morada para uma grande quantidade de espécies de animais e vegetais. Os principais ecossistemas costeiros do país são formados por costões e rochosos, lagunas costeiras, estuários (ambiente de transição entre os rios e o mar) e deltas (lugar onde um rio deságua), manguezais, praias arenosas, recifes de coral, restingas e dunas.

Exemplos de ecossistemas costeiros

Manguezais

Os manguezais são ecossistemas típicos de regiões tropicais e subtropicais, definidos como zonas de transição entre o ambiente marinho e o terrestre. Um manguezal é formado por árvores e outras espécies arbustivas que são capazes de resistir ao fluxo marítimo – e, consequentemente, ao sal da água do mar.

Os manguezais são a base de um ecossistema biologicamente diversificado, rico e produtivo. Por isso, são lar e local de alimentação de uma série de espécies, muitas das quais estão em extinção. Apesar disso, os manguezais representam menos de 1% de todas as florestas tropicais do mundo. Daí a importância de preservá-los, afinal, eles contribuem significativamente para o bem-estar das comunidades costeiras, sendo fonte de renda e de alimentos para milhares de pessoas.

Para saber mais sobre esse ecossistema costeiro, acesse a matéria “O que são manguezais e sua importância”.

Restingas

Restinga é um termo utilizado para definir as diferentes formações vegetais estabelecidas sobre solos arenosos que ocorrem na região da planície costeira. Por estar localizada na interface entre os ambientes marinho e continental, a restinga possui uma fragilidade intrínseca, sendo constantemente afetada por processos naturais de deposição e erosão marinha e de drenagem fluvial.

Dessa maneira, esses ecossistemas são determinados fisicamente pelas condições edáficas (relacionadas ao solo) e pela influência do mar e estão distribuídos ao longo do litoral brasileiro e por várias partes do mundo.

Para saber mais sobre esse ecossistema costeiro, acesse a matéria “Restinga: o que é e como se forma”.

Serviços ecossistêmicos

Serviços ecossistêmicos podem ser entendidos como bens e serviços que os ecossistemas nos oferecem direta ou indiretamente. Assim como todos os outros, os ecossistemas costeiros prestam diversos serviços ecossistêmicos, como:

  • Armazenam carbono azul;
  • Os recifes consistem em um acervo rico de substâncias exploradas pela indústria farmacêutica;
  • As praias são importantes locais de desova para vários vertebrados, como as tartarugas marinhas;
  • Os recifes de corais protegem a costa da erosão ao servirem como um obstáculo para a ação de ondas;
  • Servem de filtro para os resíduos carregados pela água do rio que chega à costa;
  • Alguns invertebrados que vivem e se reproduzem somente nos costões rochosos, como os mexilhões, são usados em pratos da gastronomia gourmet;
  • O manguezal regula a qualidade da água do mar, uma vez que funciona como um filtro para os resíduos carregados pela água do rio que chega à costa.

As principais ameaças a esses ecossistemas são a aquicultura, a pesca, a expansão de áreas urbanas e o turismo, além da poluição, redução dos recursos hídricos, corte de madeira de manguezais e mudanças climáticas. Por isso, eles devem ser preservados e protegidos por meio de políticas públicas, já que apresentam grande importância para os seres vivos.



Veja também: